sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

BOOSTER CONVIDAM A ECREVER LETRA









Enquanto não começa a tour 2014 dos Booster, a banda lança um desafio a todos os amigos, fans, curiosos e público em geral. Escrever uma letra para um tema do próximo álbum da banda.
É simples! Até 31 de Março, basta aceder ao evento criado para este efeito no facebook da banda, e colocar um texto. 

Além de o texto vir a fazer parte de uma canção do próximo disco dos Booster, o vencedor receberá um Booster pack (discografia da banda + T-shirt), bem como duas entradas para dois concertos da tour 2014 dos Booster.

Do que estás à espera?
www.facebook.com/booster.rock

CITIZEN:KANE LANÇA DISCO













 O álbum de estreia de Citizen:Kane, Dogtooth, é lançado em formato digital. "Idefix/Odie" é o single do álbum e já se encontra disponível em vinil de 10". Ambas as edições terão o selo da Fungo, que assim se estreia como editora.

Datas de apresentação

1 . 03 . 2014 — Pop Fresh / Coimbra
Dogtooth release party II
w/ Citizen:Kane (live) + Just Jaeckin + Afonso Macedo + David Rodrigues
15 . 03 . 2014 — Brownie / Lisboa
Dogtooth release party III
w/ Citizen:Kane (live) + Just Jaeckin
29 . 03 . 2014 — Parqe / Caldas da Rainha
Dogtooth release party IV
w/ Citizen:Kane (live) + Just Jaeckin
Abril 2014. dia a anunciar em breve — Lounge / Lisboa
Dogtooth release party V
w/ Citizen:Kane (live) + Duo Tetitas (AV live djset)
Lounge / Lisboa

De música para música, acabo frequentemente a seguir caminhos díspares no processo de composição. Foi no amadurecimento desta tomada de consciência que decidi criar um conjunto de temas para juntar num álbum. Foi um álbum criado entre Lisboa, Cartaxo e Porto. No meu estúdio caseiro, no comboio, em quartos e salas de estar. Sem qualquer razão lógica, parti para o álbum também com a vontade de intitular os temas com nomes de cães de séries de desenhos animados, como forma de prestar homenagem a essas personagens. Musicalmente, Dogtooth é uma amálgama de influências que por vezes se manifestam de uma forma mais rítmica, por outras têm uma configuração mais cerebral ou emocional. A dispersão e a instabilidade criam a unidade.

Marco Guerra

PAUS - "BANDEIRA BRANCA"

LONTRA FEST

THE HAPPY MESS EM TOUR


NA TERTULIA CASTELENSE













7 MAR.. Sex
QUARTETO DE BOLSO
www.quartetodebolso.com
Entrada – 5,00 euros
Início previsto – 23h00

8 MAR.. Sáb
DIA INTERNACIONAL DA MULHER
AWSUM
MÚSICA Soul / R&BRock
https://www.facebook.com/Skyinsonia
http://optimusdiscos.pt/discos/artistoptimusdiscos/golden-ears
Entrada – 5,00 euros
Início previsto – 23h00

www.tertuliacastelense.com
https://pt-pt.facebook.com/TCastelense
www.facebook.com/tertuliajardim

EM ÁGUEDA

Buganvília - João Afonso e Rogério Pires
https://www.facebook.com/abuganvilia

sexta 8 Março | 21h30
Cine-Teatro São Pedro, Águeda
5€ pré-venda | 8€ no dia
Organizado pela Comissão de Festas de S. Sebastião. Concerto reverte a favor da Festa em honra de S. Sebastião.
 
Um encontro entre dois Amigos - João Afonso e Rogério Pires -, que cruzam universos musicais partilhados numa empatia única.A marca autoral de ambos e a comum valorização da palavra cantada tornam-se mais nítidas no formato intimista deste concerto: apenas vozes e guitarras.

A Buganvília é canção que traduz o estado de espírito para uma viagem musical e cultural de dois músicos de excepção. Um Carril de Arte que Rogério Pires com a sua forma delicada e sensível aborda a obra de João Afonso, cantando a línguaportuguesa, transportando-nos por um ”coral de missangas” vividos e imaginados por ambos.
 

São viagens partilhadas de canções de “Missangas” a “Outra Vida” e sensações que só uma verdadeira sintonia, como a deste recital musical, nos consegue aportar.
 

Red Italian Hunter + Memoirs Of A Secret Empire - CITAC (Coimbra) - 27/02/12

Red Italian Hunter
Concerto bastante hipnótico.
Um cruzamento perfeito entre o post rock e o psicadélico.
A prestação teve alguns momentos melhores que outros.
Nesses bons momentos o trio consegue captar a nossa atenção e mostrar o seu valor.
São de facto bons instrumentistas e com as ideias certas sobre o que querem fazer
No ar fica a vontade de os voltar a ver mais vezes em palco. 
Um palco que devem atacar com mais garra, deitando cá para fora tudo o que a sua música nos tem para dar.
                                                                                   














Memoirs Of a Secret Empire
Foi bastante intensa a prestação deste trio de Vouzela.
Como eles dizem, primeiro que tudo isto é rock instrumental. Depois, digo eu, isto tem salpicos de post rok e doom. 
Entrega total dos três músicos que deixaram o suor todo em palco.
Músicas sempre em crescendo, a obrigarem os corpos a mexer.
Ficou no ar a certeza de que temos aqui uma banda a seguir com a maior das atenções.
Este, foi um belo concerto, que nos aqueceu a alma.
Bruto, como se quer. No bom sentido claro...
 
Texto & Fotos Nuno Ávila

NO SABOTAGE


quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

PROGRAMA DE 27/02/14

1 – d3ö - Too late
2 – The Glokenwise – Time to go
3 – Born a Lion – What i know
4 – The Rising Sun Expereience – The integrity
5 – The Quatet Of Wha! – Slingshot sam
6 – Buda Power Blues – One in a milion
7 – Dead Combo – A bunch of meninos
8 – Noeberto Lobo – Mudar de vida

9 – Memoirs Of A Secret Empire - Dawn
entrevista Memoirs of a Secret Empire
10 - Trêsporcento - Espero

CRISTINA NÓBREGA COM NOVO DISCO




















 Natural de Lisboa, Cristina Nóbrega canta desde sempre, num percurso solitário que passa por vários géneros musicais. Mas só no início de 2008 o Fado, descoberta e paixão da juventude, ressurge, por ser neste género musical que encontra a forma mais profunda de expressão e a magia de cantar em português.
 
Com dois álbuns editados e galardoada pela Fundação Amália Rodrigues com o “Prémio Artista Revelação 2009”, a fadista prepara-se para lançar a 31 de Março o seu terceiro disco, “Um Fado para Fred Astaire”. Com poemas de Tiago Torres da Silva e produção e direcção artística de Pedro Jóia, este álbum inclui, entre outras surpresas, um dueto inédito com a cantora cubana Omara Portuondo.
 
“Las cenizas de mis canciones”, a homenagem a uma grande cantora
 
Quando o projecto musical Buena Vista Social Club surgiu em 1996 com um enorme sucesso mundial, uma voz sobressaía entre todas, a de Omara Portuondo, a voz feminina do projecto. De imediato, Cristina Nóbrega, longe de imaginar que um dia cantar também seria o seu destino, se encantou com essa voz imensa e expressiva. Ouvi-la era uma emoção e uma alegria.
 
Quando há 5 anos se conheceram, Omara confidenciou que ”já tinha cantado vários géneros musicais mas não tinha ainda cantado umFado, e que adorava Amália Rodrigues”. A fadista pensou que, com a admiração que tinha por esta excepcional cantora, talvez a vida um dia lhe proporcionasse realizar esse sonho. Quando de novo se encontraram num festival de Jazz em Oeiras em 2012, combinaram gravar um dueto. Surge assim o tema “Las cenizas de mis canciones”, com letra de Tiago Torres da Silva e música de Pedro Jóia, um Tributo a esta grande cantora cubana, tocado com a formação clássica do fado, guitarra portuguesa, guitarra clássica e contrabaixo.
 
“Há vários anos em concertos pelo mundo, quer em nome próprio, quer com os Buena Vista Social Club, Omara Portuondo anunciou, no início de 2014, que iria realizar a sua última tournée mundial. Com uma enorme devoção pelas grandes cantoras como Amália, Ella Fitzgerald, Sarah Vaugham, Edith Piaf, entre outras, Omara Portuondo, a cantora cubana de turbante, ficará seguramente na história da música contemporânea e é por isso um privilégio extraordinário a gravação deste dueto”, afirma a cantora.

Cristina Nóbrega actua a 28 de Fevereiro no Teatro Stabile de Potenza (Itália)
 
Enquanto prepara a edição do novo álbum, a fadista ruma a Itália onde actuará a 28 de Fevereiro no histórico Teatro Stabile de Potenza, próximo de Nápoles. Acompanhada por Carlos Gonçalves (guitarra portuguesa), Rogério Ferreira (viola de fado) e Frederico Gato (baixo acústico), Cristina Nóbrega irá já apresentar neste espectáculo alguns temas do novo álbum.

www.cristinanobrega.pt

EM PONTA DELGADA




















Depois do anúncio da iniciativa que junta a Lovers & Lollypops à Yuzin Agenda Cultural, o TREMOR, onde a música encontra a cidade de Ponta Delgada, revela mais três nomes do seu alinhamento.
 
Os Açores são uma maravilha, não restem dúvidas: uma natureza arrebatadora, uma gastronomia inigualável e o acolhimento mais caloroso do universo. Se juntarmos a isso, uma geografia bem no centro do mundo e uma Ponta Delgada criativa em verdadeira efervescência e evolução cultural temos todos os motivos para partir rumo à Ilha de São Miguel.
 
Mas todas as maravilhas precisam de ser abaladas de vez em quando. A pensar nisso, a Lovers& Lollypops, em co-parceria com a Yuzin Agenda Cultural (Ponta Delgada), vai provocar um TREMOR na capital açoreana. Um tremor de música, ousado, criativo e, acima de tudo, uma proposta de vibração colectiva e urbana, para repetir várias vezes.


Assim, a 12 de Abril de 2014, Ponta Delgada acolhe o TREMOR, evento que pretende envolver a população local e colocar, ainda mais, as ilhas no roteiro turístico nacional e internacional. Durante um dia, o centro histórico da maior cidade da ilha de São Miguel enche-se de música e gente, e é tomado de assalto nos seus mais variados palcos entre espaços alternativos, espaços institucionais, lojas comerciais, bares e até uma galeria.
 
O objectivo é deixar uma marca na cultura açoriana, no ano zero de um evento que se pretende duradouro. Depois dos barcelenses The Glockenwise, do virtuoso Filho da Mãe e do sempre inesperado Jibóia, juntam-se agora ao cartaz os Memória de Peixe, Noiserv e Gonçalo ao cartaz de um evento que promete deixar todos de queixo no chão. Ou no mínimo, com vontade de ir a nado até Ponta Delgada. Em breve, serão anunciadas mais confirmações. Os bilhetes já podem ser encontrados neste endereço [http://www.last2ticket.com/ev813-Bilhetes-Online-Tremor] e têm o custo único de 12 euros.
 
É desta que forma que um novo abalo chega aos Açores. Tremer criativamente é sempre uma dádiva. Não a deixem passar ao lado.

THE LEGENDARY TIGERMAN EM TOUR


NOVIDADES DA HONEYSOUND



















RATERE -  SUPER POWER SATELLITE [EDIÇÃO]

Os Ratere nasceram em 2011 e com apenas um intuito… curtir! A ideia era simples: dois baixos e uma bateria, algo que foi totalmente desvirtuado devido a existirem mais instrumentos na sala de ensaio. Em 2014 reuniu-se alguns temas gravados de um já longínquo ensaio e o inevitável convite de velhos amigos. Juntou-se assim, mais uma guitarra, voz e teclados. O resultado final está aí para ouvirem e chama-se 'Super Power Satellite'.
 
"Ás tentativas de abstração típicas do superficialismo quase instantâneo das palavras que ambicionam falar sobre música sobrepõem-se uma ideia, uma ideia simples, uma ideia grande. Cumplicidade. E por todas as razões. Ratere são o Branco, o Falcão e o Melo. Companheiros de estradas, condensadores de frequências urbanas e electricidade estática. Abelhas que exalam fumo multicolor, quase nunca doce mas sempre belo. Tão belo que já passamos do walkman ao mp3 e a companhia dos Kafka ou Interm.Ission permanece intacta.

Ao ouvir Ostinato Jr. - com riff respeitosamente pilhado aos Dinosaur Jr. - debruçamo-nos na vertigem de uma jam viciante e interminável apenas interrompida pelos ecos mecânicos dos interlúdios compostos pelo convidado e produtor José Arantes. Mais ou menos recuperados da tontura, continuamos amarrados a um satélite que surpreende pelo eterno combate entre a viagem espacial e um túnel cavado violentamente entre Barcelos e a lava que dança com os synths do Careca (Biarooz) lá bem do centro da Terra.

‘Tubos de fumo que se apagam na vertigem’ é o contributo poético que o disco pedia. As poesia inata do Nico (The Partisan Seed) e a citara diabólica do T (Johnny Sem Dente) fizeram o que já se esperava. Ratere é Super power!" - Miguel F
 
FREE DOWNLOAD: www.ratere.bandcamp.com
www.facebook.com/ratere
www.honeysound.com

OKKUR » SPARKLES OF WHITE LIGHT [EDIÇÃO]

Sparkles of White Light, é o single que tem por mote suscitar o apetite sobre o EP de estreia dos Okkur, que será lançado em breve.

FREE DOWNLOAD: www.okkurmusic.bandcamp.com
www.facebook.com/okkurmusic
www.honeysound.com
 
FAT FREDDY » FESTIVAL RESCALDO [LISBOA]
 
2014 » 27 FEVEREIRO / PEQUENO AUDITÓRIO CULTURGEST - LISBOA

"Pedro Guedes Ferreira : guitarra, electrónica / Pedro Espada: voz / Xinas Leite : baixo, guitarra / Nuno Sarafa: bateria, percursões Projecto cunhado por Pedro Guedes Ferreira no início do século, os Fat Freddy ressurgem em 2013 com o EP ‘Atirem o meu cadáver para uma valeta’. Se, em ‘Álbum sem nome’ (editado em 2006 pela Cobra Discos) o cruzamento ‘over-the-top’ entre uma pulsão de matriz funk-rock, detalhes dançáveis e uma via quase barroca de pontuações electrónicas, nos oferecia uma música paradoxalmente negra e celebratória, introspectiva mas direccionada ao corpo, o single de avanço para o novo trabalho, ‘Morte Gélida em Fernandes Tomás’ mostra todo um diferente quadro de referências; com uma contenção quase épica, ao longo de quase 10 minutos, o novo mundo dos Fat Freddy, exposto através das palavras escritas e vocalizadas por Pedro Espada, é revelado como uma tela soturna que se lentamente se expande e se abre em erupções que evocam um improvável cruzamento entre os Mão Morta e os Pink Floyd. Uma surpresa a descobrir." Festival Rescaldo
 

ALBERT FISH - "HERE TODAY GONE TOMORROW"

ANDYCODE COM DISCO DE ESTREIA











“Here Now” é uma história sobre travessia no deserto, algo que todos nós, pelo menos uma vez na vida, já fizemos ou faremos um dia. É uma busca pelo eu, um caminho próprio, um salto sem cama de rede, uma viagem no desconhecido, uma procura de reconforto interior, de reinvenção, de descoberta. É um sussurrar reconfortante entre uma personagem e o seu ego e a viagem de "ambos". Uma lembrança de que nunca estamos verdadeiramente sós, e de que nunca conseguiremos estar bem com ninguém, se não estivermos bem connosco próprios. No final, não é onde se chegou, mas sim o caminho que se percorreu.
 
“Here Now” é o primeiro cartão-de-visita do segundo álbumdos Andycode (o primeiro como banda), "Karman Line", que vai ser editado brevemente. “Here Now” está disponível para download gratuito no Soundcloud da banda.
 
No dia 4 de Abril a banda actua no Belém Art Fest, no Museu Nacional de Arqueologia, onde vai apresentar este e outros temas de “Karman Line”.
 
https://www.facebook.com/andycode

LA CHANSON NOIRE - "FUCK ME"

COCLEA PROCURA AJUDA

Guilherme Gonçalves é músico (guitarrista de Gala Drop), sound designer e técnico de som de bandas como B.Fachada, Paus, Macacos do Chinês, Linda Martini, Loosers, Filho da Mãe, Riding Pânico, Youthless, Bridge Under Water, etc.
 
A solo, toca sob o nome de Coclea, projecto que nasceu em 2007. Desde então, foram lançados 3 cd-r: o primeiro, G, é uma edição de autor, o segundo, For those who made it here, we bid thee welcome, foi editado pela Searching Records e o terceiro, Beams, foi editado pela Rafflesia Records.

Um dos novos passos a dar será o lançamento de um registo físico homónimo em vinil, já composto e gravado, ao longo de 4 meses em 2013 e algumas das suas inspirações e influências musicais foram: Windy and Carl, Manel Gottshing, Laaraji, Peter Green, My Bloody Valentine, etc. Trata-se de um disco ambiental que tem a pretensão de estimular o ouvinte a interpretar a música recorrendo ao seu próprio imaginário. As composições têm como principal instrumento a guitarra eléctrica que, por vezes, é seriamente processada através de efeitos e sintetizadores o que faz com que a música remeta para sítios abstractos e étereos.
 
Coclea será uma edição de 300 cópias em vinil, com o artwork feito em serigrafia e uma pequena tiragem de 80 cópias em CD-R com uma capa feita de papel obtido a partir de desperdícios de algodão também com artwork feito em serigrafia. Todo o universo gráfico para a capa do disco foi concebido em colaboração com o artista plástico Tiago Borges.

Para suportar financeiramente a edição do novo Coclea de forma a cumprir todos estes objectivos, haverá uma campanha de crowdfunding com início no dia 27 de Fevereiro e que está disponível no seguinte site:
http://ppl.com.pt/pt/prj/82486
 

QUARTETO DE BOLSO EM TOUR














Os Quarteto de Bolso, embaixadores do Rock Moliçal, conhecidos pelos seus concertos “efusivos até à medula” (assim ficou definida a sua passagem por Paredes de Coura), regressam à estrada. Porto, Aveiro e Lisboa são as cidades que recebem estes marinheiros, com um som inconfundível em língua portuguesa. Cantam o quotidiano e dançam ao som do desabafo burlesco pela liberdade compositiva e musical.
 
Não editam discos nem EP, mas antes Bolsos, feitos pelo costureira Marina, um a um. E já lá vai o primeiro bolso editado em 2010, segundo bolso de 2011, terceiro bolso disponibilizado no final do ano de 2013 e o quarto bolso que está previsto sair em meados do mês de outubro deste ano. Esta metáfora do Bolso e a panóplia de videoclipes não é mais do que o reflexo entre a celebração da música e da arte, num enredo de emoções que pertencem a cada um de nós – homens. A energia não se esgota, cada concerto vive de um enredo de emoções em que o palco vira casa pela identificação portuguesa.
 
A agenda de concertos conta com as seguintes datas para cantarolar e curtir à moda antiga:
1 de Março | Bacalhoeiro | Lisboa
7 de Março | Tertúlia Castelense | Maia
21 de Março | Sociedade de Instrução Guilherme Cossoul | Lisboa
23 de Março | Hard Rock | Lisboa
12 de Abril | Estaleiro Teatral Aveirense
 
Os Quarteto de Bolso encontram-se disponíveis em www.quartetodebolso.com bem como no facebook oficial em www.facebook.com/qu4rtetodebolso

TRÊSPORCENTO NA AUSTRÁLIA

DIABO NA CRUZ - "VIDA DE ESTRADA"

CHEGOU A HORA DO HIP HOP















CARLÃO, FRED E REGULA JUNTOS
“CHEGOU A HORA”: 1º SINGLE DISPONÍVEL HOJE
VÍDEO EM ESTREIA NA PÁGINA DE FACEBOOK – www.facebook.com/oficial
5.30 ÁLBUM EDITADO A 31 DE MARÇO

Participações especiais de Sam The Kid, Richie Campbell, Alexandre Bernardo, Diogo Santos, Mel Hebers, Here’s Johnny, Holly-Hood, Sara Badalo, V-Unik
 
Cinco trinta. Cinco e meia. Quinhentos e trinta.
 
Em numérico: 530.
 
A história de um estúdio conta-se de várias formas, mas sobretudo de quem o habita. Se assumirmos que os residentes são criativos ao ponto de juntarem forças e fazerem um dos discos mais inesperado dos últimos tempos, então conseguimos pensar em 5-30.
 
Fred sentou-se em estúdio. Mas não em frente da sua bateria. Focou no digital e atirou-se à composição de músicas que, na sua mente, fossem a viagem de uma noite. Os altos e baixos. Os momentos, imperfeições e glórias traduzidos em música. A palavra que lhe faltava pediu a um amigo: Carlão. Habituados a experimentar, consumidores compulsivos de música, o som resultou em sofisticação hip-hop, que saiu da porta e percorreu o corredor até a outra porta ao lado: Regula. Ligação direta à escola da rua, do bairro. Entre amigos partilharam os primeiros episódios e traçaram o rumo para uma viagem de palavras e sons de dias e noites intermináveis.
 
Juntos foram empurrando o relógio até ao ambiente musical mais noturno que se escutou nos últimos tempos. É o beat pelo beat. É a rima pela rima. É a melodia pela melodia. A verdade rimada nos olhos uns dos outros.
 
É um disco de agora. Num daqueles momentos que todos sabem que a história altera-se naquele preciso momento. Mais do que o hip-hop, a música portuguesa muda com 5-30.
 
“CHEGOU A HORA”:
 

REPORTÓRIO OSÓRIO EDITAN CD

















 Reportório Osório, a mais recente criação d’Orfeu, vai lançar o seu CD de estreia, apresentando-o na Tour Nacional que leva as “Canções do Umor” a todo o país. O próximo concerto é no Centro das Artes do Espectáculo de Sever do Vouga a 8 de Março, seguindo-se depois Lisboa e Beja no fim-de-semana seguinte. A digressão inclui 15 datas de norte a sul do país e fechará com um concerto especial em Águeda, a 9 de Maio.
 
Sob o selo d'Eurídice, o lançamento do disco de Reportório Osório está previsto para 10 de Março. Esta aposta do braço editorial da d'Orfeu, com produção, gravação, mistura e masterização de Rui Oliveira e ilustrações, direcção editorial e grafismo de Léa López, projecta o novo projecto criativo de Luís Fernandes, que se estreia como letrista. O projecto começou a apresentar-se ao vivo em meados do último ano, tendo obtido o 1º Prémio do Festival INATEL 2013 e realizado cerca de uma dezena de apresentações, acolhendo as primeiras excelentes críticas e fazendo seguidores pelo país.
 
Após a apresentação aclamada pelo público no Teatro Viriato, em Viseu, no passado 12 de Fevereiro, "Reportório Osório" prossegue a sua tour nacional já no próximo sábado, dia 8 de Março, às 22 horas, no Centro das Artes do Espectáculo em Sever do Vouga. De seguida, o dueto de Luís Fernandes (voz e interpretação) e Sónia Sobral (acordeão) conta com uma agenda de apresentações intensa e geograficamente diversificada: Teatro Dom Luiz Filipe, em Lisboa (14 Março); Galeria do Desassossego, em Beja (15 Março); Atrás de Serra, na Guarda (29 Março); Centro de Animação Cultural de Mortágua (2 Abril); Sociedade Harmonia Eborense, em Évora (5 Abril); Cine-Teatro de Estarreja (11 Abril); Cine-Teatro João Ribeiro, em Vouzela (12 Abril); Sétima Arte, em Castro Verde (25 Abril); Taifa, em Setúbal (26 Abril); Quartel das Artes, em Oliveira do Bairro (30 Abril); Festival "Palco para Dois ou Menos", em Carregal do Sal (2 Maio); Club de Vila Real (3 Maio) e Cine-Teatro São Pedro, em Águeda (9 Maio).
 
Reportório Osório transforma, de forma irónica, o quotidiano das relações afectivas em canções. As personagens masculinas de Reportório Osório ganham vida própria em cada um dos temas, com autoria partilhada de Luís Cardoso (músicas) e Luís Miguel Fernandes (letras). O disco conta ainda com a participação especial da Orquestra Filarmónica 12 de Abril, sob a direcção de Luís Cardoso. O disco pode ser comprado nos concertos da digressão ou através do email lojinha@dorfeu.pt, estando também disponível na d’Orfeu e em pontos de venda de entidades parceiras.
 
Tudo sobre Reportório Osório em:
http://www.dorfeu.pt/reportorioosorio e http://facebook.com/reportorioosorio

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

PROGRAMA DE 26/02/14

1 - Meu & Teu - Seres alucinados
entrevista Diogo Freire (Meu & Teu)
2 - Meu & Teu - Mensagem
3 - Dead Combo - A bunch of meninos
4 - Norberto Lobo - Festa do fim da folque
entrevista Vasco Lima (Brando Fel) 
5 - Brando Fel - Bairro Alto
6 - Cindy Kat - O vermelho e o negro (com Gomo)
7 - Guta Naki - O homem que dança
8 - Catacombe - Zenith

SANDRO NORTON NA CASA DA MÚSICA

THE LEGENDARY TIGERMAN - "DO COME HOME"

The Legendary Tigerman "Do Come Home" from Paulo Segadães on Vimeo.

YESTERDAY - "DESTRUCTION"

RITA GORDO EM PALCO

EMMY CURL NO AUDITÓRIO DE ESPINHO













28 de Fevereiro, Sexta-feira 21:30
7 euros
Amigo AdE: 5 euros
m/6
Duração: 60 minutos

Aos 23 anos, Emmy Curl tem aquilo que criadores de todas as idades ambicionam: um universo próprio, bem desenhado e melhor preenchido. Depois de, no final de 2012, lançar o segundo EP, Origins, a cantora e compositora de Trás-os-Montes, nascida em Vila Real como Catarina Miranda, está a compor novas canções. Foi há dois anos que Emmy Curl deixou as primeiras pegadas no areal da música portuguesa, com Birds Among The Lines; hoje é já uma das grandes certezas do cenário musical nacional.

THE RAMBLE RIDERS EM TOUR








The Ramble Riders estão a preparar a apresentação nacional do seu disco de estreia, "Mexican Ride".

01/03 - Por Akazo Bar (Casa do Rock + The Ramble Riders), Porto
13/03 - Hard Club (Souq + The Ramble Riders), Porto
05/04 - XII Rock Of (Noiserv + Dream Circus + The Ramble Riders + Blame Zeus), Coimbra
19/04 - SMED Museu (The Ramble Riders + Meu General), Porto
30/05 - Texas Bar (The Ramble Riders + Drivingwest), Leiria
31/05 - Sabotage Club (The Ramble Riders + Drivingwest), Lisboa
27/06 - Mary Spot Vintage Bar, Porto 

w: www.therambleriders.comFacebookYouTubeSoundCloudBandcampTwitter

KEEP RAZORS CHARP AO VIVO



















Os Keep Razors Sharp são Afonso (Sean Riley & The Slowriders), Rai (The Poppers), Bráulio e BB (Riding Pânico, Pernas de Alicate). Quatro músicos, todos com percursos bem trilhados na música, unidos num novo projecto, Keep Razors Sharp.
 
Apresentaram o seu primeiro single, I See Your Face, no início deste ano e têm sido destacados como uma das grandes apostas para 2014.
 
Preparam-se, agora, para uma série de quatro concertos nos quais vão apresentar o resultado daquilo que os caracteriza: quatro músicos, uma sala de ensaio, instrumentos, tudo composto, arranjado e criado pelos quatro, em simultâneo.

Dia 28 de Fevereiro estarão no Sons de Vez em Arco de Valdevez, dia 1 de Março no Armazém do Chá no Porto, dia 15 de Março no Beat Club em Leiria e, finalmente, no dia 29 de Março no Salão Brazil em Coimbra no âmbito do Festival Santos da Casa.
 
O universo: o psicadelismo pós-60′s (neo-psychedelia), o pós-rock, o shoegaze, o indie, e outros.

Sobretudo, uma sonoridade nova e única no panorama nacional.

Mais informações:

https://www.youtube.com/user/keeprazorssharp
https://www.facebook.com/KeepRazorsSharp

FILHO ÚNICO APRESENTA

NO PORTO

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

PROGRAMA DE 25/02/14

1 - Luís Represas - Tomara
entrevista Luís Represas
2 - Luís Represas - Tipo
3 - Norberto Lobo - Cantiga da ceifa
4 - Dead Combo - A bunch of meninos
5 - Nó Cego - Nossa graça
6 - João Afonso - Lagarto
7 - Let The Jam Roll - 7 cães a 1 osso
8 - Phama - Não vou cá estar
9 - No Smoking On Board - Bikini drag
10 - Marta Ren & The Groovelvets - 2 kinds of men

CAPICUA APRESENTA NOVO DISCO



















CONCERTOS DE APRESENTAÇÃO
29 DE MARÇO -  PLANO B (PORTO)
5 DE ABRIL  -  MUSIC BOX (LISBOA)

“Mão Pesada”, segunda canção de avanço do novo disco de Capicua, já tem um videoclip a fazer as delicias de todos os que têm acompanhado a artista.

Realizado por Vasco Mendes, com a participação da bailarina Lara Laquiz e dum belo grupo de amigas, o videoclip de “Mão Pesada”, tema que Capicua divide com a sua parceira de sempre, M7, é mais uma peça a mostrar que nada na obra da rapper portuense é deixado ao acaso.

Desde o conceito ao depurado sentido estético que lhe dá corpo, tudo aqui roça a perfeição.

Assim se vai desvendando “Sereia Louca”, o segundo álbum de originais da artista, que chega às lojas no próximo dia 3 de Março, e que tem os seus concertos de apresentação marcados para 29 de Março, no Porto (Plano B) e 5 de Abril, em Lisboa (Music Box).

Entretanto, e enquanto o álbum não chega às lojas, “Sereia Louca” pode ouvir-se em primeira mão, durante esta semana, no Meo Music.

SENSI NO PORTO
















No dia 14 de Março, SENSI sobe ao palco do Hard Club (Porto) para apresentar o novo trabalho “Pequenos crimes entre amigos”.
 
Inclui a participação de  músicos de ORELHA NEGRA, XUTOS & PONTAPÉS, DEAD COMBO, CLÃ, EXPENSIVE SOUL, ALA DOS NAMORADOS, RUI VELOSO, MARCELO CAMELO, entre muitos outos.

SOUNDMAKER AO VIVO













Projeto com sonoridades próximas do trip-hop, os SoundMaker apresentam no palco do Café Concerto do Centro Cultural Vila Flor o seu primeiro álbum, “Soundscape”, lançado em finais de 2013.
 
Liderados pelo compositor e multinstrumentista Samuel Coelho, os SoundMaker são constituídos por músicos provenientes de diferentes universos musicais que têm levado a cabo uma viagem de afirmação da sua identidade sonora. As dez músicas que compõem o primeiro álbum da banda, “Soundscape”, levam-nos numa viagem ao mundo interior da fantasia, através de paisagens sonoras que surgem de uma conjugação arrojada de subtilezas – as melodias oníricas do violoncelo, o exotismo da voz, com os ritmos fortes e contagiantes da bateria, os detalhes das eletrónicas, do tenori-on e de outras fontes geradoras de som. Vencedores do “FundaSound – 4ª Mostra de Música Pop de Guimarães”, no ano de Guimarães Capital Europeia da Cultura, os SoundMaker são uma banda que vale a pena seguir de perto.

MEU & TEU EM TOUR



















MEU E TEU | “Mundo das Formas” no MUSICBOX (Lisboa) | convidada: Lena d’Água
Dia 27 de Fevereiro (5ªf) | 22:30 | Bilhete: €5 (c/bebida)
Pré-venda do Cd a preço especial

www.meueteu.pt |www.facebook.com/meueteu | www.youtube.com/meueteutube
 “Mundo das Formas” é o novo disco dos Meu e Teu. Alinha 14 temas, inclui uma versão do tema “Nuvem” dos Ornatos Violeta e conta com várias participações especiais, entre elas da cantora Lena d’Água em dois temas. O single de apresentação chama-se “Seres Alucinados”.
 
O disco está disponível nas principais plataformas digitais e chegará às lojas em meados do mês de Março.
 
No Musicbox pode ser adquirido a um preço muito especial.

Os Meu e Teu são: Diogo Freire (Voz, Guitarra), Bruno Cunha (Baixo), Luís Ramos (Guitarra Ritmo), Joaquim Pequicho (Bateria) e Paulo Bispo (Guitarra Solo). Ao vivo a banda conta também com Mossy (teclados e samplers).
 
Agenda de Concertos (datas sempre actualizadas no site da banda):
Dia 14 de Março (6ªf) | 00:30 | IClub (Pataias, Alcobaça) | entrada livre
Dia 15 de Março (sab) | 22:30 | FMM Corroios (banda convidada) | Bilhete: 3€
Dia 22 de Março (sab) | 23:30 | In Live Caffé (Moita, Setúbal) | Entrada: €5 (consumo mínimo )
Dia 5 de Abril (sab) | 01:30 | Beat Club (Leiria) | Bilhete:€3
Dia 17 de Abril (5ªf) | 22:30 | Cine Incrível (Almada) | Bilhete:€5 (oferta 2 bebidas)

BALCONY TV SESSIONS

FAIL BETTER LANÇAM DISCO













LUÍS VICENTE . trompete
JOÃO PAIS FILIPE . bateria
JOÃO GUIMARÃES . saxofone alto
JOSÉ MIGUEL PEREIRA . contrabaixo
MARCELO DOS REIS . guitarra eléctrica

JACC RECORDS 021
Sexta, 07 de Março | IV edição do Ciclo de Jazz da Amadora

Quinteto que reúne músicos provenientes das cidades do Porto, Coimbra e Lisboa, cuja música é capaz de percorrer territórios bastante distintos, ora mais próximos do jazz, ora fazendo uso da colagem de fontes aparentemente inconciliáveis, como o post-rock e a livre improvisação com raízes na música contemporânea. Se algum manifesto deste grupo houvesse, poderia ser resumido no desejo de produzir uma linguagem de grupo em tempo real, sem qualquer nota pré-escrita. Daí, a referência a Beckett no nome do grupo - “Ever Tried. Ever Failed. No matter. Try again. Fail again. Fail better.”
 
Gravado ao vivo no Salão Brazil, no dia 08 de Fevereiro de 2013, integrado numa tour que passou por cinco cidades, Zero Sum representa a vigésima primeira edição da JACC Records.
 
Ouvir/Comprar [aqui]

FICHA TÉCNICA
Gravado ao vivo por José Martins no dia 08 de Fevereiro de 2013 no Salão Brazil em Coimbra.
Mistura por : Marcelo dos Reis.
Masterização por : Manuel dos Reis.
Ilustrações e design por : Micaela Amaral.
Produção executiva por : JACC Records.
Toda a música por : Marcelo dos Reis, João Guimarães, João Pais Filipe, Luís Vicente and José Miguel Pereira.

NORTON COM DISCO A 10 DE MARÇO



















O novo disco dos Norton chega às lojas já no próximo dia 10 de Março. E, tal como os dois álbuns anteriores, também será editado no Japão onde o lançamento está marcado para o dia 15 de Março.
 
O sucessor de “Layers of Love United” (2011) chama-se “Norton” e marca o regresso da banda de Castelo Branco às canções, exactamente 10 anos depois do álbum de estreia - “Pictures From Our Thoughts”.

Uma década assinalada com um disco quente, coeso e potencialmente clássico, mais uma vez gravado, produzido e misturado por Eduardo Vinhas nos Estúdios Golden Pony, entre Setembro de 2013 e Janeiro de 2014. Um álbum de Verão antecipado, de dias que correm ao ritmo do sol, de pequenos mundos inteiros feitos de sintetizadores planantes, guitarras pulsantes, de rock e de pop.
 
Pedro Afonso, Rodolfo Matos, Leonel Soares e Manuel Simões apresentam oito temas que são um autêntico espelho de uma vida inteira de canções. Há muito amor dentro do quarto disco dos Norton. Há também uma procura incessante de perfeição. De coisas bonitas. De melodias e de momentos que fiquem connosco. “Norton” abre-nos a porta ao mundo deles e eles querem que nós entremos. É só saltar. Sem medo!
O disco estará disponível para pré-escuta, exclusiva, de 3 a 9 de Março, em www.meomusic.pt.

Os Norton são: Pedro Afonso (voz e guitarras), Rodolfo Matos (bateria), Leonel Soares (baixo) e Manuel Simões (guitarra e voz)

Primeiras datas da digressão “Norton” 2014:

Lisboa – Teatro do Bairro – 15 de Março
Porto – Hard Club – 21 de Março
Castelo Branco – Cine-teatro Avenida – 22 de Março
Portalegre – Centro de Artes do Espectáculo – 28 de Março
Guimarães – Centro Cultural Vila Flor – 29 de Março
Toledo – Espanha – Sala Picaro – 4 de Abril
Madrid – Espanha – Wurlitzer Ballroom – 5 de Abril
Bilhetes à venda em www.ticketline.sapo.pt e nos locais habituais.

PRIMITIVE REASON E CONVIDADOS



















6 de Março de 2014 no Cinema São Jorge - Lisboa
Novos convidados confirmados Ana Stilwell, Marta Ren e Nelassassin

Os Primitive Reason iniciam o ano de 2014 com um concerto de celebração dos seus maiores êxitos e convidaram vários artistas a participar deste momento único.
Os primeiros convidados confirmados foram James Beja, baixista dos Primitive Reason de 2000 a 2009, e Mark Cain, saxofonista original da banda que acompanhou os Primitive Reason até 1999.
A estes dois convidados, que fazem parte da história da banda, juntam-se agora mais três presenças incontornáveis: Ana Stilwell, Marta Ren e Nelassassin.
Ana Stilwell, uma das novas vozes femininas portuguesas, lançou o seu álbum de estreia em 2013 com o single Dibba Dee Doo realizando, assim, o seu grande sonho de ser cantora. Cruzou-se com Abel Beja, guitarrista da banda, quando este foi seu professor de guitarra e, agora, junta-se a ele em palco no dia 6 de Março.
Marta Ren tem um passado intimamente ligado ao Ska, Reggae e Dub, sons bem presentes no projecto de que é fundadora, Sloppy Joe. Actualmente, está a trabalhar no seu álbum de estreia a solo. Conquistou os portugueses com o single Summer's gone ao qual se seguiu o tema 2 kinds of men, já disponível nas rádios nacionais. A participação no concerto dos Primitive Reason será um regresso às suas raízes.
Nelassassin descobriu a arte de mixar música a meio dos anos 90 e, um pouco mais tarde, a arte dos pratos e do scratch que lhe abriu portas para diversos projectos, bandas e colaborações como: Dealema, The Legendary Tiger Man, Sam The Kid, Buraka Som Sistema, Balla, entre outros. Chega agora a altura de colaborar com os Primitive Reason nesta celebração especial.
O concerto conta ainda com a participação de Nuno Gomes, Joana Beja, YouthOne dos Mundo Complexo e da secção de metais que acompanha os Primitive Reason nos concertos ao vivo - The Alternative Brass Section.
Para o início do concerto está preparada uma homenagem surpresa a cargo do Coro Juvenil da Academia de Música de Óbidos.
Estes são os convidados que se juntam aos Primitive Reason no concerto único de celebração da sua carreira no dia 6 de Março de 2014 no Cinema São Jorge, Sala Manoel de Oliveira, em Lisboa às 21h30.
Bilhetes à venda na Ticketline pelo preço unitário de €12,00: http://ticketline.sapo.pt/.

www.lamaquina.com.pt
www.primitivereason.net
www.facebook.com/primitivereason

BLAC KOYOTE - "ANTES ERA ASSIM"


Antes Era Assim - Blac Koyote from jasg on Vimeo.

Antes Era Assim é a primeira amostra do regresso de Blac Koyote às edições com o album Quiet Ensemble. A partir da música com mesmo nome de N.A.C.O. ( Nunca Acordo Como Ontem, ed. Turbina ), esta versão explora as micro texturas e quase silêncios ganhando vida num novo suave embalo. Pelas imagens de Miguel C. Tavares e Rui Manuel Vieira, Antes Era Assim guia-nos pelo desconhecido. Uma viagem sem destino, marcada pelo ambiente inóspito e a incerteza no seu desfecho.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

PROGRAMA DE 24/02/14

1 – Lululemon -  Guabiju
2 – Red Hitalian Hunter – Lock out
3 – Sensible Soccers – AFG
4 – Indignu – Onde as nuvens se cruzam
5 - Quelle Dead Gazelle – Afro brita
6 – Astroboy – The Jukebox (c/ Cluster)
7 – Dead Combo –  A bunch of meninos
8 – Norberto Lobo – Mudar de bina

9 – Plaza – High on stereo
10 - The CitiZens - Billy was a black punk rocker
11 – Black Leather – Cubick
12 – The Watchout Sprouts – Body by chance
13 –Askashic – Let me dream a while
14 – Rainy Days Factory – All about love

ANA MOURA E ZAMBUJO COM DATA EXTRA NO COLISEU



















A história de amor entre o público português e o espectáculo que a Ana Moura e António Zambujo apresentam continua.
 
Depois do avassalador sucesso da apresentação em Outubro no CCB, Ana Moura e António Zambujo vêem-se agradavelmente forçados a fazer novamente espectáculos em conjunto.
 
Para além das datas de 19 de Março no Coliseu dos Recreios em Lisboa e dia 21 no Coliseu do Porto, a dupla anuncia agora novo concerto dia 18 em Lisboa dado o espectáculo do dia seguinte estar já praticamente esgotado.
 
Este espectáculo nasceu de um convite do Museu do Fado no início de 2013 no âmbito das comemorações da elevação do Fado a Património Imaterial da Humanidade.
 
A reacção do público foi de tal forma estrondosa, que o CCB ficou esgotado com muitos meses de antecedência.
 
Os apelos insistentes dos fãs de ambos para que o concerto fosse reposto surtiram efeito, sendo esta a oportunidade única para ver juntos e ao vivo os dois artistas nacionais de maior sucesso do último ano.
 

MARIZA CONVIDA PÚBLICO A VOTAR NO ALINHAMENT​O DO SEU BEST-OF



















Mariza abriu o alinhamento do seu primeiro Best-Of ao público. A mais internacional dos artistas portugueses lançou hoje o convite na sua página oficial no Facebook: “Porque o meu primeiro Best Of também é vosso, gostava de contar com a vossa ajuda. Até dia 5 de Março está nas vossas mãos seleccionarem os temas que irão integrar o CD2 da Edição Especial.” O link para a votação estará disponível na página de Mariza no Facebook (https://www.facebook.com/marizaoficial). O Best-of será editado no próximo dia 14 de Abril.
 
O convite de Mariza surge no mesmo dia em que é editado digitalmente o primeiro single doBest-Of. “É ou não é”, tema da autoria de Alberto Janes e originalmente gravado por Amália Rodrigues, é um dos dois inéditos no repertório de Mariza a serem incluídos no álbume o primeiro tema novo da artista a ser conhecido desde 2010, ano em que editou o seu último álbum “Fado Tradicional”.

13 anos depois da estreia em disco, mais de um milhão de discos vendidos, edição em mais de 35 países, inúmeras digressões mundiais nas salas mais prestigiadas (Ópera de Sidney, Carnegie Hall em Nova Iorque, Walt Disney Concert Hall em Los Angeles, Royal Albert Hall em Londres, só para citar alguns), vários prémios nacionais e internacionais (entre os quais duas nomeações para os Grammy Awards e vencedora de três BBC Music Awards na categoria “Best European Act”) a mais internacional dos artistas portugueses edita no próximo dia 14 de Abril o primeiroBest-Of da sua carreira.

CANTO ESQUINA EDITAM EP

Os Canto-Esquina são um produto da fortuna. Nascem em Braga para o mundo sem premonição, anunciam-se num espaço de significado comum: um canto, e uma esquina. Neste EP de estreia, a temática lírica, jovial e descontraída, está vincada no som simples das guitarras e define o tom livre com que se pronunciam. As composições apresentadas são na sua inocência isso, um passeio pelas meditações triviais do dia-a-dia, e pelos delírios dos dilemas citadinos. Evoluem segundo a comunidade sem nunca a influenciar, convivendo com os seus defeitos juvenis e anunciando uma visão do mundo em 120 caracteres, passível de ser pacoviamente partilhada num estado de facebook.
 

MORE THAN A THOUSAND COM NOVO REGISTO










24 FEVEREIRO
À Venda em Portugal

28 FEVEREIRO LISBOA  - REPÚBLICA DA MÚSICA  -  22H00
1 MARÇO PORTO -  HARD CLUB -  21H30
 
No final de Outubro de 2011, os MTAT celebraram uma década de existência com 2 Espectáculos esgotados em Lisboa e Porto.Além dos 10 anos, festejava-se o muito bem sucedido Álbum “Vol.4 Make Friends and Enemies”, as Digressões na Europa, o futuro que se mostrava brilhante.
 
Mas nenhum dos elementos da Banda poderia prever o que estava para chegar…

Janeiro de 2014. Passaram dois anos e meio sobre aqueles Espectáculos mágicos.

O novo Álbum “Vol.5 Lost At Home” está gravado e quase a chegar aos escaparates. Os MTAT assinaram um contrato discográfico com a poderosa editora americana EOne / Good Fight. Foram contratados por uma das mais proeminentes agências de booking da Europa – a Avocado e estão prestes a embarcar em duas das mais importantes Digressões Europeias que já tiveram. E desta vez não será somente o nosso país que receberá o novo álbum no dia de release, mas também os Estados Unidos e Canadá, toda a Europa, a Ásia e o Japão.
 
Sim, os MTAT estão a viver o sonho. Mas trabalharam tanto para isso!
 
Em Portugal “Vol.5 Lost At Home” chegará às lojas (físicas e digitais) no dia 24 de Fevereiro.

E para que os MTAT possam partilhar este momento incrível com os fãs, vão apresentar-se em Lisboa e Porto, nos dias 28 de Fevereiro e 1 de Março.
 
Juntam-se à celebração os convidados especiais Bury Tomorrow (UK) e Cosmogon (Lux).

Dois Espectáculos únicos, onde o novo Álbum dá o mote para duas noites memoráveis.

Depois, os MTAT partem para a estrada, para acompanharem os Chelsea Grin em toda a Digressão Europeia.
 
Bilhetes à venda
12,00EUR
(preço único)
http://ticketline.sapo.pt/evento/more-than-a-thousand-guests-8106
https://www.facebook.com/ticketlineportugal
www.ticketline.sapo.pt
Nas salas
Fnac, Ag. Viagens Abreu, Worten, A.B.E.P., Casino Lisboa, C. C. Dolce Vita, C.C. Mundicenter, El Corte Inglês, Galeria Comercial Campo Pequeno, MMM Ticket, U-Ticketline

INFORMAÇÃO/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas)

UANINAUEI COM DISCO A SAIR



















Após o EP "Menina Vitória", tão bem recebido e aclamado pela crítica, é com grande satisfação que os UANINAUEI anunciam a data de lançamento do seu 2º álbum de originais.
 
"DONA VITÓRIA" estará oficialmente disponível a partir de 17 de Março!
 
E o grupo já tem concertos marcados em Lisboa - 1 de Março no A Lontra Fest, no Santiago Alquimista e a 29 de Março no Sabotage em Lisboa.
 
 

CONCURSO DE BABDAS DO ROCK PLANET



















Esta quarta feira dia 26 de Fevereiro, realiza-se a terceira eliminatória do Palco Heineken Bands Contest, no Rock Planet e Coimbra, contando com a participação das seguintes bandas:
 

BANANA METALÚRGICA - "UM DIA AMARELO"

ELEKTRA ZAGREB COM DISCO NOVO



















BORN-FOLK: a banda anuncia um novo disco (EP) de 4 músicas que gravou recentemente entre o periodo Outono/Inverno. Será novamente uma edição de autor, terá lançamento nas várias plataformas online, e uma edição física especial limitada e numerada de 100 cópias.
 
Concretamente falando este não será o sucessor do primeiro LP 'Dreams about dying in California'lançado na Primavera passada, pois trata-se dum formato de curta duração, todavia é o disco que enfatiza um outro lado da banda que fez sentido após o final “tempestuoso” do verão passado, uma especie de alegoria à propria estação Outono/Inverno e o eterno ciclo destruição/criação da natureza.
 
Por ventura o mais intimista de todos os nosso lançamentos, o nome 'Born-Folk' representa o poderde auto-regeneração que a mãe natureza apresenta ao renascer sempre da forma mais simples e humilde (folk=gente simples), personificado através de quatro musicas que falam respectivamentesobre: o caracter fantasmagórico e inesperado do amor / a triunfante catarse que glorifica a bonança depois da tempestade / o universo revisitado por uma especie de mantra planetário captado por uma ave imaginária / o iminente desejo de Luke Shapiro por Stephanie Squires.
 
Depois de Tatiana (bailarina russa), Erika (jovem baleia), surge agora Kasia (hospedeira universal da Humildade) que nos vai acompanhar durante todo este voo. Sejam bem-vindos ao Outono/Inverno!!!
 
Bio

Entre o pop/rock e rock/pop há uma espécie de buraco negro onde uma torrente de energia quantica flui sem parar, com o qual a banda se identifica. Embora a “semente” tenha sido encontrada na capital
da Croácia três anos antes, foi em Lisboa e 2011 foi o ano que deu à luz os Elektra Zagreb com as primeiras actuações ao vivo, e o lançamento de ' Sweet Factory' / 'Jolie (I can't stop)', as primeiras gravações editadas pela banda. No ano seguinte é lançado o EP de estreia 'Giving Birth. The Young Whales' e é finalmente na Primavera de 2013 que é editado o seu primeiro LP 'Dreams about dyingin California

http://www.facebook.com/elektrazagreb
http://www.elektrazagreb.bandcamp.com
http://www.soundcloud.com/elektrazagreb

MIGUEL ARAUJO COM NOVOS SONS













Balada Astral”, o primeiro single do novo álbum de Miguel Araújo, está disponível a partir de hoje nas plataformas digitais (iTunes, Spotify,...). O tema, em dueto com Inês Viterbo, encontra-se já a tocar nas rádios e tem disponível desde 29 de Janeiro (data de estreia do single) o videoclip oficial no canal do artista no youtube, o qual registou o incrível número de 24.000 visualizações nas primeiras 24 horas. Em menos de um mês leva já mais de 120.000 visualizações. O single serve como cartão de apresentação do novo álbum, “Crónicas da Cidade Grande”, com edição a 21 de Abril. Antes da edição do disco pode ouvir alguns dos temas novos ao vivo em Beja, já no próximo dia 7 de Março. Esta é oficialmente a primeira data da digressão do novo disco, a que se seguem Póvoa do Varzim (25 de Abril, Casino), Faro (26 de Abril, Teatro Municipal) e Sintra (16 de Maio, Olga Cadaval). Miguel Araújo tem já previstas, além destas datas, mais de uma dezena e meia de apresentações ao vivo até ao final do ano. Algumas dessas datas podem ser já conhecidas na página oficial do artista no facebook - https://www.facebook.com/miguelaraujojorge
 
Sobre o ‘nascimento’ do single conta-nos o próprio:

“Quandouns amigos meusiam casar e me pediram para lhes escrever uma música e cantá-la na igreja, a minha reacção foi a do costume, nestes casos: tentar esquivar-me a todo o custo. Que não tinha tempo, que não seria a melhor altura, se não tinham uma música qualquer de que gostassem que eu cantaria com todo gosto... ia lá agora abastardar os meu ofícios com coisa tão vulgar quanto uma cena da vida real. Mas depois pus-me a encasquetar: que raio de jogral indigno seria este, se não prestava para tão prosaica encomenda? Tinha mesmo que fazer a música, e já agora que ficasse do agrado. Como que por acaso (acaso: algo muito presente na história desta música, e não só na que se desfia na respectiva letra), havia por ali uma música a marinar, que andava emperrada há uns tempos (só tinha o começo e o fim. Acabava mal, para o casal da música: cada um para seu lado). Aproveitei a empreitada para tentar desenguiçar a história, refanzendo obviamente o final. E foi assim que me decidi a sujar as unhas na lama da vida, e acabei a tal música que, como todas as minhas outras, antes de terem título, têm uma designação genérica, só para eu me situar: neste caso era "balada astral" e assim acabou por ficar.

A música ia ser cantada por mim e por outra amiga nossa, que acabou por não poder ir, mas que não havia problema que uma tal Inês também ia estar lá e cantava muito bem.

E não é que cantava mesmo... E foi assim que uma singela valsa nupcial, que se foi deixando fazer ao acaso, dando um meta-significado à própria letra, se resolveu a si própria com uma voz tão surpreendente quanto a dessa tal de Inês Viterbo."

Responsável por êxitos como “Os Maridos das Outras”, “Fizz Limão” e “O Capitão Fantástico”, Miguel Araújo viu o seu primeiro disco “Cinco dias e meio”, editado em Maio de 2012, entrar directamente para o 3º lugar do top de vendas, liderar o top do iTunes e ser considerado um dos discos do ano, nomeadamente pela revista Blitz. O primeiro single “Os Maridos das Outras”, um dos maiores êxitos dos últimos anos da música portuguesa, valeu duas nomeações a Miguel Araújo: “Melhor Canção” nos Prémios da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) e nomeação para um Globo de Ouro na categoria de “Melhor Música”. Globos de Ouro onde foi ainda nomeado na categoria de “Melhor Intérprete Individual”. Miguel Araújo foi ainda nomeado “Personalidade Musical do Ano” da revista Lux.

O sucesso d’ “Os Maridos das Outras” está bem patente no número de visualizações que o vídeo atingiu no youtube. Mais de dois milhões de visualizações apenas com o link oficial do vídeo; se a este juntarmos a versão ukelele, lançada antes do vídeo oficial, o tema ultrapassa os três milhões de visualizações.
 
E aqui está. O que se vê no vídeo é a primeira vez da Inês num estúdio de gravação. "Ainda bem que eu fui eu fui a essa casamento", dizia-me ela no outro dia. Ainda bem que eu fui, digo eu. E ainda bem que não me pus com coisas e me deixei levar por essa coisa tão comezinha e rasteira, por vezes tão digna de desdém, a que a gente chama de Vida Real.”
 

DARKO COM NOVO DISCO



















Acaba de ser lançada a edição especial do álbum Borderline Personality Disorder comemorativa dos 10 de carreira de Zé Manel que, neste seu mais recente projecto a solo, se identifica como Darko

Trata-se de uma edição de luxo que inclui quatro temas novos – Smaller Than You Are,Welcome to My Story,Until the Morning Comesem acústico e Olhos no Chão, o novo single em português.

Zé Manelexplica o significado deste tema e a sua importância, "Olhos no chão representa um manifesto por parte de todos os que já se sentiram excluídos de alguma forma, sem lugar para se afirmarem. É uma verdadeira homenagem à inclusão.”
 
Este é o álbum mais pessoal e transparente que produziu até ao momento, no qual se expressa livremente através das músicas e letras que foi acumulando ao longo dos anos de composição. Uma verdadeira antologia da sua experiência enquanto pessoa, autor e cantor.

BORN A LION - "WHAT I KNOW"

DESTAQUES DA SEMANA

SANTO NO ALTAR

A BUNCH OF MENINOS - Dead Combo
("Brunch Of Meninos"  - Dead & Company/Universal)

Para ouvir todos os dias desta semana

DISCO RECORDAÇÃO

Mudar de Bina -  Norberto Lobo
(2007, Bor Land)

Para ouvir um tema diferente todos os dias desta

domingo, 23 de fevereiro de 2014

ESTA SEMANA NO SANTOS DA CASA















Entrevistas  e não só:

14.02.25 19h00 - LUÍS REPRESAS
14.02.26 19h00 - MEU & TEU
14.02.26 19h30 - BRANDO FEL
14.02.28 19h00 - MIRROR PEOPLE
14.03.01 19h00 - NÓ CEGO (concerto no corredor)

Para ouvir nos 107.9fm da Rádio Universidade de Coimbra ou em http://www.ruc.pt

sábado, 22 de fevereiro de 2014

PROGRAMA DE 22/02/14

1 – Norton – Magnets
2 – Los Waves – How do i know
3 - Long Way To Alaska – King of your own
4 – You Can’t Win, Charlie Brown – After december
5 – Juba – Maria
6 – Little Friend – One day
7 - Marta Ren & The Groovelvets - 2 kinds of men
8 – Orelha Negra – A força da razão

9 – Homem em Catarse - Évora
10 – Coelho Rádioactivo – Todo esse pó
11 – Um Corpo Estranho – Resto zero
12 – Joana Guerra – O mar
13 – Os Poetas – É importante foder
14 – Ermo – Primavera
15 – La Chanson Noire – Valsa dos escombros
16 - Sid Suicide - Saudade

A TREE OF SINGS EDITAM VINIL









Depois de terem editado o EP de estreia “Salt” em 2012, o qual colheu rasgados elogios da imprensa nacional e internacional, os A TREE OF SIGNS sofreram um grande revés na seu percurso musical quando a vocalista e teclista V-Kaos decidiu abandonar o projecto para prosseguir com outros interesses.

À partida, a tarefa de encontrar uma substituta à altura não seria fácil mas após alguma procura, o grupo encontrou em Diana Silveira a vocalista ideal cuja voz não só assenta perfeitamente na sonoridade enigmática e sombria do grupo, como também consegue conferir uma qualidade mais rockeira aos novos temas que os fazem aproximar ainda mais de um rock vintage envolto de um grande misticismo.

“Saturn”, o novo EP lançado agora em 2014 e constituído por três novos temas, realça bem essa toada mais rock dos anos 70, bem como revela uns A TREE OF SIGNS mais maduros e mais fortes a todos os níveis; composição, execução e produção.

Diana Silveira - Vocals
Alexandre NH Mota - Bass
P. Tosher- Drums

www.facebook.com/ATreeOfSigns

Birds Are Indie no Teatro Académico de Gil Vicente (Coimbra) - 21/02/14















Concerto no palco do TAGV. Literalmente.
Do outro lado das cortinas. Nós e a banda.
100 pessoas numa grande sala de estar a contemplar os Birds Are Indie.
Este formato fez com a musica do trio se tornasse ainda mais intimista.
A apresentação do seu novo disco contou com alguns convidados.
Os a Jigsaw (João Rui e Jorri, mas em separado) e Gobi Bear.
Foi curioso ver João Rui levar a música dos Birds Are Indie a passear por caminhos mais blues.
No restante do concerto, tivemos um trio que se entregou de forma descontraída, assumindo, de maneira brincalhona, as suas pequenas falhas.
Nada que tenha posto em causa o brilhantismo da prestação.
Em palco um Jerónimo, falador e divertido, os risos marotos da Joana e o Henrique mais tímido, mas sempre super concentrado.  
A pop doce dos Birds Are Indie, aqueceu a nossa alma, numa noite fria e quase a ameaçar chuva.
O tempo passou tão rápido, que quando dei por ela tinha já de sair. Ficou por ver o encore.
Curioso ver o culto que a banda de Coimbra vai criando à sua volta. A forma como têm crescido, que se estampa na maneira como agora fabricam as suas canções, muito mais repletas de instrumentos.
Os não músicos agigantam-se  e sem darem por ela passam a ser músicos com M grande.
Que o amor à música, continue a fazer voar este pássaro de forma despreocupada... 















Texto & Fotos Nuno Ávila

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

PROGRAMA DE 21/02/14

1 – Capitão Fausto – Litoral
2 – O Martim – Faz o que tens a fazer
3 – TV Rural – Saio daqui a olhar em frente
4 – Capitão Capitão – Memórias curtas
5 – Trêsporcento – Espero
6 – Orelha Negra – Bairro blue
7 - Marta Ren & The Groovelvets - 2 kinds of men

8 – Birds Are Indie – High on love songs
9 – a Jigsaw – Dark rider
10 – Gobi Bear – Animals
11 – Beautify Junkiards – From the morning
12 – Mazgani - Distant gardens
13 – Rosemary Baby – Spotted by the sun
14 – The Happy Mess – Morning sun
15 - Tape Junk -  Buzz

RESISTENCE FEST NO SALÃO BRAZIL


NO PORTO


UXU KALHUS NO OLGA CADAVAL

Uxu Kalhus têm a honra de apresentar o seu mais recente projecto "FILARMÓNICA EXTRAVAGANTE". Não percam a estreia dia 12 de Abril no Centro Cultural Olga Cadaval em Sintra. Para já fiquem com um teaser de um dos ensaios, partilhem!!

Filarmónica EXTRAVAGANTE é um projecto de adaptação do reportório português de identidade para banda filarmónica, num contexto de liberdade de criação e recriação do nosso património musical. Às músicas de raiz, juntam-se os temas do folk progressivo e camaleónico dos UXU KALHUS, num espectáculo único, com a pureza acústica e o poder eléctrico.
 

PHAMA MOSTRAM PRIMEIRO SINGLE














Os Phama são seis jovens de Vila do Conde.

Nasceram em horas, dias, meses diferentes e cada um teve o seu percurso musical. Caminhos musicais que se juntaram em Junho de 2008 com o mesmo objectivo: criar música por prazer. O objectivo foi trabalhado e evoluiu, vontade crescente de criar música boa, original, criativa e na língua mãe: o Português.
 
Em busca de um sonho, e como de grandes amores nascem grandes vontades, a banda prepara agora a edição do álbum de estreia homónimo. “Não Vou Cá Estar” é o primeiro single.
 
Elementos:
Diogo Nunes- Voz Masculina
Fabio Azevedo- Guitarra Elétrica
David Ribeiro - Guitarra Elétrica
Paulo Pires - Teclado
Tiago Silva - Baixo
Tiago Amorim - Bateria
 
www.facebook.com/phamapt


NA TERTULIA CASTELENSE













22 FEV.. Sáb
51, MEMORY LANE
MÚSICA Rock
http://www.facebook.com/51MemoryLane
Entrada – 5,00 euros (oferta de cortesia, inclui uma bebida até 2,00 euros)
Início previsto – 23h000

CLÁUDIA DUARTE NA RESTART










Concerto de Fado Cláudia Duarte 26 de Fevereiro_19h00
Auditório Restart

Cláudia Duarte pertence à nova geração do Fado. Uma geração que acrescenta novos sons, texturas e abordagens ao Fado Tradicional.
 
Cláudia frequenta casas de fado desde os sete anos de idade, sendo actualmente fadista residente no Páteo d´Alfama e Casa de Linhares – Bacalhau de Molho, duas das mais prestigiantes casas de Fado de Lisboa.
 
Das primeiras referências, Amália Rodrigues e Maria Teresa de Noronha, procurou explorar outros horizontes musicais que fortalecessem a sua relação com a música.
 
Em Portugal, aprofundou os seus conhecimentos em Canto Clássico e Musicoterapia e, na Índia, estudou Canto Clássico Indiano e Harmonium.
 
A paixão pela viagem levou-a a absorver novas sonoridades que a inspiram e que surgem reflectidas na sua música. Todas essas vivências são transportadas para o seu mundo surgindo, assim, na sua voz, uma nova alma e um novo carisma no contexto do Fado.
 
Nos palcos nacionais esteve ao lado de grandes fadistas e músicos portugueses e a nível internacional esteve em Marrocos, Goa, Dubai e no final do ano passado fez a sua primeira digressão pelos Estados Unidos e Canadá, passando por New York, New Jersey, Rhode Island, Connecticut, Califórnia e Toronto; salas esgotadas e um silêncio absoluto transportaram, quem esteve presente, para uma noite inesquecível.
 
Reservem a vossa noite inesquecível a 26 de Fevereiro para uma viagem ao som da voz de Cláudia Duarte.

+Info:
Facebook

ANIMAÇÃO CULTURAL RESTART
ENTRADA LIVRE