segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

PROGRAMA DE 08/02/16
















1 - Nega Jaci - Arrastão
entrevista Nega Jaci
2 - Nega Jaci - Partido alto (ao vivo no estúdio)
3 - Nega Jaci - medley (o samba da minha terra / maracangalha / cada macaco no seu galho) (ao vivo no estúdio)
4 - Birds Are Indie - Partners in crime
5 - A Jigsaw - Rooftop Joe
6 - Rapaz Improvisado - Plangor
7 - Carlos Martins - Sinos de Lisboa
8 - Tricycles - In my head
9 - Few Fingers - Our own holidays
10 - Can Cun - Dancing (on a thin ice dance floor)
11 - Azul-Revolto - Shapes
12 - David Fonseca - Deixa ser (com Márcia)

BIRUTA APRESENTA



















 
O Copenhagen recebe a embaixada portuense da Biruta para uma noite ideal para perceber com que linhas se renova a tradição do hip-hop portuense.

Kap, rapper de Gaia de 20 anos, vem apresentar o promissor "Do Nada Nasce Tudo", álbum emancipador que bebe fora do rap, em músicas tão ricas como a bossa nova, o suco sonoro. Toda a expressão criativa de Kap remete para a solidão do processo em que compôs o álbum, tendo unicamente uma participação especial: o seu avô, que distante e ouvido ao longo do álbum por samples, representa a entidade moral do álbum. Depois de um showcase no Vodafone Mexefest, esta é a primeira apresentação em Lisboa.

OLD YELLOW JACK COM NOVO SINGLE “GLIMMER”

Dia 29 de Abril de 2016, os Old Yellow Jack editam o seu álbum de estreia. Ainda sem título definido, será lançado de forma independente, à semelhança de Magnus, EP editado no ano passado, e “Glimmer” é o seu primeiro single.

O álbum é gravado de novo nos Blacksheep Studios em Sintra, desta vez com produção de

Guilherme Gonçalves, e marca uma viragem no som da banda, deixando o psicadelismo de lado para explorar o indie rock americano de bandas como Pavement ou Real State, dando-lhe o seu cunho pessoal.

Para além da opção de lançarem discos por si mesmos, aproveitaram o arrastado período de gravação do novo disco para criarem também a sua própria agência de bandas, a Colado, dando a mão a projectos emergentes como os GANSO e os NOOJ.

O ano de 2015 ficou marcado por atuações em festivais como o Indie Music Fest ou o Vodafone Mexefest, programas de televisão como o 5 para a meia noite e algum reconhecimento de blogs e rádios internacionais.

Para Abril e Maio deste ano podemos esperar uma digressão de apresentação do álbum, onde serão acompanhados pelas restantes bandas da família Colado.
 

ELECTRIC MAN - "KILLER"

JIBÓIA COM NOVO TRABALHO



















O segundo longa-duração da serpente é uma viagem pelo imaginário de JIBÓIA e pela geografia que aromatiza as suas músicas. Os concertos de apresentação acontecem a 12 e 13 de Fevereiro.

A “Masala” de JIBÓIA é hoje revelada ao mundo: o novo álbum da serpente assume o jogo com a expressão indiana para 'mistura de especiarias' e levanta o véu sobre a origem de cada um dos sabores presentes na sua música. A primeira paragem, “Ankara”, já havia sido revelada, mas o roteiro fica agora completo com o disco em stream integral.

Este é o segundo álbum de longa-duração do lisboeta, que neste tento juntou esforços ao baterista Ricardo Martins (Adorno, noz2, Asneira, Filho da Mãe). “Masala” foi produzido por Jonathan Saldanha nos Estúdios Sá da Bandeira e afirma-se como o álbum mais robusto e desenvolto de JIBÓIA, um tento que concretiza as suas influências mais diversas em oito faixas implacáveis.

Os concertos de apresentação acontecem já no próximo fim-de-semana, com a Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, a receber JIBÓIA na sexta-feira dia 12, seguindo-se, no sábado, o Teatro Municipal Rivoli, no Porto.

Comprar “Masala”: http://store.loversandlollypops.net/album/masala

BIRDS ARE INDIE - "PARTNERS IN CRIME"

DESTAQUES DA SEMANA



SANTO NO ALTAR

PARTNERS IN CRIME  - Birds Are Indie
("LET'S PRETEND THE WORLD HAS STOPPED" , Murmürio Records a 10/03/2016)

Para ouvir todos os dias desta semana


DISCO RECORDAÇÃO

DRUNKEN SAILORS & HAPPY PIRATES - A Jigsaw
(2011, Edição de Autor)

Para ouvir um tema diferente todos os dias desta semana

domingo, 7 de fevereiro de 2016

13 FADOS 06/2016 (07FEV)

Um tema novo e um regresso

Sairam:
SOUVENIR - Flamingos
BERIMBA - João Martins

Aproximam-se
PERFECTLY FINE - Vaarwell
MIRAGEM - Peixe : Avião
ONE FOR DUSTY LIGHT - Old Jerusalem


13 (RE) 03 DIA DE FOLGA - Ana Moura
12 (12) 14 CONTRA A PAREDE - Balla
11 (11) 07 LOVE - Coclea 
10 (10) 11 COMO ELA É BELA - Agir 
09 (09) 11 SHALLOW END - Ghost Hunt
08 (03) 11 AINDA É CEDO - Luís Severo
07 (06) 03 CHULA DA ALVORADA - Marafona
06 (04) 10 PELA BOCA - PAUS
05 (05) 09 LAGOSTAS - Salto
04 (07) 02 I CAN'T HANDLE THE SUMMER - Minta & The Brook Trout
03 (--) 01 NEW MESSIAH - Golden Slumbers
02 (02) 15 HEAT - Glockenwise
01 (01) 05 DILI - Sean Riley & The Slowriders

Sean Riley & The Slowriders lideram pela quarta semana consecutiva

Entre todos os votantes temos dois premiados
JOSÉ FERREIRA
RAQUEL DUARTE
que serão contactados para o email de onde enviaram as votações

Votem, enviando 5 temas de bandas/artistas diferentes
para
santosdacasa(a)ruc.pt
e podem ganhar prémios

Nova tabela (07/2016) a 14FEV

ESTA SEMANA NO SANTOS DA CASA












Entrevistas:

16.02.08 19h00 - NEGA JACI

Para ouvir nos 107.9fm da Rádio Universidade de Coimbra ou em emissao.ruc.fm

SERUSHIO - "I'M NOT LOST"

sábado, 6 de fevereiro de 2016

PROGRAMA DE 06/02/16
















1 - Lone Lisbonaires - Too nervous to play the blues
entrevista Lone Lisbonaires
2 - Lone Lisbonaires - Do you feel the power? Schopenhauer
3 - The Soaked Lamb - Grain by grain
4 - Golden Slumbers - New messiah
5 - Sequin - Ellipse
6 - C de Crochê - Thug life
7 - Filho da Mãe - Um dedo a menos
8 - Landforms - Scatter
9 - Caucenus - Lamech

CARVIÇAIS ROCK





















Moonspell é a primeira banda confirmada para o Festival Carviçais Rock 2016

"Um regresso já à muito esperado e acarinhado pelos festivaleiros"

Moonspell estão confirmados para a edição de 2016 do Festival Carviçais Rock. O evento realiza-se entre 22 e 23 de Julho, nesta aldeia transmontana que lhe dá o nome, do concelho de Torre de Moncorvo, situada no Douro Superior. "Domina", "Scorpion Fower", "Extinct" são alguns dos temas que constam no alinhamento do espetáculo de Moonspell.

O cartaz contará com 4 atuações em cada dia, actuação de Dj´s, animação itenerante e outras surpresas a revelar em breve.
Um regresso já bastante esperado ao cartaz nacional dos festivais de verão.

Este festival irá ser realizado este ano pela décima quarta vez, numa parceria da Freguesia de Carviçais com o Clube Académico de Carviçais e a Câmara Municipal de Torre de Moncorvo.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

PROGRAMA 05/02/16

1 – Imploding Stars – Earthquake
2 – Lodo – Pele
3 – Máquina Del Amor – Bounce embor, parte I
4 – Homem Em Catarse - Teremos sempre paris
5 – Old Yellow Jack – Luanda
6 -10 000 Russos – Karl burns
7 – The Soaked Lamb – This is not a blue song
8 – Golden Slumbers – New messiah

9 – M+ - Freedom
10 –Tracy Vandal – Ex-codes
11 – Isaura – Dancefloor
12 – Best Youth – Black eyes

MIKE BRAMBLE AO VIVO


INNER BLAST ANUNCIAM NOVO DISCO














Os lisboetas Inner Blast assinaram um contrato com a nacional Nordavind Records para a edição do seu longa-duração de estreia, “Prophecy”.

Sobre o novo álbum, cujo lançamento está previsto já para o mês de Abril, o guitarrista Aquiles comenta: “Este trabalho é o reflexo do nosso percurso e também da nossa cumplicidade, em que exploramos sonoridades do mais suave ao mais intenso, marcando assim a essência de Inner Blast.”

A capa e o alinhamento completo deste novo disco serão revelados muito brevemente, assim como o lyric video para o primeiro tema de avanço, “Insane”.

NO FUNDÃO


OS AZEITONAS ANUNCIAM NO SINGLE PARA MARÇO














É já no próximo mês de Março que Os Azeitonas prevêem dar a conhecer o novo single do grupo. Será o primeiro tema original a ser lançado pela banda após a edição do álbum “AZ” em 2013.

O anúncio acontece poucas semanas após o encerramento da digressão “Serviço Ocasional”, que percorreu o país durante o ano de 2015 e terminou num Coliseu do Porto completamente lotado.

SEBASTIÃO ANTUNES & QUADRILHA AO VIVO


NOVO DISCO DE JOANA AMENDOEIRA JÁ À VENDA




















Joana Amendoeira regressa 5 anos depois aos álbuns de originais com o novo disco “Muito Depois”. Este disco reflecte os mais de 20 anos de vivência no Fado e celebra o sentido da Vida nos seus caminhos mais luminosos como o Amor, a Amizade, a Maternidade, passando igualmente pelos mais sombrios como a Desilusão, a Perda, a Solidão e a Saudade. As poesias e emoções deste novo trabalho, têm por base o Fado e outras sonoridades tradicionais portuguesas. Os temas apresentados evidenciam um contexto geográfico, o Tejo e a Luz de Lisboa, retratados de forma apaixonada pela fadista.

“Muito Depois” conta com temas de diversos autores, letristas e compositores da actualidade, como o próprio Tiago Torres da Silva, Joaquim Pessoa, Vasco Graça Moura, Natália Correia, Paulo de Carvalho, José Niza, Manuel Alberto Valente, Pedro Jóia, Bruno Fonseca, Valter Rolo, Marcos Sacramento, Filipe Raposo, Rogério Ferreira, António Quintino e Pedro Amendoeira assim como com fados tradicionais de Amadeu Ramin, Fernando P. Coelho e Acácio Lopes.

 Com produção do poeta Tiago Torres da Silva, a sonoridade tradicional deste álbum foi enriquecida com os diferentes matizes dos convidados especiais, como Pedro Jóia, na Guitarra Clássica, Filipe Raposo no piano e Paulo de Carvalho, com quem gravou o primeiro dueto da sua carreira. Estes convidados juntaram-se ao núcleo de maravilhosos músicos composto por Pedro Amendoeira, na Guitarra Portuguesa, Rogério Ferreira, na Viola de Fado e António Quintino, no Contrabaixo.

No ano em que a fadista vive o maravilhoso processo da maternidade, Joana Amendoeira apresenta um novo disco e concerto que nos transporta à característica especial do seu fado, a luz que emana da sua voz e da sua alma que carrega uma enorme vivência no Fado e por isso aqui nos chega “Muito Depois”.

1-Com penas de ternura (Joaquim Pessoa/Amadeu Ramin – Fado Zeca)
2-P'ra mudar o rumo á vida (Tiago Torres da Silva/Rogério Ferreira)
3-Muito Depois (Tiago Torres da Silva/Bruno Fonseca)
4-Lisboa da madrugada (Tiago Torres da Silva/Pedro Jóia)
5-O avesso do destino (Tiago Torres da Silva/Marcos Sacramento)
6-Teu lindo nome (José Niza)
7-Passageira da noite (Natália Correia/Acácio Lopes – Fado Lopes)
8-Regresso (Manuel Alberto Valente/Bruno Fonseca)
9-É a hora (Tiago Torres da Silva/ Paulo de Carvalho)
10-Por pressa de viver (Tiago Torres da Silva/Filipe Raposo)
11-Fora de moda (Tiago Torres da Silva/Valter Rolo)
12-Se eu te pedir o Sol (Tiago Torres da Silva/Filipe Raposo)
13-Jasmim (Vasco Graça Moura/António Quintino)
14-Verdes Campos, verde vida (Maria Manuel Cid/Fernando P. Coelho)
Faixas Extra:
15-A canção que te pedi (Tiago Torres da Silva/Pedro Amendoeira)
16-Fado do Embalo (Amélia Muge/João Godinho)

DAN RIVERMAN LANÇA SEGUNDO SINGLE














Após o lançamento do EP "Hers" ​e do single de apresentação "Fragile Hands",​ o qual fez parte da banda sonora da novela da TVI "Mulheres", Dan Riverman lança o seu novo single "Dark haired girl" cujo ficheiro com o radio edit segue em anexo para apreciação.

Ficam desde já também convidados a visitar o nosso site oficial, onde​ ​poderão ​ficar a saber de tudo sobre Dan Riverman, aproveitando para ver e ouvir​ ​os vídeos de alguns dos temas presentes no EP.

​Site Oficial
www.danriverman.com

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

PROGRAMA DE 04/02/16

1 - Caelum's Edge - O jogo
entrevista Pedro Correia (Caelum's Edge)
2 - Caelum's Edge - Southern lights
entrevista Pedro Correia (Caelum's Edge)
3 - Caelum's Edge - One last try
4 - Lux Yuri - Dry mouth
5 - Youthless - Attention
6 - Golden Slumbers - New messiah
7 - The Soaked Lamb - Almost a song
8 - Salto - Lagostas
entrevista Guilherme Tomé Ribeiro (Salto)
9 - Salto - Queimo as mãos pelo futuro
10 - José Cid - João Gilberto & Astor Piazolla
11 - Capitão Capitão - Sessenta e quatro

NOVIDADES DA RASTILHO RECORDS











David Fonseca "Futuro Eu" LP
Depois da primeira edição em vinil vermelho ter esgotado rapidamente, já temos nas lojas uma nova versão do "Futuro Eu", o novo e aclamado novo disco de David Fonseca. Em parceria com a Universal Music, temos uma nova edição, com uma capa alternativa e em vinil verde. Edição LP12" Vinyl + Digital.

Legendary Tigerman "Masquerade" LP
10 anos passaram. Provavelmente o disco mais importante (pelo simbolismo que teve em 2006 e por ser um grande disco!) da nossa história. Esta é a 3ª edição de "Masquerade", remasterizada e em vinil vermelho. Já nas lojas.

Peixe : Avião "Peso Morto" LP
Edição limitada em vinil. 4º álbum dos bracarenses peixe : avião, de regresso à família da Rastilho Records. Nas lojas a 12 de Fevereiro.

Dead Combo "Vol. II - Quando a Alma não é Pequena" LP
Os Dead Combo são uma das poucas bandas potuguesas da actualidade que têm toda a sua discografia disponível no formato vinil. "Vol. II" é o álbum de 2006 de Tó Trips e Pedro Gonçalves e o único que faltava editar em Vinil. E não fizémos por menos: esta é uma edição especial em vinil half / half (Red & Yellow). Nas Lojas a 12 de Fevereiro.
 
Bizarra Locomotiva "Mortuário" CD Digipack
2015 foi um grande ano para os Bizarra. O regresso em grande após 5 anos de ausência. "Mortuário" é uma obra prima, o álbum do ano para a revista Loud!. A versão em Digipack estava há muitos meses esgotada; volta a estar disponível agora a um preço mais baixo. Nas lojas a de 12 de Fevereiro, novamente.

Cais Sodré Funk Connection "Soul, Sweat & Cut The Crap" CD | LP
O novo álbum dos CSFC, disponível em LP colorido e CD. Nas lojas a 26/02. O título diz tudo.....

TÓ TRIPS | JOÃO DOCE "Sumba" LP
Edição exclusiva e limitada do Record Store Day´2016. "...Sumba ...Um mundo imaginário, que nos obriga a um mindfulness: em Sumba não existe tempo, não existe urgência. Tudo é contemplado, tudo é admirado, tudo é considerado belo e impoluto."

Quinta-Feira 12: uma das apostas do ano!

A banda de João Correia e Rodolfo Jaca - que ao vivo se apresenta como um quinteto - assinou um contracto de edição do álbum de estreia, com edição prevista para Maio de 2016.

Estamos muito contentes por contarmos no nosso roster com uma das mais promissoras bandas do espectro Rock / Indie (cantado em Português).
Enquanto não desvendamos o segundo video / single, fiquem com o video de avanço "Fiasco" , gravado pela banda nas ruas de Tokyo.

Switchtense "Flesh & Bones"

Vem aí bomba: uma das mais activas bandas do Metal português da última década, está de regresso com "Flesh & Bones", o seu terceiro álbum de estúdio. A forma como será disponibilizado aos fans é inovadora: basta ir ao Moita Metal Fest nos próximos dias 1 / 2 de Abril e, na compra do bilhete diário ou do passe 2 dias, levam imediatamente "Flesh & Bones" no bolso! Sem aumento de preço, sem terem de o comprar online ou em lojas: mais directo do que isto é impossível! E a cereja em cima do bolo: um concerto dos Switchtense, no qual vão apresentar pela primeira vez as canções de "Flesh & Bones". Todos ao Moita Metal Fest dias 1 e 2 de Abril!  

BATIDA DE VOLTA AO BRASIL










Pedro Coquenão volta ao Brasil, a convite do Festival Rec-Beat, para passar o Carnaval em modo DJ Set entre São Paulo e o Recife. O primeiro no Sábado no Centro de São Paulo e o segundo no Domingo no Recife, a cidade original do Festival, a fechar a noite.

É verdade que estamos mais habituados a ver Batida num palco rodeado de músicos, bailarinos e vídeo. Os seus DJ Sets são raros - um deles tornou-o mesmo o primeiro Português e Angolano a protagonizar uma sessão do Boiler Room, onde já soma 4 entre Londres, Paris e Lisboa - e são uma grande oportunidade para dançar ao som das musicas que fazem parte dos discos editados na Soundway Records mas também de algumas das remisturas e temas que o têm inspirado.

BATIDA DJ SET
Festival Rec-Beat
6 de Fevereiro em São Paulo
7 de Fevereiro no Recife

A primeira vez que esteve em palco este ano foi na passada sexta-feira no Musicbox na Emissão #1 de (This is) Radio Batida, a primeira de 4 noites em que convida dj´s de rádio lendários, produtores e reúne músicos para “jams”, numa emissão feita para dançar, que teve como convidado Don Letts, com um DJ set a abrir a noite e outro logo a seguir ao primeiro Batida Re Dubs, onde juntamente com Ivo Costa (Bateria) e Leon Brichard (Baixo), recriou alguns dos temas de "Dois", experimentou outros novos e fez versões de músicas favoritas.

Em Fevereiro do ano passado, Pedro Coquenão recebeu os Konono Nº 1 na sua garagem onde gravaram o novo disco. Juntos apresentaram dois concertos com casa cheia, um no Lux e outro no Aniversário da RUC, no Teatro Gil Vicente em Coimbra, onde se ouviram os primeiros esboços dos novos temas dos Konono e duas versões inéditas de "Bazuka" e "Cuka". Em Agosto juntou-se ao produtor da original da banda, Vincent Kenis, em Málaga, para terminar a produção do novo álbum com saída prevista já para o próximo mês de Abril.

OCF'16


CAVALHEIRO RUMA AOS CONCERTOS










Foi em 2009 que Tiago Ferreira decidiu esconder-se atrás do nome Cavalheiro e começar a lançar regularmente discretas edições musicais. Depois do EP “Cavalheiro” lançado em 2009pela lovers & lollypops, do LP “Primeiro” lançado em 2010 também pela Lovers and Lollipops, doEP “Farsas” saído em 2011 pela Honeysound, do EP “Ritmo Cruzeiro” lançado em 2012 também pela Honeysound, do EP “Trégua” lançado em 2013 pela PAD, regressou em 2015 com um longa duração, novamente lançado pela PAD. "Mar Morto" aponta a uma afirmação calma no panorama musical Português.

Cavalheiro renova a tripulação e volta a fazer-se ao mar. A placidez do registo anterior dá agora lugar a um rock direto, pujante e incisivo, executado com um foco e segurança ainda sem precedentes no percurso do músico. O maior cuidado na construção, arranjo e produção dos temas, sem sacrificar o tom urgente e espontâneo do disco, revela a mão calejada de quem há muito deixou a água doce.

Esgotadas as metáforas náuticas, sobra dizer que, apesar de tudo o que de novo consegue, "Mar Morto" nos traz a quinta-essência de Cavalheiro: o assumir do desconforto que é estar vivo e a forma que Tiago Ferreira tem de o traduzir para a sua música – o diálogo sincero, a voz áspera

e despida e, sobretudo, a fé inabalável na amargura como arma de sedução.

Um ‘Mar Morto’ que será apresenta em várias salas de espetáculo:

5/2 Charenton - Vigo
6/2 Contemplarte - Joane
25/3 Convívio - Guimarães
27/3 Teatro Gil Vicente - Barcelos
30/7 CAE - Figueira da Foz
 

FLOR DE SAL COM DISCO A 18 DE FEVEREIRO




















O primeiro disco dos Flor de Sal contém dez temas originais e cinco versões, anuncia a esperança de um novo recomeço. Os Flor de Sal são Ana Figueiras na voz e flautas de bisel e Zé Francisco na voz, guitarra acústica e bandolim. Eles trazem-nos uma música cintilante como os cristais da flor do sal colhidos diariamente durante o Verão nas salinas do sotavento algarvio. Flor de Sal têm como músicos convidados Rui Afonso nas percussões tradicionais portuguesas e do Norte de África e Nuno Faria no contrabaixo, que juntos, marcam os ritmos exóticos e dançantes do Magreb e do Médio Oriente, complementados ainda pelas paisagens planantes da guitarra elétrica de Johan «Zilverzurf» Zachrisson.

O disco ainda inclui dois temas instrumentais originais em registos completamente opostos – Procura, dançante e exuberante e Suspiros do Mar, tema melancólico, onde se entende melhor o que para os portugueses significa a saudade.

O disco foi produzido pelos Flor de Sal e por Johan «Zilverzurf» Zachrisson, foi misturado por Johan «Zilverzurf» Zachrisson na Casa Carma, masterizado por Joaquim Monte no Estúdio Namouche, tem fotografias de Luís da Cruz e design de Jorge Galvão.

Agenda:

13 Fevereiro | Cine- Teatro António Pinheiro | Tavira
Aniversário da Associação José Afonso
16:00h
Bilhetes: 5€

18 Fevereiro | Cine-teatro Louletano | Loulé
21:30H
Entrada gratuita
obs: Tertúlia pós- concerto

20 Fevereiro | Ass. Recreativa e Cultural de Musicos | Faro
Evento Finanças Étnicas e Solidárias
23:00H
Entrada gratuita

03 Março | Teatro Figuras | Faro
21:30H
Bilhetes: 7€

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

NOS MAUS HÁBITOS


NO SABOTAGE
















Sex. 5 Fev. 22h30
THE PARKINSONS + THE DIRTY COAL TRAIN + DAVID POLIDO DJ SET

Em 2000, Victor Torpedo e Pedro Chau mudaram-se para Londres e formaram The Parkinsons, com Afonso Pinto e Chris Low. Os ares londrinos de uma Inglaterra avançada musicalmente, nomeadamente no movimento punk, deram-lhes uma agitação que acabaria por vir a ser muitas vezes polémica e controversa. Entre o frenesim de concertos, festas e empregos detestados, lançam o primeiro álbum em 2002, intitulado "A Long Way to Nowhere", que é bem recebido pela crítica britânica. Dois anos mais tarde é a vez de "New Wave" e em 2005 regressam às origens para editar "Down with the Old World", pela Rastilho. Em 2012, a banda punk-rock luso-inglesa, que chegou a ser catalogada pelo NME como “the next big thing”, regressou às edições discográficas com "Back To Life" e agora, com Paula Nozzari na bateria, encontram-se em tour de apresentação do documentário sobre a banda: The Parkinsons: A Long Way to Nowhere, de Caroline Richards.
Primeira parte dos The Dirty Coal Train.

The Parkinsons: Bandcamp | Facebook | Site | in Público 
The Dirty Coal Train: Bandcamp | Facebook 

Evento
Entrada: 10€.

Sáb. 6 Fev. 22h30
UM AO MOLHE - FESTIVAL DE ONE-MAN-BANDS:
NICK NICOTINE + OROBORO + COELHO RADIOACTIVO + CALCUTÁ + A BOY NAMED SUE DJ SET

Na sua 2.ª edição, o festival itinerante de one-man-bands, mais conhecido como Um Ao Molhe, regressa ao Sabotage para apresentar Nick Nicotine, OroborO, Coelho Radioactivo e Calcutá. Depois dos concertos, DJ Set de A boy named Sue.

Evento
Entrada: 5€.

AIRES COM NOVO MATERIAL




















"Fantasma soa a uma gravação desse momento em que não distinguimos o que é o sonho e a realidade, com um eco de almas penadas gemendo baixinho por entre o drone." ( Paulo André Cecílio, Bodyspace)

Em "Fantasma", o foco está na abstração, nas ruínas espectrais da película que nos envolve e rodeia em todos os momentos : o digital. O objectivo é captar, via som, a estranheza desse novo universo. As três faixas que compõem o disco dividem-se em binómios : real vs surreal, espectral vs tangível.

Stream/download :



PROGRAMA DE 03/02/16

1 - Peixe : Avião - Miragem
2 - Luís Severo - Ainda é cedo
3 - Janeiro - Desencanto
4 - Benjamin - Tarrafal
5 - Tio Rex - A cura (C/ Um Corpo Estranho)
6 - Melhor Amigo - Dá-me a mão
7 - Golden Slumbers - New messiah
8 - The Soaked Lamb - Singing black cofee
9 - The Dirty Coal Train - 4 psalms
10 - The Act Ups - Friendzone
11 - The Lemon Lovers -The 55
12 - Bed Legs - Vicious
13 - The Walks - Clockwork
14 - Evols - On the road
15 - Luna Marada - The honk

DUARTE EDITADO EM FRANÇA

















"
Sem dor nem piedade" é editado a 20 de Fevereiro em França

O disco “ Sem dor nem piedade” é editado em França através da editora Aztec Music. O álbum vai estar nas lojas a 20 de Fevereiro, no dia em que o fadista Duarte actua no Théâtre de la Ville, em Paris, cuja a lotação esgotou em 24 horas.

Sobre o disco:

Fados para uma relação acabada em quatro actos.

Assumidamente um disco cinzento. Uma fuga ao “mainstream” que se vive no fado actual. A importância de viver e sentir o lado mais escuro dos dias, não fugindo a este mesmo lado. Um trabalho de contra corrente. Não queremos entreter, mas antes fazer pensar. Uma possibilidade de fazer sentir criticamente e não somente consumir o que nos dão. Corrente alternativa de fado (ao nível dos conteúdos, da concepção, da produção e de edição). A importância dos fados sobrepõe-se à importância dos fadistas. A procura de um objecto artístico único e não a repetição de outros objectos já criados no passado. O respeito pelo legado que foi deixado, acrescentando depois e de forma harmoniosa a marca dos nossos dias. Assim como se de uma reabilitação arquitectónica se tratasse. Um trabalho artístico contemporâneo. Quando as principais editoras queriam um trabalho popular, fácil de digerir e de rápido consumo, apresentamos pois um trabalho temático/conceptual sério, pensado no tempo e marcante para a história do Fado.

Próxima datas em França:

20 Fev | 17:00H | Théâtre ​des Abesses | Théâtre​ de la Ville – Paris - Esgotado
21 Fev | 2​0​:​15​H | La Couroie - Entraigues-sur-la-Sorgue
2​2 Fev | 2​0​:​15​H | La Couroie - Entraigues-sur-la-Sorgue
11 Mar | 21:00H | L'Embarcadère - Montceau les Mines
30 Mar | 20:45H | Salle Jacques Tati - Versailles – Paris
31 Mar | 20:45H | Salle Cabaret Ariel- Rueil Malmaison- Paris
01 Abr | 20:45H | Salle Cabaret Ariel- Rueil Malmaison- Paris
02 Abr | 20:45H | Salle Cabaret Ariel - Rueil Malmaison- Paris
03 Abr | 18:00H | Théâtre de Clermont l'Hérault - Clermontl' Hérault
10 Mai | 20:30H | Théâtre à l'Italienne - Cherbourg

FADO VIOLADO NO THEATRO CIRCO















A fadista Ana Pinhal e o guitarrista Francisco Almeida ousaram cruzar estilos musicais distantes e fizeram nascer Fado Violado.
 
Em jeito de encontro improvável, os Fado Violado vêm ao Theatro Circo a 12 de fevereiro (21h30) para dar o conhecer o primeiro resultado da aventura que tem sido transformar e recriar o Fado, emprestando-lhe a densidade e cores vibrantes do Flamenco.
 
Depois do lançamento do single “A Rosinha dos Limões” que empresta nova roupagem ao clássico de Max, a banda apresenta-se agora em concerto com aquela que consideram a primeira síntese do seu trabalho, o álbum “A Jangada de Pedra”.
 
O projeto nasceu em Sevilha no ano de 2008 quando Ana Pinhal e Francisco Almeida, na altura a residir na cidade para aprenderem Flamenco, foram convidados por um par de bailarinos de Tango argentino a desenvolver um pequeno espetáculo onde o Fado seria bailado ao ritmo dessa arte argentina. Com um reportório fadista ainda restrito, Ana e Francisco abraçaram a tarefa de o ampliar, o que aconteceu muito naturalmente numa linguagem já influenciada por formas e conteúdos flamencos. O resultado foi a reinterpretação de alguns dos fados mais conhecidos com o ritmo, energia e cor flamenca e o destino dos Fado Violado estava traçado.
Desde então, os Fado Violado têm partido da tradição e viajam pela Península Ibérica recriando o Fado e acrescentando-lhe a densidade do Flamenco mas sem nunca se afastar da branca, mágica, viajante mas melancólica Lisboa.
 
Ambos portuenses, Ana Pinhal e Francisco Almeida têm ainda em comum o facto de desde cedo partilharem o gosto pelas artes, designadamente pela música que acabou por ser o elo de ligação entre os dois, tendo a sua primeira colaboração profissional acontecido nos já extintos BoiteZuleika.
 
Ingressos, a 12 euros (Cartão Quadrilátero: 6 euros) disponíveis em www.theatrocirco.bol.pt, na bilheteira do Theatro Circo, lojas Fnac e estações CTT aderentes

AMBAR EM PALCO


EM ESPINHO











António Zambujo
“Rua da Emenda”

5 DE FEVEREIRO, SEXTA-FEIRA
21:30

 LOTAÇÃO ESGOTADA

 M/6
DURAÇÃO: 75 MINUTOS

Rua da Emenda, o sexto álbum de originais de António Zambujo, é, afinal, uma avenida do mundo onde coabitam as sonoridades do Brasil, França, Uruguai e do continente africano trazidas, claro está, para a dimensão portuguesa. Ao vivo, António Zambujo enche o espaço e pára o tempo com a sua voz e guitarra, cheias de recantos e subtilezas. O público é convidado a participar para que, a uma só voz, ecoem as emoções dos protagonistas e sentimentos universais, a que Zambujo sabe dar vida de forma ímpar, nas suas canções. Neste concerto António Zambujo apresenta-se a solo num concerto que se adivinha eminentemente intimista e especial.
 

CAIXA RIBEIRA 16








Festival Caixa Ribeira

Primeiras confirmações:

António Zambujo
Raquel Tavares
Simone de Oliveira
Kiko

Bilhetes já à venda
3 e 4 de junho

www.caixaribeira.pt | www.facebook.com/caixaribeira

Palco Caixa, Palácio da Bolsa – Pátio das Nações e Salão Árabe, Mercado Ferreira Borges – Hard Club 1 e 2, Igreja de São Francisco, Palco Festival – Escadarias da Igreja de São Francisco, Fado à Janela, Casa do Infante, Cave no Cais da Estiva, Antiga Junta de Freguesia de São Nicolau.

O Festival Caixa Ribeira regressa à Invicta, nos dias 3 e 4 de Junho, com um cartaz de excelência. António Zambujo, Raquel Tavares, Simone de Oliveira e Kiko são os primeiros artistas confirmados.

Durante dois dias, mais de 40 fadistas vão atuar em 10 palcos distintos, situados na Ribeira do Porto, numa iniciativa da Caixa Geral de Depósitos e da Música no Coração, com o apoio da Câmara Municipal do Porto, através da Porto Lazer.

Depois do êxito da primeira edição, que levou à Ribeira, do Porto, alguns dos mais consagrados fadistas e onde se viveram momentos únicos e emocionantes, com enorme adesão do público, era obrigatório, sem dúvida, o regresso desta celebração em 2016. E os primeiros nomes anunciados deixam antever uma segunda edição que não só repetirá o êxito da primeira, como contribuirá para a consolidação do Festival na cidade.

Para além dum cartaz promissor, o Festival Caixa Ribeira voltará apresentar 10 palcos singulares numa das zonas mais icónicas da Cidade, a Ribeira.

A novidade deste ano será a inclusão da Casa do Infante no roteiro do Festival, um espaço que constitui uma referência histórica e cultural da cidade, enriquecendo assim o conjunto de espaços que receberão os mais de 40 concertos nestas duas noites de Fado.

O Festival decorrerá assim no Salão Árabe e no Pátio das Nações do Palácio da Bolsa, no Hard Club 1 e 2 no Mercado Ferreira Borges, na Igreja de São Francisco, na Escadaria da Igreja de São Francisco, no Palco Caixa (palco principal localizado no estacionamento da Alfândega), na Cave no Cais da Estiva, na antiga Junta de Freguesia de São Nicolau, o Fado à Janela no Cais da Estiva, e na Casa do Infante.
Informação de Bilhetes

Preço do Bilhete
Preço único: 28€
Preço nos dias do Festival: 35€
Troca obrigatória por pulseira pelo próprio nas bilheteiras do Festival / Palácio da Bolsa.

Locais de Venda
www.blueticket.pt - Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês (Lisboa e V. N. Gaia), Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), CC MMM, CC Mundicenter, Casino Lisboa, Galeria Comercial Campo Pequeno, ABEP, Estações de Correios, www.ctt.pt, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, www.ticketline.pt - Reservas e informações 1820 (24 horas), Get a Fest

Espanha: Ticketea | Reino Unido: Festicket | Alemanha: Ticketmaster

FILHO DA MÃE COM NOVO REGISTO




















“Mergulho” sucede ao aclamado “Cabeça” e é o terceiro disco de longa-duração do guitarrista Filho da Mãe. A faixa de avanço “Um dedo a menos” encontra-se disponível para stream.
 
Filho da Mãe dá continuidade a “Cabeça” quebrando-a: é de fronte que Rui Carvalho, guitarrista exímio, se atira para “Mergulho”, o seu mais recente registo de longa-duração, com edição prevista para o dia 7 de Março e que rompe com a urgência intempestiva dos seus primeiros esforços discográficos. Ouça-se, para começar, a faixa de avanço “Um dedo menos”.

“Mergulho”, gravado no Mosteiro de Rendufe, em Amares, fragmenta Filho da Mãe num registo unificador com o espaço, o tempo e as pessoas que o rodearam durante a gravação, trazendo um conjunto de músicas ora bucólicas, ora em turbilhão, uma representação perfeita da capacidade dos dedilhados rendilharem moléculas e alterar a sua relação, transformando pedra em água e água em ar.

O novo álbum de Rui Carvalho foi produzido por João Brandão e é fruto de uma residência artística proporcionada pela associação Encontrarte-Amares. Filho da Mãe apresentará o novo repertório em concerto no Teatro Maria Matos, em Lisboa, a 18 de Março e no Teatro Helena Sá e Costa, no Porto, a 21 de Abril, actuações em que contará com os convidados especiais Cláudia Guerreiro (Linda Martini, Asneira), João Nogueira (Cruzes Credo, Riding Pânico) e João Brandão (produtor do disco). A 22 de Abril actuará no Mosteiro de Rendufe, que de forma indelével se tornou parte da história de “Mergulho”, para encerrar esta relação com Amares. Eis as datas completas dos próximos concertos de Filho da Mãe, já com o novo disco como objecto:

11 de Março @ Claustros da Igreja de São Domingos, Viana do Castelo
18 de Março @ Teatro Maria Matos, Lisboa (c/ Cláudia Guerreiro, João Nogueira e João Brandão)
19 de Março @ TREMOR, Ponta Delgada, Açores
21 de Abril @ Helena Sá e Costa, Porto (c/ Cláudia Guerreiro, João Nogueira e João Brandão)
22 de Abril @ Mosteiro de Rendufe, Amares

De sublinhar, ainda, que a residência de Filho da Mãe cruzou-se com a do realizador de "Alto do Minho", Miguel Filgueiras, que documentou a gravação e gestação de "Mergulho". Dessa causalidade sairá, em breve, um retrato visual do disco.

Pre-order de "Mergulho": https://loversandlollypops.bandcamp.com/album/mergulho-2

PORTUGAL REBELDE APRESENTA




















Depois da web e da rádio, o Portugal Rebelde vai chegar muito em breve ao palco. Portugal Rebelde ao Teatro! é uma iniciativa conjunta do Blogue Portugal Rebelde / Municipio do Peso da Régua, que vai levar mensalmente ao palco do Teatrinho da cidade reguense o melhor da música nacional.

O ciclo de concertos tem inicio no próximo dia 26 de Fevereiro com Tio Rex!

MARTA REN LANÇA NOVO SINGLE














É verdade, Marta Ren não é uma mulher normal…

A sua marcante presença na cena nacional não é de agora.

O seu talento foi decisivo para tornar os Sloppy Joe numa banda de culto, para nos fazer ter saudades dos Bombazines ou para ter ajudado os Dealema a arrancarem para uma sólida carreira, ao participar de forma vincada num dos seus temas bandeira.

E apesar de terem sido muitas as oportunidades de seguir por caminhos mais fáceis, mais seguros, nunca desistiu de fazer a música que a apaixona.

Talvez por isso, agora que se estreia em nome próprio, acompanhada pelos Groovelvets, a sua marcante presença não esteja limitada à cena nacional.

Assinou pela marcante editora italiana Record Kicks, um dos mais prestigiados selos europeus de Soul / Funk, para editar o seu primeiro sete-polegadas – “Summer’s gone / Two kinds of men” – e imediatamente chamou a atenção da comunidade internacional especializada no género.

Foi-lhe lançado o desafio de gravar um álbum e Marta agarrou-o com paixão. O trabalho foi duro e exigente mas, finalmente, “Stop, look, listen” está pronto para ser editado e está a ser aclamado nos quatro cantos do planeta: do programa de referência da BBC, assinado por Craig Charles, à mítica rádio de L.A., KCRW, passando por publicações essenciais como a Shindig!, entre muitos exemplos.

O single de avanço deste seu primeiro longa-duração, “I’m not your regular woman” é uma poderosa versão da obscura canção de Lucille Mathis que, para além de mostrar porque é que a voz de Marta Ren está na linha da frente da cena Soul clássica europeia e não deve nada aquilo que de mais significativo se faz do outro lado do Atlântico, prova que a sua maturidade é fruto de muita dedicação e pesquisa.

www.facebook.com/marta.ren
 

DESTROYERS OF ALL APRESENTAM NOVO DISCO




















Os conimbricenses Destroyers of All irão celebrar o lançamento de “Bleak Fragments” com um concerto na sua terra natal, a 19 de março.

O States Club de Coimbra será o palco de três concertos, com Terror Empire e Tales for the Unspoken a aproveitarem para comemorar os seus sétimos e oitavos aniversários, respetivamente. Serão duas atuações que irão abrir caminho para o concerto dos Destroyers of All, que encerram a noite com várias músicas novas na manga. Será a primeira vez que as três bandas de Coimbra irão tocar na mesma data.

O início dos concertos está previsto para as 21h30, com as portas a abrirem pouco antes. Os bilhetes irão custar 12 euros com direito a CD, ou 6 euros sem a cópia física de “Bleak Fragments”.

Recorde-se que “Bleak Fragments” será lançado a 18 de março pela Mosher Records, com as reservas já a decorrer. O videoclip para o single “Hate Through Violence” foi produzido por Guilherme Henriques Silva e será lançado dentro de poucas semanas.

Evento de Facebook: www.bit.ly/doa-release
Pré-Reservas em www.bit.ly/doa-preorder

NA CASA INDEPENDENTE










Sexta - 05 Fev
22h30 - Aline Frazão - "lançamento Insular" (concerto) + Camboja Selecta (Dj Set)

Recebemos Aline Frazão, cantora e compositora angolana, uma das vozes mais singulares da lusofonia. Vem apresentar o seu último álbum “Insular”, terceiro registo editado pela NorteSul, depois de “Movimento” (2013) e de “Clave Bantu” (2011). Disco no qual a cantora decidiu colocar-se à prova, Aline partiu para a pequena ilha escocesa de Jura, juntando a produção com o britânico Giles Perring e contando com as participações do guitarrista Pedro Geraldes (Linda Martini), Capicua e Toty Sa’Med. Segundo a própria “P’ra descobrir quem sou quando chegar” numa viagem entre dois mundos, o cruzamento do registo acústico e a descoberta de uma sonoridade electrificada, misto de ruptura e continuidade dos seus trabalhos anteriores.

 Aline vai estar acompanhada em palco por Marcos Pombinho (teclado e guitarra), André Moreira (baixo) e Miroca Paris (bateria e percussão).

 A beleza das canções de Insular para confirmar numa noite que será com certeza memorável.
A completar a noite Camboja Selecta a girar sons afro/soul/funk.

Segunda - 08 Fev
23h - Bro-X (concerto)

Bro-X no Carnaval da Casa, em discurso directo:
“A vida são dois dias, o carnaval são os Bro-X.

 Dia 8 de Fevereiro o gangue de Tio Black, MC Kuta, Moço Espinho, DJ Fudidu e DJ Kanholas estão na Casa Independente para apresentar o seu novo disco: “KhAaaAzA”. Envoltos numa névoa de secretismo, pouco se sabe sobre o âmago deste novo trabalho bem como do paradeiro de alguns dos elementos do colectivo. Se a Baixa da Banheira (Xangai para os nativos) é a Detroit portuguesa, podemos estar prestes a ouvir um disco que pisca o olho à house music, como o nome do próprio indica? Não sabemos. Pode ser, pode não ser. E será que perante a mestria lírica e forma física destes artistas, a música interessa? Nah.

 Se ainda não perceberam que estão perante um evento imperdível, deixem-nos dar-vos mais um motivo para virem à Casa: dentro de 5 dos CDs à venda nessa noite está um bilhete dourado. Os felizes contemplados terão direito a passar um dia com Bro-X na Baixa da Banheira, casa de chocolates que acolhe os bombons do hip-hop nacional. Depois digam que não vos avisámos.
Bro-X TaH nA KhAsA KeM NaUm GosTa BaZaH! YAH?!”

MOONSPELL COM NOVAS DATAS EM PORTUGAL









O ano de 2015 foi nada mais que um dos anos mais intensos da história dos Moonspell. Após o lançamento do seu disco mais recente (Extinct, Março de 2015, nº1 no Top de vendas nacional), a banda embarcou numa tour com cerca de 120 datas, que os levou a toda a Europa, Estados Unidos, México, Colômbia e Brasil, com destaque para uma prestação fulgurante no Rock in Rio, no Rio de Janeiro, edição comemorativa dos 30 anos do festival, que colheu os melhores elogios do público e Imprensa brasileira.

2016 inicia-se já na estrada, com os Epica, de volta ao território Norte-Americano. Confirmada está já a presença da banda em festivais como Graspop (Belgica); Brutal Assault (Rep.Checa) ou Amphifest (Alemanha) bem como duas digressões: uma por Inglaterra, Escócia, Irlanda, França, Holanda e Bélgica; outra que os levará ao Leste da Europa, Rússia,Ucrânia e Bielorússia. Até ao final do ano serão confirmadas mais datas.

Aproveitando o ensejo desta longa tourné, a banda irá gravar e editar em 2016 o seu segundo DVD ao vivo, numa edição que se prevê bem especial para todos os fãs da banda mais Internacional de sempre da música Portuguesa. 

Fev 03 House of Blues Orlando Orlando, FL
Fev 04 70.000 Tons Of Metal Miami, FL

Mar 23 Quinzena da Juventude em Almada, Portugal

Mar 25 Le 106 Rouen, France
Mar 26 The Dome London, United Kingdom
Mar 27 Sound Control Manchester, United Kingdom
Mar 28 Audio Glasgow, United Kingdom
Mar 29 The Button Factory Dublin, Ireland
Mar 31 Metropool Hengelo, Netherlands
Abr 01 Baroeg Rotterdam, Netherlands
Abr 02 Tengeren Metal Fest Tongeren, Belgium
Abr 08 Sentrum Kiev, Ukraine
Abr 09 Re:Public Minsk, Belarus
Abr 12 Tele-Club Yekaterinburg, Russia
Abr 13 Volta Moscow, Russian Federation
Abr 14 ClubZal St. Petersburg, Russian Federation
Mai 15 Amphitheater Gelsenkirchen Gelsenkirchen, Germany
Jun 17 Graspop Dessel, Belgium
Jun 24 Dokk'em Open Air 2016 Dokkum, Netherlands
Jul 15 Rock Fest Barcelona Barcelona, Spain

Jul 22 Laurus Nobilis Music, Famalicao, Portugal
Jul 23 Carviçais Rock, Portugal

Jul 24 XII Amphi Festival Cologne, Germany
Ago 10 Brutal Assault Festival Josefov, Czech Republic

Ago 25 Festas da Vila de Corroios, Portugal

Foto: Edgar Keats

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

PROGRAMA DE 02/02/16

1 - Joana Amendoeira - É a hora
2 - Joana Amendoeira - Lisboa de madrugada
3 - Joana Amendoeira - O avesso do destino
entrevista Joana Amendoeira
4 - Joana Amendoeira - A canção que te pedi
5 - The Soaked Lamb - Hello, bang bang, goodbye
6 - Golden Slumbers - New messiah
7 - The Parkinsons - Too late
8 - Mancines - Time
9 - Salto - Passeio das virtudes
10 - D'alva - mas só se quiseres
11 - Balla - Submundo
12 - A Naifa - Passagem a limpo

JOSÉ CID COM NOVO SINGLE

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
João Gilberto e Astor Piazzola é o single de avanço do próximo disco de José Cid "Clube dos Corações Solitários do Capitão Cid", com data de edição agendada para o 2º semestre de 2016.

José Cid dá vida às suas composições únicas, através de histórias imaginárias e, assim, relata um encontro entre dois grandes génios da música do mundo, onde a bossa nova e o tango se cruzam, inevitavelmente.

Como nos conta José Cid na sua canção, João Gilberto e Astor Piazzola percorrem o mundo a tocar juntos e, quando, no final decidem fazer uma divertida jam session, são surpreendido por Sivuca, o acordeonista de Jazz que tocou várias vezes em Portugal, nos anos 50 e 60.

Com música e letra de José Cid, o novo single João Gilberto e Astor Piazzola, conta com a participação de Amadeu Magalhães na concertina, Ramon Galarza na bateria, Bernardo Fresh no baixo, Manuel Oliveira na viola, José Cid no acordeão e com a voz de Gonçalo Tavares nos diálogos.
 
 

TREMOR EM SÃO MIGUEL














O último role de confirmações para abalar São Miguel em definitivo: de 15 a 19 de Março, Ponta Delgada recebe o TREMOR, que junta aos já anunciados Black Mountain, Dan Deacon e Bitchin’ Bajas & Bonnie ‘Prince’ Billy os escoceses Happy Meals e nomes portugueses como Filho da Mãe & Ricardo Martins, Modernos, entre outros.
E aconteceu: o último abalo premonitório, aquele que precede o derradeiro terramoto cultural TREMOR, apontado para os 15, 16, 17, 18 e 19 de Março, acontece sob forma fecho de cartaz, novidade encabeçada pela dupla escocesa Happy Meals, e pelos portugueses Filho da Mãe & Ricardo Martins, Modernos, El Salvador e Landforms.

A estas confirmações acrescem, ainda, o projecto a solo de Ricardo Martins, os belgas Alek et le Japonaises, o rapper e percussionista dos HHY & the Macumbas O Gringo Sou EU, o norueguês Sturle Dagsland, a colaboração entre Luís Fernandandes e Joana Gama e os locais Luís Senra & Yves Decoster, TIO e Nuno Cabral. Inaugura-se também uma colaboração com o Festival WALK&TALK que apresenta a DJ, artista e ativista SONJA.

De recordar que o TREMOR receberá, ainda, actuações de Bitchin’ Bajas & Bonnie ‘Prince’ Billy, do festivo e saturado Dan Deacon, dos PAUS, de Suuns, Julianna Barwick, Filho da Mãe, entre tantos outros, para um dia marcante no paraíso do Atlântico, no arquipélago dos Açores e quatro dias de actividades premonitórias por toda a ilha de São Miguel.

Tremor 2016

15 a 19 de Março — Ponta Delgada, São Miguel, Açores
Lineup: Bitchin Bajas & Bonnie ‘Prince’ Billy, Dan Deacon, PAUS , Capitão Fausto, Black Mountain, Suuns, Julianna Barwick, Filho da Mãe, Clinic, Lost Tapes DJ7, Bitchin Bajas, Zeca Medeiros, HHY & The Macumbas, Sturle Dagsland, Happy Meals, Modernos, Equations, Filho da Mãe & Ricardo Martins, Killimanjaro, Landforms, Spank Lord, Rafael Carvalho, O Gringo Sou EU, Rapeciâz Trio, ZA! + ESMUSICA.RP, Sara Fontán, Luís Fernandes & Joana Gama, Ricardo Martins, El Salvador, The Ultimate Love Gang, Alek et les Japonaises, #hiphopaçoriano (Fred Cabral, DJ Rush Rap, Swift Triiga, DML), Luís Senra & Yves Decoster, TIO, Nuno Cabral, SONJA

Bilhetes/Tickets: 20€ até/until 03.15

Site: http://tremor-pdl.com/
Facebook: https://facebook.com/tremorpdl
Instagram: https://instagram.com/tremorpdl
Twitter: https://twitter.com/tremorpdl

NO SALÃO BRAZIL














SALTO
Qui, 4 Fev, 22h00

A vida de um músico pode nascer de várias formas, os Salto tiveram a sorte de nascer na mesma família e de desde cedo terem vivido a música em conjunto. Os primos portuenses Guilherme Tomé Ribeiro e Luís Montenegro rapidamente perceberam que juntos poderiam ser uma banda e em 2006 pisam o palco pela primeira vez. Editaram, em 2012, o primeiro longa-duração, que inclui o single “Deixar Cair” e em 2014 surgem dois novos elementos na banda - Tito Romão e Filipe Louro. Considerados uma das grandes revelações da nova música portuguesa, os Salto apresentam “Passeio das Virtudes”, novo disco onde se podem ouvir os singles “Mar Inteiro” e “Lagostas”.

Bilhete: 5€

THE PARKINSONS + DIRTY COAL TRAIN
Sáb, 6 Fev, 22h00


Em 2000, Victor Torpedo e Pedro Chau mudaram-se para Londres e formaram The Parkinsons, com Afonso Pinto e Chris Low. Os ares londrinos de uma Inglaterra avançada musicalmente, nomeadamente no movimento punk, deram-lhes uma agitação que acabaria por vir a ser muitas vezes polémica e controversa.

Entre o frenesim de concertos, festas e empregos detestados, lançam o primeiro álbum em 2002, intitulado A Long Way to Nowhere, que é bem recebido pela crítica britânica. Dois anos mais tarde é a vez de New Wave e em 2005 regressam às origens para editar Down with the Old World, pela Rastilho. Em 2012, a banda punk-rock luso-inglesa, que chegou a ser catalogada pelo NME como “the next big thing”, regressou às edições discográficas com Back To Life e agora, com Paula Nozzari na bateria, encontram-se em tour de apresentação do documentário sobre a banda.

Bilhete: 8€ - ESGOTADO
Concerto integrado no 30º aniversário da RUC

WOODROCK NA FIGUEIRA

 







Os russos THE GRAND ASTORIA e os portugueses BIG RED PANDA são as novas confirmações no cartaz, juntando se assim aos espanhóis EL PARAMO, aos luxemburgueses SOLEIL NOIR e aos nacionais 10000RUSSOS, SWITCHTENSE e PLUS ULTRA, num alinhamento a que faltam acrescentar ainda mais 5 nomes, num total de 12 bandas, um acréscimo de 2 bandas em relação aos anos transatos.

Também já são conhecidos os preços dos passes gerais e pontuais, bem como os pontos de venda.

Assim, os passes gerais têm o valor de:
Fase 1(1/02 a 29/02)-16 euros
Fase 2(1/03 a 30/04)-18 euros
Após 30/04-20 euros

Bilhetes Pontuais:
Dia 22/07-10 euros
Dia 23/07-12 euros

Os passes gerais podem ser adquiridos online através do serviço da BOL(bilheteira online) em:https://woodrock.bol.pt/ ou nas lojas FNAC,WORTEN e nos CTT, bem como em 3 locais de venda na Figueira da Foz.

Bandas de eleição, num local de eleição, uma mudança no slogan para sublinhar que: “A NOSSA PRAIA É O ROCK”

DANÇAS OCULTAS E ORQUESTRA FILARMONIA DAS BEIRAS












“AMPLITUDE” é editado a 12 de Fevereiro
Convidados especiais: Carminho, Dead Combo e Rodrigo Leão

Com sete trabalhos discográficos editados e uma das mais prestigiadas carreiras internacionais, 20 anos depois de editarem o primeiro disco, os DANÇAS OCULTAS preparam-se para apresentar no mercado nacional um novo trabalho.

“AMPLITUDE” é editado a 12 de Fevereiro e regista dois espectáculos que juntaram o quarteto formado por Artur Fernandes, Filipe Cal, Filipe Ricardo e Francisco Miguel à Orquestra Filarmonia das Beiras em Maio de 2015 em duas das mais importantes salas do país: a Sala Suggia da Casa da Música, no Porto e o Grande Auditório do CCB, em Lisboa. Estes concertos contam com a participação de convidados especiais, que representam o lado mais nobre do espírito de aventura do colectivo e muito contribuíram para contagiar a magia musical às plateias repletas das duas salas: CARMINHO, DEAD COMBO e RODRIGO LEÃO.

O álbum terá distribuição digital a nível mundial a partir de 12 de Fevereiro.

O primeiro avanço deste trabalho intitula-se “Dança II” e é um dos temas que mais identifica as Danças Ocultas. "Uma melodia alegre por cima do sopro ritmado dos foles ilustra a abordagem urbana e contemporânea que fazemos da tradição".
 

ATR & ZARATAN APRESENTAM


GRAND PULSAR A PREPARAR DISCO

Uma guitarra acústica, uma bateria...e duas vozes. Duas pessoas, e muita música.

Vindos de Coimbra, com muito para dizer, e dito em português. Isto é Grand Pulsar.

É com muito gosto que vimos apresentar o nosso novo vídeo, ao vivo, da nossa música "Meia Lua", que irá fazer parte do primeiro registo discográfico, a ser gravado muito em breve.

 

MIRROR PEOPLE COM NOVO SINGLE E CONCERTO
















Mirror People celebra o 1º aniversário da edição do disco de estreia, VOYAGER, com um espectáculo no CCB, inserido no cíclo CCBeat, no dia 5 de Março.

E o ano que antecede esta celebração não poderia ter corrido melhor. Com uma agenda cheia de espectáculos que incluíram vários grandes festivais (Vodafone Paredes de Coura, Super Bock Super Rock, Lisb-ON, entre muitos outros), Mirror People viu VOYAGER ser celebrado como um dos melhores discos do ano por vários meios, entre eles: os leitores da Revista Blitz, Espalha Factos, Joana Dias, Pedro Costa e André Santos e Isilda Sanches da Antena 3, Autores Fora D'Horas da Sic Notícias, Máquina de escrever de Nuno Galopim.

Já a rodar está o novo single, TELEPHONE CALL (FT ROWETTA), extraído do álbum de estreia e que conta com a participação de Rowetta da aclamada banda inglesa Happy Mondays, e que será re-editado digitalmente a 4 de Março em formato EP. Além do tema título com remisturas de artistas nacionais como Cut Slack, Ka§par e Daily Misconceptions, este novo EP inclui canções inéditas que vêem agora a luz do dia.

Desde uma interessantíssima remix por To Ricciardi para "Nothing to Give (Ft Rebeka)", passando pelo "funk" de "We Wonder (Ft. Mauro Fernandes)" ou "The Voyager Instrumental Space Theme".

Ao total, são oito temas que marcam o desfecho desta aventura chamada VOYAGER.

Alinhamento do EP:

01 - Telephone Call (Ft. Rowetta)
02 - We Wonder (Ft. Mauro)
03 - The Voyager Instrumental Space Theme
04 - Telephone Call (Ft. Rowetta) (Cut Slack Remix)
05 - Telephone Call (Ft. Rowetta) (Kaspar Remix)
06 - Telephone Call (Ft. Rowetta) (Daily Misconceptions Rework)
07 - Nothing to Give (Ft. Rebeka) (To Ricciardi Remix)
08 - Telephone Call (Instrumental Mix)

CAPITÃO CAPITÃO DE REGRESSO




















Depois de um primeiro auto-intitulado EP, onde se incluía o tema “O Lugar” (Novos Talentos FNAC 2012), e de um segundo EP, “II”, produzido e gravado por Bernardo Barata (Diabo na Cruz) e José de Castro, que continha o tema "Memórias Curtas", aparece agora "Sessenta e Quatro" - tema de avanço de “32”, primeiro disco de longa duração de Capitão Capitão, pseudónimo de J.P. Mendes.

“Sessenta e Quatro”, tema póstumo de um alinhamento que contará com dez canções, serve de justo single de apresentação para este disco co-produzido por João Gil (Vitorino Voador, Diabo na Cruz, You Can’t Win Charlie Brown). A repetição continua a dominar a palavra, como quem fala com pouco para tentar dizer tudo.

O tema conta com a participação de J.P. Mendes nas vozes, guitarras e teclas, João Gil no piano e António Vasconcelos Dias na bateria e foi gravado por João Gil e Manuel San Payo. As misturas do tema foram feitas por José Arantes e a masterização por Tiago de Sousa.

O videoclip foi filmado durante uma tarde de primavera num edifício já devoluto de Lisboa. Foi protagonizado pelo Zyan, filmado e dirigido pelo Ricardo Capristano, sendo o argumento de J.P. Mendes. A edição de imagem foi feita pelo Pedro Fonseca.

www.facebook.com/capitaocapitao
www.capitaocapitao.bandcamp.com
 

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

PEIXE . AVIÃO - "MIRAGEM"

PROGRAMA DE 01/02/16

1 - Birds Are Indie - Partners in crime
2 - The New Geometry - Brothers by light
3 - Peixe : Avião - Miragem
4 - Still Blood - Am i wrong?
5 - The Happty Mess - The invisible boy
6 - The Parkinsons - City
7 - Evols - Shelter
8 - Golden Slumbers - New messiah
9 - The Soaked Lamb - Blue voodoo
10 - Carlos Martins - Sinos de Lisboa
11 - Calhau Azul - Espingarda N3
12 - Tambor - A construção da saudade
13 - Diana Martinez & The Crib - Reverie
14 - Nerve - Monstro social
15 - Corona - Pacotes
16 - dB - Aquelas cenas

O NOVO DISCO DE JIMMY P










Jimmy P prepara-se para editar o seu novo longa-duração – “Essência”.

Tal como o título indica, este disco aprofunda, com uma maturidade extrema, os factores que o distinguem da grande maioria dos seus parceiros e fazem dele uma das figuras centrais da nova geração do Hip Hop português e da sua renovação.

O poder da rima, bem como a prevalência da palavra, nunca deixará de ser central no seu trabalho que, mais do que nunca, atinge em “Essência” uma sofisticação melódica que já se adivinhava e que está reservada apenas aos clássicos.

Com a sua chegada às lojas marcada para 1 de Abril, “Essência” será apresentado ao vivo uma semana mais tarde, dia 8, no Hard Club, no Porto.
 

KLEPHT REGRESSAM COM NOVO SINGLE




















Klepht acabam de lançar o mais recente single “Manual de uma Conquista”, um temadirecto e sem grandes metáforas, que representa o regresso dos Klepht em grande forma ao pop/rock que os caracteriza.

Os Klepht formaram-se em 2000 e foram granjeando público e crítica, até lançarem o seu disco homónimo de estreia, já em 2008. Desse álbum, nasceram quatro singles: “Por Uma Noite”, “Embora Doa”, “Antes e Depois” e “Erros por Defeito”, que ficaram durante mais de um ano no top das rádios nacionais.

Em 2010, o grupo viaja para os EUA para gravar o segundo disco de originais “Hipocondria”, com Sylvia Massy, produtora de bandas como Foo Fighters, System of a Down, Tool ou Johnny Cash. Deste disco, lançaram os singles “Tido de Novo”, “Explicação”, “Idade da Estupidez” e “Calma”.

No mesmo ano, foram os autores do primeiro filme-concerto em 3D em Portugal, gravado na Casa da Música. Em 2011, fizeram a abertura do concerto dos Bom Jove, em Lisboa. Foram, também, nomeados para Best Portuguese Act, nos MTV Music Awards, em 2012.

Diogo Dias, Marco Reis e Mário Sousa formam os Klepht e estão de regresso aos discos, com um novo fôlego, sendo o melhor momento para se juntarem à família Glam.
 

FAVELA DISCOS APRESENTA

















A Favela Discos é uma editora portuense, colectivo de artistas e intelectuais de merda.

 Fundada em 2013, a editora tem-se vindo a definir como um dos conjuntos artísticos mais interessantes a actuar no panorama da música pouco pop e bastante barulhenta. Promoveu eventos que hoje podem ser considerados autênticos oásis ou somente estranhas miragens, escrevendo assiduamente a sua história nas paredes da cidade invicta.

A residência da Favela Discos no Café Au Lait, decorre todas as quintas feiras desde setembro passado, e tem levado ao espaço portuense um vasto número de nomes emergentes e consagrados de música experimental e electrónica do Porto. Os concertos decorrem na cave, de graça, e a noite prolonga-se com DJ's sempre até às tantas. Um dos temas que se repete na residência é o da colaboração entre músicos tanto da favela, como de fora. MAD~A será um exemplo exemplo dessas colaborações juntando os beats nostálgicos de MADA TREKU (a lançar pela Favela em Março) aos drones negros de ATILA. Para terminar bem o mês haverá mais um encontro, João Pais Filipe, baterista dos míticos HHY & The Macumbas, entre muitos outros, com Pedro Pestana, um terço dos 10 000 Russos

EM TORRES NOVAS

BUDDA POWER BLUES AO VIVO


CAELUM’S EDGE AO VIVO














CAELUM’S EDGE apresentam em concerto o seu álbum de estreia ENIGMA no Popular Alvalade, mítico ponto de encontro em Lisboa de músicos, no dia 11 de Fevereiro, pelas 22h30, com entrada gratuita.

A banda apresenta o seu primeiro disco Enigma, um disco com canções em português e inglês e definem o seu próprio caminho musical como Space Rock. Fruto de um intenso e apaixonante trabalho, Enigma é um álbum mais maduro, com vista a um público mais vasto. Entoa melodias épicas e encorpadas, mostrando uma faceta emocional com canções que versam sobre viagens interiores, relações humanas e saudade, um tema tão português.
CAELUM’S EDGE são uma banda Rock do Barreiro que venceu a primeira edição do concurso EDP Live Bands e promete em 2016 ter muita energia para espalhar pelo mundo. O novo disco Enigma foi lançado pela Sony Music Portugal a 29 de Janeiro e o single “O Jogo” já está a rodar nas rádios nacionais.

Uma parte da história da música e do rock português foi forjada na margem sul e os Caelum´s Edge aos poucos vão conquistando o seu lugar. Em 2012, lançaram o seu primeiro EP New World, conquistaram o 2º lugar a nível nacional do Hard Rock Rising Competition 2013 e já pisaram grandes palcos nacionais como o Nos Alive 2013 e 2014, Hard Club e Rock no Rio Sado.
A banda é composta por Pedro Correia (voz e guitarra), Diogo Costa (guitarra e teclado), José Ganchinho (baixo) e Diogo Lopes (bateria

M-PEX REEDITA PRIMEIRO DISCO









M-PeX é um músico, compositor e produtor que tem na guitarra portuguesa o traço distintivo da sua identidade musical. Entusiasta da produção de música electrónica e recusando circunscrever a guitarra portuguesa ao universo do fado, cria uma sonoridade em que mescla a guitarra portuguesa com estéticas sonoras tão díspares como o dub, o dubstep, o trip-hop ou o drum'n'bass, culminando num arrojado e inovador melting-pot musical.

Oito anos após a edição conjunta da Thisco Records e da Fonoteca Municipal de Lisboa, M-PeX revisita o seu primeiro disco «Phado», agora disponibilizado numa edição remasterizada e sob a chancela da Enough Records. O disco é dedicado ao seu avô, Luís Tomás Pinheiro, mestre da guitarra portuguesa, que lhe deu a conhecer a sonoridade deste instrumento e o universo do fado.

Esta edição tem o grafismo de Marco Madruga e está disponível para audição e download gratuito para fins não comerciais no site da Enough Records.

Ouvir | Seguir

SoundCloud | Facebook | YouTube | Free Music Archive                                               

SONOSCOPIA APRESENTA




 
Antez (fr) & Gustavo Costa (pt) & Henrique Fernandes (pt) & João Pais Filipe (pt) & Steve Hubback (uk)

01 - 05 FEVEREIRO
Residência Artística
Porto / Sonoscopia

05 FEVEREIRO
Concerto
Porto / Sonoscopia / 21:30
Entrada Livre

06 FEVEREIRO
Concerto
Festival Dias de Música Electroacústica
Seia / Conservatório de Música / 21:30
Entrada Livre

Tendo como denominador comum a construção de novos instrumentos, a junção destes cinco músicos é tudo menos ocasional. A exploração de ressonâncias, da infinita variação tímbrica de placas vibratórias como gongs, pratos e outras superfícies com formatos menos convencionais, ou a apropriação de objectos do quotidiano são alguns dos elementos comuns a todos os membros desta formação. O quinteto estará em residência, apresentando o trabalho desenvolvido na Sonoscopia e no Festival Dias de Música Electroacústica, em Seia.


Matriz

25 - 28 FEVEREIRO
Residência Artística
Porto / Sonoscopia

28 FEVEREIRO
Concerto
Porto / Sonoscopia / 17:30
Entrada Livre


Henrique Fernandes, Gustavo Costa, Ricardo Jacinto, Nuno Torres, Tiago Fróis, Rodolfo Pimenta e João Bastos.

MATRIZ é uma proposta de criação e programação artística num contexto de rádio digital, que pretende lançar novos desafios e paradigmas na prática deste meio. Tem como propósito desenvolver um software colaborativo que permita gerir múltiplas ligações de áudio e as suas relações através da internet, possibilitando a criação de diferentes geografias e novos espaços de relacionamento entre artistas e auditório. É um ponto de partida para pesquisar potencialidades da expressão criativa em rede e para conceber estratégias de descentralização e de colaboração interdisciplinar. A música, é neste contexto, a prática artística escolhida para a experimentação e a aplicação do software MATRIZ, procurando a articulação entre músicos em rede e a criação de diversas combinações e interacções entre os vários lugares de apresentação e o espaço de escuta na internet. Todos os acontecimentos serão emitidos em live stream pela Stress.fm.

www.sonoscopia.pt

corAR
Espectáculo-percurso sensorial e instalação interactiva

15 - 21 FEVEREIRO
Residência Artística
Braga / GNRtion
corAR é um espectáculo-percurso sensorial e instalacção interactiva que desenha uma paleta de contextos de participação para as primeiras infâncias (0-2 anos e 3-5 anos) e também para as infâncias seguintes (famílias). Durante o mês de Maio habitaremos a Fábrica das Artes/CCB, lançando várias propostas de experiência participatória, artística e sensorial, através da exploração de uma composição de "cor-árias", em diversos espaços ocupados e recheados de diferentes propostas, acordadas em momentos distintos por várias parcerias de criadores da música, teatro e dança. Em corAR, cada pássaro terá a cor do seu grito.

Estreia a 4 de Maio no CCB / Fábrica das Artes

Direcção de projecto: Alberta Lemos, Henrique Fernandes e Inês de Carvalho
Co-criação: Alberta Lemos, Henrique Fernandes, Inês de Carvalho, Joana Pupo e João Bento
Acompanhamento à criação e concepção: Madalena Wallenstein
Concepção cenográfica e fotografia: Inês de Carvalho
Paisagem sonora: Henrique Fernandes e João Bento
Intérpretes: Alberta Lemos, Henrique Fernandes, Joana Pupo e João Bento
Produção executiva: Patrícia Caveiro
Produção: Sonoscopia
Co-produção: GNRation
Uma encomenda CCB / Fábrica das Artes

www.ccb.pt
www.gnration.pt
www.sonoscopia.pt

Bandcamp
 
O catálogo das edições da Sonoscopia está agora inteiramente disponível no Bandcamp. Para além dos formatos digitais, que podem ser descarregados gratuitamente, há ainda várias edições físicas com tiragens limitadas que podem ser encomendadas através desta plataforma. As edições continuam a ter uma especial relevância no processo criativo, encerrando, de alguma forma, uma linha de pensamento directamente relacionada com um espaço e tempo. Este processo de documentação viabiliza assim a análise e reflexão sobre materiais sonoros que, de outra forma, se limitariam à memória de um número reduzido de pessoas. Numa época onde, felizmente, abunda a informação, é particularmente importante para a Sonoscopia materializar a sua linha de pensamento musical, para que outros possam ouvir, discutir e participar no trabalho que temos vindo a desenvolver.

www.sonoscopia.bandcamp.com

Né Barros - Lastro

06 FEVEREIRO
Famalicão / Casa das Artes / 21:30

19 - 20 FEVEREIRO
Lisboa / Culturgest / 21:30

Lastro é o último trabalho da coreógrafa Né Barros. Música de Gustavo Costa.

www.casadasartes.org
www.culturgest.pt