quarta-feira, 26 de abril de 2017

FESTIVAL SANTOS DA CASA COMEMORA 25 ANOS DO PROGRAMA COM O MESMO NOME

 
O Santos da Casa, programa de música portuguesa da Rádio Universidade de Coimbra, que vai para o ar todos os dias entre as 19 e as 20h, em 107.9 ou www.ruc.fm, festeja em 2017 as suas bodas de prata. Tal como Amália Rodrigues também eles não sabem qual o dia do seu nascimento. Porque a RUC faz anos a 1 de março, a dupla que "aguenta" os Santos da Casa (Fausto da Silva e Nuno Ávila), convencionou ser esse o dia do nascimento do programa.Por isso em 2017, a 19.ª edição do Festival Santos da Casa, tem muito mais significado, ao assinalar tão importante data. Os propósitos continuam a ser os mesmos. Mostrar em palco, bandas e artistas que regularmente são divulgados no programa e no blog. Continuar a trazer à cidade, artistas que nunca por aqui mostraram o seu talento. Sempre que possível apadrinhar o nascimento de novas bandas e apresentar novos espaços para a realização de concertos e debates.

19 é um número que nos enche de orgulho. Perceber a quantidade de horas que "oferecemos" de música à cidade, chega a dar-nos um arrepio na espinha. Mas acima de tudo, uma vontade enorme de continuar a trazer a Coimbra alguns dos projetos que todos os dias divulgamos e em que acreditamos.

E cá estamos de volta com o Festival Santos da Casa, no ano em que o programa da RUC com o mesmo nome chega às 25 primaveras. Por isso de 25 de março a 25 de abril vamos encher a cidade de música.


Sempre foi esse o nosso fito, tentar provar a todos que existem boas bandas para ver e ouvir.

Começámos quando a rádio fazia 13 anos com 13 bandas a tocar no antigo auditório Salgado Zenha na AAC. Concertos transmitidos em direto no programa. Algumas bandas a terminarem o ensaio de som já com o indicativo do programa no ar. Uma saudável pilha de nervos para todos`

Mas o bicho ficou cá dentro a roer e nunca mais parámos de organizar coisas. E é o que se vê.

Depois, enquanto o Le Son foi vivo, fizemos desse espaço a moradia do Festival. Assim que ele fechou portas, o Festival Santos da Casa tornou-se nómada e tomou de assalto todos os espaços da cidade onde era possível mostrar som. O corredor e terraço da nossa RUC, o Museu dos Transportes, o àCapella, a FNAC, a Via Latina, a Galeria Santa Clara, o Ar D’Rato, o Arte à Parte, o Salão Brazil, o States, o CITAC, o TEUC, o Aqui Base Tango, o Auditório do Conservatório de Coimbra e o Teatro Loucomotiva em Taveiro e o Café Santa Cruz foram alguns dos espaços que acolheram as bandas por nós escolhidas. Este ano estreamos um espaço que para já está no segredo dos Deuses. Esta itinerância tornou-se marca da casa.
Bandas? Tantas e sempre tão boas. Por isso as escolhemos. Muitas estreias, que com orgulho nosso se tornaram em certezas. Muitos grupos a regressarem a Coimbra para comprovar o seu talento. Algumas noites com casas de respeito.

Destaques? É sempre ingrato. Todos merecem o nosso carinho e admiração. Contudo, se vos falarmos de A Naifa, Paus, Anaquim (que tocaram pela primeira vez na vida no nosso Festival), [F.E.V.E.R.]. Sam The Kid, Linda Martini, Dealema, B Fachada, Capicua, Dead Combo, Samuel Úria e Ermo, Balla e D’Alva, os outros nos desculparão. Mas todos eles nos encheram as medidas e se tornaram amigos do peito.

Nestes últimos anos temos alargado o nosso campo de ação. Não só os concertos fazem parte da agenda. Temos tido agradáveis conversas sobre música e já projetámos som na tela.

Se nos perguntam se continua a ser válido mostrar em palco alguns dos sons que divulgamos no nosso programa, blog e facebook, dizemos sem pestanejar que sim. Existem por aí muitas bandas a valerem este nosso esforço.

Este ano a festa volta a ser grande. Vão ser noites memoráveis com um naipe de bandas e artistas que nos enchem de vaidade.

Por isso, contamos com todos. O público é sem dúvida o prato forte deste festival. A vocês pedimos que apareçam para ver novas bandas ou daqui a uns meses lamentar-se-ão por terem deixado escapar um nome que poderiam ter visto quase em primeira mão.
HISTÓRICO - FESTIVAL SANTOS DA CASA

2016-2014

AMBAR . ANA CLÁUDIA . BALLA . BEST YOUTH . BRUNO PATO . BÚSSOLA . CACHUPA PSICADÉLICA . COELHO RADIOACTIVO . D’ALVA . d3ö . DALLA MARTA . EVOLS . FAZENDA . FIRST BREATH AFTER COMA . FLÁVIO TORRES . GOLDEN SLUMBERS . HOMEM EM CATARSE . JOÃO E A SOMBRA . KEEP RAZORS SHARP . LES CRAZY COCONUTS . MANCINES . MARAFONA . MILA DORES . MOONSHINERS . MPLUS . PEDRO ESTEVES . PEIXE:AVIÃO . SURMA . TNT . UM CORPO ESTRANHO

2013-2011

AVA INFERI . CAPICUA . CINEMUERTE . CORSAGE . COSIE CHERIE .DEAR TELEPHONE . ERMO . FAST EDDIE NELSON . GODVLAD . LA CHANSON NOIRE . LAIA .LOUSY GURU . LUÍS FOLGADO E OS DESAVINDOS . NEW KIND OF MAMBO . NICE WEATHER FOR DUCKS . NORTON . O MARTIM . ONE MAN HAND . PE7ERPANIC . RUZE SOLDADO ZERU . SALTO . SOMEWHERE IN BETWEEN (A JIGSAW + BIRDS ARE INDIE) . STEREOBOY . SWINGING RABBITS . TALES FOR THE UNSPOKEN . THE ASTROBOY . THE BALLARD POND . THE BLACK TURBO . THE CARPETS. THE FISHTAILS . THEE CHARGERS . TÓ TRIPS . VITORINO VOADOR

2010-2008

ANAQUIM . AS 3 MARIAS . B FACHADA . BIZARRA LOCOMOTIVA . DAILY MISCONCEPTIONS . DEAD COMBO . DEALEMA . DJ RIDE . ELECTRIC WILLOW . FITACOLA . GAZUA . INTERM.ISSION . MILLION DOLLAR LIPS . NERVE . PAUS . SAMUEL ÚRIA . THE ALPHABETS . THE AMAZING FLYING PONY . THE GUYS FROM THE CARAVAN . YOU CAN’T WIN, CHARLIE BROWN

2007-2005

A NAIFA . BORN A LION . D3o . DANCE DAMAGE . DEFYING CONTROL. [F.E.V.E.R.] . HIENA . LINDA MARTINI . OCP . OLD JERUSALEM . PHOEBUS .SECRECY . TATSUMAKI . THE OTHER SIDE . THE ULTIMATE ARCHITECTS . THE UNPLAYABLE SOFA GUITAR . THE VICIOUS FIVE . THE WAGE . U-CLIC

2004-2002

A JIGSAW . ABSTRAKT CIRCLE . BILDMEISTER . BUNNYRANCH . BYPASS . CHULLAGE . FADOMORSE . GOMO . HAND PUPPETS . LOTO . NUNO,NICO . OVO .POLAROID . SAM THE KID . TV RURAL . TWILIGHT GARDEN

2001 - 1999

ALIEN PICNIC . AMERICAN ARE DANGEROUS . BODHI . BIGO . CARBON H . CAVE CANEM . CHOP SOY . COLLENS COLLEGE . FAT FREDDY . FULL DAMAGE . HAND PUPPETS . HORNET . HOUDINI BLUES . HUCKLEBERRY FINN . JAGUAR . JOANE E O AMENDOIM SALTITANTE . KUBIK . MADAME GODARD . MORTUARY . OVERBLISS . PLASTICINE. SQUEEZE THEEZE PLEEZE . TÉDIO BOYS . TU METES NOJO . ÜBBER MANNIKINS . UNDERBELLY

conversas

AFONSO BASTOS . ANDRÉ TENTUGAL . ANTÓNIO FERREIRA . ANTÓNIO MANUEL ALMEIDA . ANTÓNIO MANUEL RIBEIRO . ANTÓNIO OLAIO . EDUARDO MORAIS . HUGO FERREIRA . JOANA FONSECA . JOÃO PEDRO COIMBRA .JORGE COELHO . LARA FIGUEIREDO . LUÍS ANTERO . LUÍS PEDRO MADEIRA . LUÍS SILVA DO Ó . MIRO VAZ . NUNO CALADO . PAULO FURTADO . PEDRO MEDEIROS . PEDRO VINDEIRINHO . RITA MOREIRA . RODRIGO AREIAS . RUI DINIS . RUI EDUARDO PAES . RUI M LEAL . TIAGO PEREIRA . VASCO MENDES . VERA MARMELO

domingo, 26 de março de 2017

FESTIVAL SANTOS DA CASA - 1.ª SEMANA














Basorexia Army
25 de março – 19h00
Corredor RUC
Entrada Livre
Transmissão radiofónica

Os Basorexia Army são um dueto aveirense que junta arranjos originais de música eletrónica com uma voz naturalmente pop. 

Com origens na música rock, Hugo e Afonso guardam das experiências de banda o gosto pelas canções com uma forte componente rítmica, que faz dançar os públicos mais novos, bem como os nascidos antes dos anos 80.

O novo disco conta a história do tormento interno natural ao género humano, entre o bem e mal, entre o extravagante e o sério. Os 6 temas propostos cumprem a promessa de levar o ouvinte nesta sua natureza. Entre sons irónicos e tensos, entre sexualidade e sensualidade, a coerência dos temas é desenvolvida também com peças de vídeos que ilustram a tensão existencial do teatro das nossas vidas. 

Nas performances ao vivo, o Hugo, com as suas máquinas e teclados assegura o manto perfeito para que a voz do Fonsini, que entre canções narradas ou cantadas em inglês, assuma o papel de personagem psycho pop.

 https://www.facebook.com/basorexiaarmy/?fref=ts
















Sofar Sounds #4
26 de março
Local surpresa – 16h30
Bandas – (são 3 a descobrir)
Preço – O que quiser dar


Inscrições para assistir
 https://www.sofarsounds.com/cities/HYPERLINK "https://www.sofarsounds.com/cities/coimbra/events/10790"coimbra/events/10790

O que é o SOFAR?

SOFAR significa Songs From A Room e como o próprio nome indica, traz o melhor da música emergente a espaços intimistas num formato de concerto secreto:

O local é revelado na véspera do evento e os artistas são conhecidos apenas no início do concerto.

O projecto Sofar Sounds é uma comunidade Global, com presença em mais de 300 cidades no mundo, sendo que em Portugal Coimbra é a 3ª cidade a arrancar com sessões depois de Lisboa (2014) e do Porto (2015).

Das primeiras duas edições, trazemos memórias de eventos de sucesso, com aproximadamente mais de 140 espectadores, escolhidos de uma lista de cerca de 500 inscritos, com 6 bandas locais e nacionais (Mr. Gallini, M.A.F., a Jigsaw, Analog Art Man, Haka e The Walks), tudo isto suportado por uma equipa de 16 jovens que, não sendo todos eles conimbricenses, se reúnem na promoção da cultura e da música em Coimbra.

quinta-feira, 23 de março de 2017

JAZZ NO S. LUIZ











The Michael Lauren All Stars
&
Joana Machado

Ao vivo na 15ª Festa do Jazz

São Luiz Teatro Municipal - Lisboa
8 e 9 de Abril


Dois dos projectos mais aclamados com álbuns lançados no último ano têm honras de destaque no maior evento de Jazz Nacional.

A Festa do Jazz do S. Luiz recebe este ano o incontornável septeto de excelência dirigido pelo baterista e professor norte-americano Michael Lauren, The Michael Lauren All Stars, e Joana Machado, uma das mais reconhecidas vozes do novo smooth Jazz nacional.

The Michael Lauren All Stars
Dia 9 de Abril - 23h
S. Luiz - Sala Luís Miguel Cintra

Joana Machado
Dia 8 de Abril - 17h30
S. Luiz - Sala Mário Viegas

O nome diz tudo: o icónico baterista e professor norte-americano Michael Lauren reuniu a fina nata dos músicos nacionais para com eles gravar ''Once Upon a Time in Portugal'', disco de estreia considerado como um dos melhores álbuns de jazz nacionais dos últimos anos. O septeto leva agora à sala principal do Teatro S.Luiz mais do que os sacia, ou seja, a música enquanto «paixão, inteligência, alegria, beleza, elegância, coesão, partilha, exploração, entusiasmo, honestidade, emotividade e dinâmica», como Lauren sublinhou em entrevista.

Em palco, estarão Carlos Barretto, no contrabaixo, Diogo Vida, no piano, Hugo Alves, no trompete, Jeffery Davis, no vibrafone, José Menezes, no saxofone, Nuno Ferreira na guitarra e, claro, Michael Lauren na bateria para uma sessão imperdível de hard swinging, jazz funky, "New York Style" Jazz.

Dia 9 de Abril - 23h
Sala Luís Miguel Cintra

JOANA MACHADO

Depois de, em Setembro do ano passado, ter apresentado ''Life Stories'', o seu mais recente álbum de originais, Joana Machado e a sua voz cristalina sobem agora ao palco da Sala Mário Viegas agora sob a promessa de um concerto muito especial: lado a lado com os seus habituais companheiros - Bruno Santos, na guitarra, Óscar Graça, nas teclas, Romeu Tristão, no baixo e Joel Silva na bateria - a cantora apresenta temas dos seus dois últimos álbuns e a estreia de duas novas canções.

Dia 8 de Abril - 17h30
Sala Mário Viegas

LUIZ CARACOL EM COIMBRA


URBANVIBSZ APRESENTAM VIDEOCLIP "REASONS

“Reasons” é o novo e primeiro single de Urbanvibsz, do ano de 2017. O grupo português, que nos tem presenteado com trabalhos quentes e firmes ligados a realidade mais crua do “reggae music”, apresenta agora, com um ritmo doce e uma melodia envolvente, o primeiro single do 2º álbum de originais “Good Morning Babylon. Este tema vem aguçar as espectativas sobre o que podemos esperar deste próximo.

Good Morning Babylon promete ser um álbum “out of the box”, englobando várias vertentes musicais convergentes num sentido roots que é característico ao grupo. Este trabalho foi produzido pela editora independente Spot Fyah Records e está disponível em formato físico e nas plataformas digitais a partir do mês de Abril.

Urbanvibsz é vibração reggae, “old school”, com sonoridades até aos tempos atuais. Uma das bandas de reggae nacional que manteve o seu ativo ao longo dos anos e são oriundos da cidade do Barreiro.

O nome "Urban" porque reflecte a vivência e experiência de vida dos autores, e "Vibsz" porque e´feeling com groove ritmo e swing, ora mais brilhantes, ora mais escuras, que lhes confere uma identidade particular.

 É um projeto que conta com um coletivo de músicos de reggae, apresentado pelo frontman e vocalista "Neyman".

 A banda portuguesa conta neste momento com 3 trabalhos apresentados. "Escuta" (2010), onde faz parte o único tema oficial cantado em língua lusa, que dá o nome ao EP. "Free EP" (2012) chegou com 8 temas originais e o mais recente trabalho "Blessings"(2016), com 12 temas originais.

O próximo álbum . Good Morning Babylon –, prevê-se que em entre Março e Abril de 2017 esteja também disponível.
 

APRESENTAÇÃO DO EP "SOMOS" DE MAURO AMARAL




















Mauro Amaral e lançou o seu primeiro EP de originais "Somos"  a 15 de Dezembro do ano passado em Faro, no espaço centenário do Club Farense e cuja Tour Nacional começou dia 18 Janeiro no mítico Bleza em Lisboa, já foi entretanto apresentado nas FNACS do Algarve, onde se encontra disponível para compra, e em vários outros locais da região. Em Maio sai o album completo.

Próximas datas:
25 Março, 23h - Mak - Faro
31 de Março, 23h - Panóplias (antigo Catacumbas) Bairro Alto - Lisboa
1 Abril, 17h - FNAC do Centro Comercial Vasco da Gama - Lisboa
8 Abril, 22h - Associação dos Músicos - Faro
15 Abril, 22h - Popular Alvalade - Lisboa

Ficha Técnica
Mauro Amaral - Guitarra e voz

"Somos" é música do mundo, neste caso um Mundo que começa em Faro, mas que não desenha fronteiras, um Mundo que pretende abertura e descoberta. Este novo ciclo será um momento único na vida do músico, uma viagem ao seu universo interior, numa partilha de visões transformadas em abraço musical.

Edição de autor, gravado, produzido e editado, na Mentecapta Produções Audiovisuais por Francisco Aragão e masterizado por Vasco Gonçalves Ribeiro, da Fungo Azul. Tiragem limitada de 1000 cópias.

Mauro Amaral
Nascido em 1976 em Lisboa, mas de origens luso-angolanas, Mauro Amaral, tocou e cantou em vários projectos de diversos estilos, desde o Hardcore, ao Étnico ou World, do Reggae/Jazz, ao Novo Folk. Lançou em Dezembro, o primeiro E.P. de músicas originais "Somos", com cinco temas da sua autoria. Em Maio de 2017 lançará o primeiro album a solo.

EP "Somos" Completo
Spotify
https://play.spotify.com/album/5d0HeoPiBIGP2ptslSm6Gj
Bandcamp
https://mauroamaral.bandcamp.com/album/somos-ep
Canal Youtube
https://www.youtube.com/channel/UC8IXeMei7PRqcij_wWBDm4g
Facebook
https://www.facebook.com/1MauroAmaral

VIRGEM SUTA AO VIVO









VIRGEM SUTA
31.03.17 | CCB, Lisboa
13.04.17 | CASA DA MÚSICA, Porto

A história dos Virgem Suta não é a história normal das bandas de hoje em dia. Não foram descobertos através do Myspace, não fizeram uso das autoestradas da informação para conquistar os milhares de fãs com que poderíamos abrilhantar esta nota. Perderam a conta às vezes que fizeram o País de Sul a Norte e de Norte a Sul. Em plena digressão a banda leva agora o seu novo espectáculo no próximo dia 31 de Março ao CCB, Lisboa, e no dia 13 de Abril à Casa da Múscia, Porto. Em palco apresentam o seu novo formato, juntando as canções que integram os seus primeiros três discos. Em destaque vão estar alguns dos temas de "Limbo", o mais recente disco da banda.

Os Virgem Suta são Nuno Figueiredo e Jorge Benvinda, juntando-se em palco os músicos Bruno Vasconcelos e Hélder Morais.

Uma grande festa, a não perder!

Bilhetes já à venda:
Bilheteira CCB - https://ticketline.sapo.pt/evento/virgem-suta-16679Bilheteira Casa da Música - http://www.casadamusica.com/pt/agenda/2017/04/13-abril-2017-virgem-suta/?sId=69717&lang=pt#tab=0

THE HAPPY MESS COM NOVO SINGLE




















The Happy Mess estão de regresso com um novo single: "Love is a Strange Thing".

Com data de lançamento definida para 24 de março, o tema é o primeiro avanço para o terceiro álbum de originais da banda que mantém as referências ao universo Indie/Pop que tem cativado público nacional e internacional.

“Love is a Strange Thing” é uma viagem às particularidades do amor. Aos pequenos e colossais detalhes que nos inquietam, que nos tornam eufóricos e felizes, por vezes irremediavelmente incoerentes e irracionais.

O novo single é apresentado ao vivo, em estreia absoluta, no concerto de dia 7 de abril no Musicbox em Lisboa que marca o regresso da banda aos palcos lisboetas e a um espaço que lhes é tão familiar.

O grupo é composto por Miguel Ribeiro (voz e guitarra), Joana Duarte (voz e sintetizadores), João Pascoal (baixo) & Hugo Azevedo (bateria), Zé Vieira (guitarra) e Afonso Carvalho (teclados). Recentemente integraram a comitiva WHY Portugal na maior representação portuguesa no Eurosonic Noordeslag onde tiveram a oportunidade de mostrar a sua música a público e profissionais de todo o mundo.

Mais informações:
Musicbox | 7 abril
22H30 | 6€
Link: http://bit.ly/2nV5Ofz

PUNK NO PORTO

VICENTE PALMA LANÇA VERSÃO DOS THE DOORS

"The Crystal Ship" dos The Doors tem sido um tema recorrente nos concertos de Vicente Palma, que agora decidiu lançar em vídeo a sua versão da interpretação. "A minha nova versão é a "The Crystal Ship", dos Doors. Há já uns anos que faz parte dos meus alinhamentos, mas ainda não a tinha gravado. O original mantém-se uma das coisas mais bonitas que já ouvi. Já em miúdo, graças aos meus pais, tinha uns discos dos Doors, ao som dos quais fazia os meus TPCs e ia tentando perceber quem era a Lost Girl e o que será que o James queria dizer com 'I'm sure that you know what to do'...
Fazem parte do meu interior e sou mais feliz por eles terem existido.", afirma Vicente.

O som foi gravado, misturado e masterizado por Joaquim Monte, nos estúdios Namouche, e o vídeo captado e realizado por Rui Berton.

Vicente Palma apresenta-se ao vivo com os Tais Quais

Com CD+DVD do registo ao vivo no Teatro Tivoli com data de lançamento marcada para 24 de Março, os Tais Quais apresentar-se-ão agora nos próximos dias 1, 2 e 3 de Abril no Convento São Francisco, em Coimbra, na Casa da Música, no Porto, e no Pax Júlia, em Beja, respectivamente.

Vicente Palma assume o piano, no conjunto que é integrado por Celina da Piedade, João Gil, Jorge Serafim, Paulo Ribeiro, Sebastião Santos, Tim e Vitorino.

Para além destas datas, ainda durante o mês de Abril, Vicente acompanhará Jorge Palma nos dias 7 em Albufeira, 22 em Moura e 29 em Viana do Castelo.
 

NOVO ÁLBUM POLÉMICO DE TSUNAMIZ









Saiu esta segunda-feira, dia 20 de março, o segundo álbum de originais de Tsunamiz, um dos artistas portugueses mais originais e promissores da atualidade.

Com o polémico título “Whoreporate Censorshit”, o sucessor de Evil Live lançado em 2015, encontra-se disponível em todas as lojas digitais a nível mundial.

O álbum consiste de doze temas que variam entre o indie rock, o synth-punk e o electroclash. As guitarras punk agressivas e os beats de electro são preenchidos por uma voz melódica e bela mas também capaz de gritar de desespero e raiva.

Segundo Tsunamiz, o novo álbum “é variadíssimas coisas ao mesmo tempo e por vezes coisas que parecem contraditórias. É punk e dançável, é rock e electrónica, é digital e analógico, catchy e elaborado, triste e determinado, alegre e desolado. É um turbilhão de emoções sinceras e intensas.” Whoreporate Censorshit foi composto, tocado e produzido pelo próprio Tsunamiz, mantendo-se fiel à ética DIY (Do it Yourself) e conta com a participação de Priscilla Devesa (ex-Anarchicks, Press Play) num dos temas do álbum.

A apresentação do novo trabalho será feita dia 24 de março no espaço Vertigem pelas 23 horas, na Amora, terra natal do músico.

KUMPANIA ALGAZARRA EM TOUR




















Os Kumpania Algazarra continuam em tour e em 2017 a banda têm já agendados concertos em 5 países. Reconhecidos pela animação dos seus espectáculos, seja em palco ou nas ruas, os Kumpania Algazarra continuam a apresentar o seu último disco "Acoustic Express" enquanto preparam um novo single a editar muito em breve.

A próxima paragem será no Festival do Contrabando em Alcoutim, dia 25 de Março. Em Maio a banda volta aos palcos internacionais onde estará presente a 6 de Maio no IGA Berlim e a 21 de Maio no Kokopelli Fest, em Gullegem, na Bélgica. Em 2017 a banda tem já espectáculos agendados em Portugal, Espanha, Alemanha, Bélgica e Itália sempre com a garantia da boa disposição a que os Kumpania Algazarra nos habituaram.

Tour 2017:
6 Janeiro | Evento Privado
14 Janeiro | Evento Privado
22 Janeiro | A Rua é Sua | Lisboa (PT)
24 Fevereiro | Carnaval de Ovar (PT)
25 Março | Festival do Contrabando | Alcoutim (PT)
30 Março | Evento Privado
6 Maio | IGA | Berlin (DE)
21 Maio | Kokopelli Festival | Gullegem | (BE)
10 Junho | A anunciar (ES)
7 Julho | A anunciar (PT)
25 Julho | A anunciar (PT)
Julho | Festival Íboga Summer Fest | Valência (ES)
Julho | Festival Folk Celta | Ponte da Barca (PT)
30 Julho | Feira de Enchidos, Queijo e Mel | Vila de Rei (PT)
19 Agosto | A anunciar (IT)

MÁRCIA ANUNCIA TEMA NOVO




















“Tempo de Aventura”, disponível nas rádios esta semana, é editado a 7 de Abril

Estava prometido. Antes do concerto no Teatro Tivoli a 20 de Abril, Márcia daria a conhecer uma música nova. Pois bem, as promessas são para cumprir: “Tempo de Aventura”, o novo single de Márcia – primeira amostra do álbum previsto para o fim do ano – estará disponível nas rádios esta semana e nas plataformas digitais a 7 de Abril. Até à data de edição será ainda disponibilizado o videoclip do novo single, realizado por Joana Linda.

O concerto do próximo dia 20 de Abril no Teatro Tivoli BBVA, em que conta com a participação de Tiago Bettencourt como convidado especial, marca o regresso de Márcia aos palcos e será, simultaneamente, um início de despedida do seu terceiro e último álbum de originais “Quarto Crescente” (editado a 15 de Junho de 2015) e, como Márcia refere no texto abaixo, um vislumbre dum novo disco, com a apresentação do novo single.


"Tenho muita vontade de dar um concerto meu. Em Abril fará quase um ano que toquei em concerto com os "meus rapazes". Por causa da gravidez tive de cancelar concertos e esperar por uma altura em que pudesse voltar, em forma.
Agora o momento chegou. Foi esta vontade que me fez decidir marcar este concerto numa sala emblemática da minha cidade, para começar a despedir-me do meu ‘Quarto Crescente’ na companhia do meu público, e começar a vislumbrar um novo disco.
Vamos fazer uma celebração bonita, entre discos e entre amigos.” (Márcia)

JORGE FERNANDO CELEBRA 40 ANOS DE CARREIRA












" Há gente que fica na história da história da gente " É o que sucede com os meus convidados , com os quais comemorarei 40 anos de canções . Quando me cruzei com cada um deles sempre algo de novo aconteceu . É a minha história e eles estão nela por inteiro naquilo a que eu chamo família musical. Em boa hora, Luís Montez me propôs esta partilha de 40 anos de música, onde poderei dizer a todos os presentes que esses 40 anos não são meus, são de todos os que me têm acompanhado e a quem eu poderei agradecer dia 4 maio no MEO Arena."

Jorge Fernando

MEO ARENA | 4 maio, 21h30
Concerto por um Novo Futuro
“Uma homenagem às Canções de Jorge Fernando”

Com Jorge Fernando e convidados:
Ana Moura, Agir, Camané, Expensive Soul, Fábia Rebordão, José Gonçalez, Sam The Kid, Virgul + Dino D’Santiago

Os bilhetes já estão à venda na Blueticket e locais habituais e variam entre os 15€ e os 40€.

ALA DOS NAMORADOS COM NOVO DISCO A 14 DE ABRIL





















O cancioneiro da pop portuguesa de meados do século XX foi a base para a gravação do novo disco da Ala dos Namorados – “VINTAGE”.

“Olhos Castanhos”, “Noites da Madeira”, “Ele e Ela”, “Cartas de Amor” ou o “Fadinho da Tia Maria Benta”, são alguns dos temas que fazem parte do imaginário colectivo dos portugueses e que a Ala dos Namorados se propôs trazer para o seu universo musical.

Nas palavras da banda, “a ideia vem de trás, porque a Ala sempre se identificou com a essência musical e estética destas canções e sonoridades. O momento chegou agora e estamos muito satisfeitos com o resultado. Esperamos conseguir passar isso mesmo para as pessoas.”

Para além das versões de standards da música portuguesa, o novo disco da Ala dos Namorados inclui quatro temas originais dentro desta harmonia vintage que será, também, parte integrante dos espectáculos ao vivo.

“Noites da Madeira” é o single de apresentação do novo disco, uma recriação do tema imortalizado por Max editado em 1949, que já se ouve na rádio.

A voz e interpretação inconfundíveis de Nuno Guerreiro, juntam-se às composições e arranjos de Manuel Paulo que fazem da Ala dos Namorados um exemplo de longevidade da música em Portugal.

WE BUFFALLO - "CHILD"

CAPICUA E OS 25 ANOS DO SANTOS DA CASA




















O Santos da Casa, programa de música portuguesa da Rádio Universidade de Coimbra, que vai para o ar todos os dias entre as 19 e as 20h, em 107.9 ou www.ruc.fm, festeja em 2017 as suas bodas de prata. Tal como Amália Rodrigues também nós não sabemos qual o dia do nosso nascimento. Porque a RUC faz anos a 1 de março, a dupla que “aguenta” os Santos da Casa (Fausto da Silva e Nuno Ávila), convencionou ser esse o dia do nascimento do programa.

Para assinalar tão garbosa data os dois santos convidaram alguns amigos, que com o seu talento e veia artística têm nos últimos anos dado um contributo gigante à música portuguesa, para escreverem umas singelas linhas, relatando a sua relação com o programa da RUC. E como quase todos eles são mais santos que os santos, a acompanhar enviaram imagens santificadas. Durante os próximos tempos vamos andar babados.

Hoje as palavras de uma mulher da palavra. Chama-se Ana Matos Fernandes, mas é conhecida no mundo do hip hop com Capicua.
 
"Muito obrigada ao Santos da Casa (que é como quem diz ao Nuno e ao Fausto) por tudo o que têm feito pela divulgação da música portuguesa e por terem apoiado sempre minha música!"
Capicua

PS: Foto de Miguel Refresco

quarta-feira, 22 de março de 2017

PROGRAMA DE 22/03/17

1 - Bruno Pernadas - Love vs love
2 - Stone Dead - Moonchild
3 - Mata-Ratos - Nação ficção
4 - Basorexia Army - Wake up call
5 - X-Wife - Long distance
6 - Mirror People - Crime scene
7 - David Fonseca - Heroes com Rita Redshoes
entrevista David Fonseca (Bowie70)
8 - David Fonseca - Absolute beginners com Tiago Bettencourt
9 - We Bless This Mess - Darling

NA CASA INDEPENDENTE








Quinta - 23 de Março
22h30 - Ricardo Dias Gomes ft. Star Rover(concerto)

Recebemos dia 23 deste mês, o encontro entre o compositor e multi-instrumentista brasileiro, Ricardo Dias Gomes – parte integrante das bandas Do Amor e Cê (banda de Caetano Veloso) e do duo de Brooklyn, Star Rover – do guitarrista Will Graefe e do baterista Jeremy Gustin.

 Vêm do outro lado do atlântico e por estes dias estão em Lisboa a preparar um álbum no estúdio do conterrâneo de Ricardo, Marcelo Camelo.

Star Rover são um misto de Deerhoof meets John Fahey, e apelidados pela Time Out New York como “punk pastoral”. Passaram pelo nosso palco em 2015, concerto em que traziam na bagagem o disco “Western Winds Bitter Christians” com selo da FYO Records.

 Ricardo Dias Gomes lançou em 2015 o maravilhoso “-11”, álbum repleto de temas etéreos e intimistas, composto de sintetizadores vibrantes, drones quentes e elementos sónicos à guitarra.

Em palco na Casa Independente vão apresentar o resultado da feliz reunião por aqui, desses dias de ensaios e partilhas musicais.
Um concerto com certeza cheio de surpresas e uma viagem profunda à osmose musical de Ricardo Dias Gomes com os Star Rover.

Vai ser uma beleza!

Domingo - 26 de Março
15h - Espanta Bjon convida Fogo Fogo + Boy Gé Mendes + Bilan (concerto) Mãe Dela + Irmãos Makossa (dj set)

Espanta Bjon todos os mês aqui em Casa com matinés onde se dança (muito) e partilha os ritmos quentes do funana.

Fogo Fogo a banda que se formou por aqui e tem crescido para lá de portas começou com um reportório de êxitos popular da música crioula, entre outros, e tem levado por diante com a composição de malhas novas a juntar à herança musical dos PALOP.
Para ajudar à festa os convidados em palco são os músicos cabo-verdianos Boy Gé Mendes(fundador da mítica banda Cabo Verde Show) e BILAN, podem esperar muita coladera, morna e funana, claro está!

Este mês um novo nome a juntar aos djs de serviço, os ritmos africanos dos Irmãos Makossa tocam noite fora. A aquecer a tarde logo às 15h Mãe Dela com aquele dj set bem gostoso.
Sem o a presença da Tia Ete o dia não ficava completo, assim sendo vem ajudar à festa com aquela cachupa rica, pastel de peixe e um doce de chorar por mais, todo um pitéu para puxar ainda mais à dança.

Espíritos bons tem animado o Salão Tigre e resto da Casa com a melhor selecção de música do passado e presente, e, já se sabe que as matinés Espanta Bjon são para bailar, aquecer a alma e libertar o corpo sem medos.

Venham dançar e dar as boas vindas à Primavera.

OUTONALIDADES REVELA GRUPOS PRÉ-SELECIONADOS














A Bolsa de Grupos pré-selecionados para o OuTonalidades 2017 fechou com 112 nomes (66 portugueses e 46 estrangeiros). Decorre agora o período de adesão de Espaços de música ao vivo que pretendam acolher os concertos da 21ª edição do circuito, que decorrerá de setembro a dezembro de 2017.

Dos 112 grupos pré-selecionados para a 21ª edição do “OuTonalidades – circuito português de música ao vivo” constam nomes nacionais como Ace, Bicho do Mato, Birds Are Indie, Captain Boy, Cassete Pirata, CRU, Diogo Picão, Emmy Curl, Fado Violado, First Breath After Coma, Francis Dale, Gobi Bear, Golden Slumbers, Holy Nothing, Joana Barra Vaz, Lavoisier, Les Saint Armand, Marco Oliveira, Moonshiners, Old Jerusalem, Os Velhos, Paraguaii, Pedro e os Lobos, Pedro Mestre, Peixe, Sopa de Pedra, Surma, The Black Zebra e TochaPestana.

Esta edição regista um record de grupos internacionais, com 46 projetos de diversas origens, todos à disposição dos Espaços culturais de todo o país. De Espanha – o maior contingente – figuram Aló Django, Odaiko & Vanesa Muela, Cantos de Cego da Galiza e Portugal, Talabarte e Leília (todos da Galiza), Oques Grasses, Joana Serrat, Roba Estesa e Jordi Molina (da Catalunha) e ainda Núria Graham, Los Vecinos del Callejón e Tommy Caggiani Therion Project. Da listagem internacional fazem também parte nomes como Julieta Brandão, Filhos de Dona Maria e Valdir Verona (Brasil), Les Bons Voisins Normands Pur Jus e Spontus (França), Steel Sheep (Holanda), Orchestrina Adriatica e Vesevo (Itália), Vala Wind (Marrocos) e Louisa Lyne & di Yiddishe Kapelye (Suécia).

Em 2017, continua a ser reforçada a estratégia de colaboração com outros circuitos e festivais, permitindo o intercâmbio de grupos entre Portugal e o estrangeiro, através de alianças já estabelecidas, como a AGADIC (Galiza), Fira Mediterrània de Manresa, Mercat de Música de Vic e AIEnruta (Espanha), e ainda o Circuito Dandô e a Pinho Brasil (Brasil). Assim, por cada grupo estrangeiro acolhido em Portugal, há um grupo português que irá pisar palcos além fronteiras, como já tem acontecido.

De uma enorme variedade de estilos musicais, os grupos inscritos foram avaliados por mais de duas dezenas de Conselheiros, conhecedores do panorama musical, num processo que resultou na seleção restrita de 112 grupos. O leque de conselheiros ativos deste ano inclui nomes como Carlos Ferreira (CBFwebRADIO), Fausto da Silva (RUC), João Nuno Silva (A Certeza da Música), Luís Rei (Crónicas da Terra), Mário Vieira (Blitz), Rui Tukayana (TSF), Alex Gaspar (Melopeia), Alexandra Ferreira (X Productions), João Paulo Granada (Martelo Pneumático), Rui Correia (Biruta Records), Sílvia Sardeira (Criasons), Alex Duarte, Alexandre Camões, Carlos Guerreiro, Eduardo Jordão, Paulo Pereira, João Pratas, Vasco Ribeiro Casais, André Cardoso, José Barradas, David Cruz, Nelson Ferrão e Ivo Prata.

Agora é a vez dos Espaços de música ao vivo (cafés-concerto, bares de teatros, espaços culturais/associativos e pequenos auditórios) selecionarem os grupos que pretendem acolher, através da plataforma online, em http://www.dorfeu.pt/outonalidades/. De setembro a dezembro de 2017, adivinha-se a chegada do melhor da música ao vivo, com a 21ª edição do OuTonalidades.

FILHO ÚNICO APRESENTA




















Os GAM / Colectivo Vandalismo estreiam-se nesta noite ao vivo na capital. Pedro Abrantes e Valdemar Pereira lançaram no final do ano passado a nortada carismática “Untitled” na Eye For An Eye Recordings, selo do produtor e DJ, Lake Haze. Música minimal, agressivamente fresca e subtil, num equilíbrio aprimorado entre o cru e a sofisticação nos processos e resultados claramente vencedor. Evocativa das Waves europeias mais escuras e frias dos anos 80, transcende o fetiche fácil de compilação underground em cassete da época - até na tuga a “Coma” já no início da década de 90 deu fogo à peça - justapondo códices tecnados desde então tornados música.

 Contem também com o regresso de Pedro Sousa e Gabriel Ferrandini à nossa residência no Lounge após aquele furacão em Outubro de 2010 que a tantos abanou. Entretanto rebaptizados Peter Gabriel Duo, é público e sobejamente conhecido o seu caminho sustentado, valoroso e inspirador que têm trilhado a partir da nossa cidade, e, por força inerente das suas convicções, talento e persistência, a favor de Lisboa.

 Trem final por Dj Bubas, do Pendão, Queluz, com o seu estilo de batida pós-CDM pesado e directo que convenceu das vezes que tocou na Noite Príncipe.

GAM / Coletivo Vandalismo “Untitled” (2016, Eye For An Eye) https://eyeforaneyerecordings.bandcamp.com/album/untitled-2

Peter Gabriel Duo ao vivo no Porto https://youtu.be/MQaSvf2iAos

Dj Bubas “Mix Balanço Fresco 2017" https://soundcloud.com/bubas-produtor/bubas-producoes-mix-balanco-fresco-2017

Filho Único Apresenta no Lounge
GAM / Coletivo Vandalismo + Peter Gabriel Duo + Dj Bubas
Local: Lounge
Data: 22 de Março
Horário: 22h30
Entrada: LIVRE

UNIÃO DAS TRIBOS EM SETÚBAL









Do próximo dia 28 de Março a União das Tribos apresenta-se ao vivo em Setúbal nas comemorações do Dia Mundial da Juventude. O concerto terá lugar o Fórum Municipal Luísa Todi, com início marcado para as 21h30. Neste espectáculo a banda conta com as participações especiais de Mafalda Arnauth, António Manuel Ribeiro e Miguel Angelo.

SAMUEL SILVA E OS 25 ANOS DO SANTOS DA CASA




















O Santos da Casa, programa de música portuguesa da Rádio Universidade de Coimbra, que vai para o ar todos os dias entre as 19 e as 20h, em 107.9 ou www.ruc.fm, festeja em 2017 as suas bodas de prata. Tal como Amália Rodrigues também nós não sabemos qual o dia do nosso nascimento. Porque a RUC faz anos a 1 de março, a dupla que “aguenta” os Santos da Casa (Fausto da Silva e Nuno Ávila), convencionou ser esse o dia do nascimento do programa.

Para assinalar tão garbosa data os dois santos convidaram alguns amigos, que com o seu talento e veia artística têm nos últimos anos dado um contributo gigante à música portuguesa, para escreverem umas singelas linhas, relatando a sua relação com o programa da RUC. E como quase todos eles são mais santos que os santos, a acompanhar enviaram imagens santificadas. Durante os próximos tempos vamos andar babados

Hoje, um guitarrista de nome Samuel Silva nascido em Viseu. Filho adoptivo de Coimbra. Universitário durante 5 anos e, desde aí, pseudo-baterista nos Los Saguaros e guitarrista nos Sonic Reverends, The Jack Shits e The Twist Connection. Entrevistado um boa meia-dúzia de vezes, espera alcançar as duas dezenas e meia de conversas no Santos da Casa nos próximos anos.

"Viver numa cidade com uma rádio universitária é um privilégio. Para mim, que não tenho qualquer interesse pela maioria das escolhas musicais que compõem as playlists das rádios nacionais, é nos programas de autor que ainda consigo encontrar algum do encanto da rádio. E esses não faltam na nossa rádio universitária! Sim, é verdade que a internet veio democratizar o acesso à informação e que a descoberta de uma banda que nos “encha os ouvidos” está agora à distância de uma mera meia-dúzia de cliques, mas ter alguém com marcado bom gosto e atenção detalhada ao que, com talento e qualidade, se vai fazendo por aí e que, a partir daí, nos aponte diferentes direções e nos ajude a filtrar a numerosa oferta que nos rodeia pode ser essencial. E o Santos da Casa cumpre na perfeição esse papel: gente generosa e honesta, com paixão pela rádio e pela música portuguesa, que nos vai apresentando o que de melhor se vai fazendo neste nosso retângulo à beira mar plantado. E já andam há 25 anos nisto: é obra! Dito isto, há que o dizer sem medo: Senhores Fausto da Silva e Nuno Ávila, sois – é um facto - os maiores!

PS: E já vos disse que foram estes os primeiros senhores a apostar na música que fui fazendo ao longo destes anos, dando a conhecer o meu trabalho a ouvidos incautos e certamente impreparados? Só por isso o Santos da Casa merecia uma estátua!!"

Samuel Silva (The Jack Shits e The Twist Connection)

terça-feira, 21 de março de 2017

PROGRAMA DE 21/03/17

1 - Júlio Resende e Júlio Machado Vaz - Hospital
2 - CRU - Espaço
3 - Os Aurora - Tempo perfeito
4 - Ganso - Quando a maldita
5 - Capitão Fausto - Morro na praia
6 - Né Ladeiras - Noites de assuão
7 - Dulce Pontes - Cantiga da roda
8 - Mirror People - Crime scene
9 - X-Wife - Stay in
10 - Galo Cant'Às Duas - Marcha dos que voam
entrevista Gonçalo Alegre (Galo Cant'Às Duas)
11 - Galo Cant'Às Duas - Partícula

BONS SONS ANUNCIA CARTAZ

O BONS SONS está de volta de 11 a 14 de Agosto, com a música de produção nacional a tomar conta da Aldeia. Vão ser quatro dias com mais de 40 actuações divididas por oito palcos, dedicados a programas distintos, com feira de artesãos, exposições de arte, espaço para crianças, comida tradicional e outras actividades que animam as ruas, praças e largos de Cem Soldos.

Este ano, voltamos a viver a Aldeia com um cartaz amplo, do fado ao indie-rock, do acústico ao electrónico, do rural ao urbano, das influências tradicionais às contemporâneas, entre artistas emergentes e consagrados.


O CARTAZ ESPELHA A DIVERSIDADE DA MÚSICA PORTUGUESA
Rodrigo Leão apresenta um novo concerto em nome próprio, onde reencontra a sua veia mais pop, enérgica e leve, com o regresso da “trindade básica” de guitarra, bateria e baixo, acompanhada pela voz de Ana Vieira, que gravou e tocou com o músico entre 2004 e 201.

Os Orelha Negra actuam, pela primeira vez, no BONS SONS, depois de um ano cheio de actuações quentes e esgotadas com temas que irão integrar o próximo álbum.

Passados 25 anos sobre a edição de “Mutantes S21”, os Mão Morta apresentam um concerto de celebração desse álbum, incluindo ainda três temas nunca tocados ao vivo e outros seis seleccionados pela banda, tendo por base letras que remetem para ambientes urbanos, relatando histórias de cidades.

Com três álbuns editados e uma quantidade de seguidores cada vez maior, os Capitão Fausto trazem as canções orelhudas entre o rock e a pop, dando espaço, no registo mais recente, aos metais e aos instrumentos de sopro, a acompanhar as guitarras.

Samuel Úria vai cantar à Aldeia mensagens que darão prazer decifrar, com vários momentos aparentemente opostos, sussurros e complexidades que caracterizam o seu percurso até ao último disco, “Carga de Ombro”, editado em 2016.

Uma das grandes surpresas de 2017 será Paulo Bragança, ícone irreverente do fado que, depois de vários anos a viver na Irlanda, está de regresso à música e aos palcos portugueses, oferecendo ao público do BONS SONS, uma capacidade interpretativa notável.

Afirmando-se no panorama musical português através de duas guitarras, da voz, da quase “ousadia” de uma mão cheia de canções e das vezes sem conta que fizeram o país de Sul a Norte e de Norte a Sul, os Virgem Suta trazem o som contemporâneo e singular das raízes portuguesas.

De guitarra em punho, Frankie Chavez assume o conceito “one man band” e o resultado é um blues/folk composto por ambientes limpos e por outros mais crus e psicadélicos.

Personalidade incontornável da música portuguesa, Né Ladeiras rejeita todos os rótulos e partilha o seu talento apenas quando sente ter algo de novo a dizer. É de um desses longos silêncios que nascem o novo disco e o novo espectáculo que vem apresentar ao BONS SONS.

MEDEIROS/LUCAS junta Pedro Lucas e Carlos Medeiros na construção de uma topografia da música popular portuguesa, construindo paisagens emocionais em palco.

FAZEM AINDA PARTE DO CARTAZ DO BONS SONS 2017

Glockenwise, Throes+The Shine, Holy Nothing, The Poppers, Thunder & Co, Manuel Fúria, Señoritas, Octa Push, Whales, Filipe Sambado, Captain Boy, Marco Luz, Surma, LST, Joana Barra Vaz, Valter Lobo, Sonoscopia, Les Saint Armand, Sampladélicos, Ana Jezabel e António Torres, Lander&Jonas, Carlota Lagido, Band'olim, Lucía Vives + João Raposo, Moços da Vila, Sanct'Irene, Singular Lugar, Filipe Valentim, Moçoilas, Rodrigo Affreixo, Txiga, Celeste/Mariposa, Groove Alvation, Zé Nuno, Sam U, Beatdizorder e Inês Lamim.

BILHETES À VENDA NOS LOCAIS HABITUAIS
PASSE 4 DIAS: Março—Agosto 40€ / Agosto (recinto) 45€
BILHETE DIÁRIO: Março—Agosto 20€ / Agosto (recinto)22€

FOR ERICA




















FOR ERICA:
CONCERTO SOLIDÁRIO DE APOIO
À CANTAUTORA ERICA BUETTNER

Com:
Frankie Chavez & Selma Uamusse
Beautify Junkyards
Nice Weather For Ducks

25 MARÇO | 22H00 | MUSICBOX

Erica Buettner é uma cantautora norte-americana que escolheu Portugal para viver e trabalhar em 2010. Seis anos depois regressou à sua terra-natal com a promessa de voltar, muito em breve, ao nosso país para apresentar “Book of Waves”, o sucessor do aclamado disco de estreia “True Love and Water” apresentado em várias salas nacionais.

Os planos foram drasticamente alterados nos últimos meses com Erica obrigada a enfrentar uma batalha contra o cancro. Com apenas 32 anos, a jovem precisa da ajuda de todos para suportar o custo elevado dos tratamentos nos Estados Unidos. Nesse sentido, um grupo de músicos portugueses que, de uma forma ou outra, partilharam o palco ou o estúdio com a cantora e intérprete, decidiu organizar um concerto solidário para Erica.

No dia 25 de março, sábado, Frankie Chavez & Selma Uamusse, Beautify Junkyards e Nice Weather For Ducks partilham o palco do Musicbox a partir das 22H00, num concerto de solidariedade com a artista que, recentemente, foi diagnosticada com cancro.

O bilhete tem um custo único de 10€ e a receita da bilheteira reverte, na sua totalidade, para ajudar a cantautora a ultrapassar este momento inesperado e custear todos os tratamentos necessários.

Às primeiras 100 pessoas que chegarem ao Musicbox, com bilhete adquirido previamente ou na altura, serão oferecidos, aleatoriamente. discos de Frankie Chavez e Nice Weather For Ducks

4.º ANIVERSÁRIO DO SABOTAGE








O que desde 1999 foi uma das mais activas distribuidoras de discos independente em Portugal, é desde 2013 um club de Rock´n´Roll. José Maria Sousa e Ana Paula Flores, parceiros desta aventura, contornaram as dificuldades da queda do mercado discográfico com o realizar de um sonho, o da abertura dum clube de Rock´n´Roll, equipado com um excelente PA, onde artistas nacionais e internacionais pudessem ter as melhores condições para apresentar ao público os seus trabalhos.

Falar de Sabotage implica falar da Zounds, editora e promotora de eventos. Ambas as empresas dedicavam a sua actividade à música através da representação e distribuição de editoras nacionais e internacionais em Portugal. Da edição discográfica de artistas nacionais à produção de eventos, ao longo dos anos revelou grandes músicos e bandas ao público português como: The Black Angels, Eagles of Death Metal, Bon Iver, Swans, Michael Gira, Calexico, Explosions in the Sky, Dirtbombs, Devendra Banhart, Cocorosie, Mike Patton, Melvins, Sunn O))), Black Mountain, TV on Radio, Lula Pena, Glass Candy, Jonh Fahey, entre muitos outros. Representaram em Portugal editoras como a Soul Jazz Records, Young God Records, In The Red, Touch and Go, Sonic Youth Records, Secretly Canadian, Soundway, Strut, Ipecac, K Records, DFA Records, Suicide Squeze, Temporary Residence, Asthmatic Kitty, Takoma, Vengeance Records, Dischord, Italians do it Better, Light in the Attic, Ba Da Bing!, Durtro / Jnana, Badman, Web of Mimicry, ATP Recordings e uma série de outras editoras do universe independente.

Com o aparecimento da era digital e a consequente queda do mercado dos discos, o sonho do club de rock´n´Roll começou a ganhar forma e torna-se uma necessidade. A vontade de continuar a ser parte activa na divulgação de novos projectos evou à criação do Sabotage Rock’n’Roll Club, um clube que veio preencher uma lacuna em Lisboa, a da não existência dum espaço com uma programação semanal e regular de eventos, dedicado ao Rock’n’Roll e às suas mais variadas vertentes, no espírito dos míticos Rock Rendez-Vous e CGBG. Há até quem diga “Quando se quer ter uma experiência a la New York, vai-se ao Sabotage” – Vítor Rua.

Com uma direcção artística virada para as raízes e ramificações do Rock´n´Roll, a aposta tem passado por nomes emergentes não só do panorama musical nacional, mas também internacional, colocando o Sabotage em diversas rotas de digressões.

O clube oferece ao público a possibilidade de experienciar concertos num espaço intimista, onde se pode não só sentir o som, mas também as vibrações dos seus intervenientes de bandas já conceituadas do público lisboeta. De Mão Morta a Pop Dell´Arte, de Toy a …and Also the Trees e Motorama, de Legenday Tigerman a Parkinsons, de King Khan a Cosmic Dead, Dean Wareham, Kid Congo, Ringo Deathstarr, Messer Chups, TAU… são perto de 500 concertos em 4 anos.

A festa do 4ª aniversário será 4 dias de festa a começar com Capitão Fantasma, um regresso aos palcos, mas também ao Sabotage. Haverá ainda 3 das mais promissoras bandas nacionais, Memória de Peixe, Alek Rein e Cave Story, mas também a visita do lendário Tav Falco com os seus Panther Burns. Pioneiros da cena garage/psychobilly juntamente com os The Cramps, regressam a Portugal para um concerto único. Para terminar, mais um regresso, Repórter Estrábico voltam aos palcos para uma noite cheia de surpresas depois de um interregno de 10 anos pois o seu último concerto data de 2007. A abrir este concerto estarão os Sacapelástica, banda de Paulo Lopes que nos levarão numa viagem delirante. Após os espectáculos o DJ residente Nuno Rabino convida vários amigos da casa a passar discos e a convidar ao pézinho de dança, entre os ilustres estarão Mário Lopes (Público), Tiago Castro (SBSR Fm), Dr.Feelgood ou A Boy Named Sue!

PROGRAMA:
27 Abril: Capitão Fantasma + DJ Serotonin (Graveyard Thrills), Nuno Rabino (Sabotage)

28 Abril: Memória de Peixe, Alek Rein, Cave Story + DJ Mário Lopes (Público), António Manuel, Nuno Rabino (Sabotage).

29 Abril: Tav Falco Panther Burns + DJ A Boy Named Sue (Kaleidoscope/Chills & Fever), Johnny Chase, Nuno Rabino (Sabotage)

30 Abril: Repórter Estrábico, Sacapelástica + DJ Tiago Castro (SBSR fm), Dr.Feelgood (Sabotage/Zounds), Nuno Rabino (Sabotage)

*Todos os dias a porta abre-se às 22:00, começando os primeiros concertos às 22:30. Excepto o primeiro dia (27 de Abril) que encerra às 04:00, nos restantes dias, a casa fechará pelas 06:00.

Site Oficial
http://www.sabotage.pt/

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/SabotageRockClub
https://twitter.com/sabotagelisboa
https://www.instagram.com/sabotagerock/

OMNICHORD COM BOAS NOVAS












A canção “Nura Pakhang (Eu e Tu)” resulta de uma colaboração entre os Clã e a indiana Mangka e é o primeiro single dos novos volumes da saga “T(H)REE”

O tema, bilingue, tem como letristas Carlos Tê, Hélder Gonçalves, Manuela Azevedo e Mayanglambam Mangangsana, músico também natural de Manipur, o estado indiano a sudeste dos Himalaias onde foi gravada a primeira parte do vídeo. Há poucos dias o realizador indiano Romi Meitei gravou a segunda parte do vídeo com os Clã, na cidade do Porto .

Nas próximas semanas será possível ver o resultado do video. Por enquanto podemos escutar a colaboração entre os Clã e Mangka.

Ao todo são 74 projectos musicais em criações conjuntas entre Portugal e o oriente em três discos. Bahrein, Emiratos Árabes Unidos, Cazaquistão, Uzbequistão, Indía e Sri Lanka foram os destinos destes três volumes de T(h)ree.

A caixa que inclui os três discos é lançada a 28 de abril, conta com a coordenação de David Valentim, edição da Omnichord Records e produção parcialmente apoiada pela Fundação Oriente, com a totalidade das receitas a reverter para a instituição “Make a Wish Portugal.”

Alinhamento:
T(h)ree - A Musical Journey From Portugal to Asia

T(h)ree vol.4 - Portugal - Bahrain - United Arab Emirates
01. Caixa de Pandora (pt) + Hassan Haddad (bh) - A prayer not for him - intro & outro by Sturqen (pt)+ Malak Latif (bh)
02. Mola Dudle (pt) + Majaz (bh) - Airpoetry
03. Azevedo Silva (pt) + Geaorge Saliba (ae) - Raiva Serena
04. Pedro Magina (pt) + Mohammed Alhasan (bh) + Hind Dito (bh) - Sing
05. Duarte (pt) + Aalaat (bh) - Saudade
06. André Viamonte (pt) + Mohammed Haddad (bh) - Dreams Hostler
07. First Breath After Coma (pt) + Noush Like Sploosh (ae) - Broken Lines
08. Surma (pt) + WYWY (ae) - Alaala
09. Holy Nothing (pt) + Muhaisnah Four (ae) - Home
10. Coclea (pt) + Flamingods (uk/bh) - Idylic Living
11. Peixe (pt) + Sherine Tohamy (ae) - Encontro improvável
12. Caixa de Pandora (pt) + Amélia Muge (pt) + Hassan Haddad (bh) - Andaluziando


T(h)ree vol.5 - Portugal - Kazakhstan - Uzbekistan
01. Imploding Stars (pt) + Neo - Ethno Folk Group Arkaiym (kz) - Treeless prairie
02. Cave Story (pt) + Sharapat (kz) - Bas, Bayrlar, Alga!
03. Basset Hounds (pt) + Origami Wings (uz) - Perfect silence
04. Noz (pt) + Abdunazar Poyonov (uz) - As the eye to the brow
05. Oficina Salobra de Bruno Broa (pt) + Gulzoda (uz) - Azul
06. Loosers (pt) + Mohichehra (uz) - Condor
07. Albatre (pt) + Aldaspan (kz) - Men Edim
08. Maria Radich (pt) + O Quarto Fantasma (pt) + United Taklif Band (uz) - Okrasheno
09. Joana Gama (pt) + Luis Fernandes (pt) + Melissa Veras (pt) + Magic Of Nomads (kz) - Torga
10. Old Jerusalém (pt) + Agybay (kz) - Magna
11. Indignu (pt) + Oxus (uz) - Falak Eden


T(h)ree vol.6 - Portugal - India - Sri Lanka
01. Clã (pt) + Mangka (in) - Nura Pakhang (Eu e Tu)
02. Nice Weather For Ducks (pt) + Mihindu Ariyarante (lk) - Susumak Se
03. The Lazy Faithfull (pt) + Indus Creed (in) - Wide
04. Few Fingers (pt) + Circus Cult (lk) - From Beijing to Tokyo
05. Savanna (pt) + Kumail (in) - Break It / Fix it
06. Jibóia (pt) + Disco Puppet (in) - Bobadela Bangalore
07. Knock Knock (pt) + Your Chin (in) - How We Leave
08. Birds Are Indie (pt) + Taba Chake (in) - Kids in the playground
09. Pista (pt) + Tritha Electric (in) - Mono Mor Meghero Shongi
10. Pedro Salvador (pt) + Joana Guerra (pt) + Baiju Dharmajan (in) - Moon as an above person
11. André Barros (pt) + Dinesh Subasinghe (lk) - En pointe

BAZUUCA APRESENTA




















Sexta, 24 de março

The Poppers serão os próximos convidados da Bazuuca e é já na próxima sexta feira, 24 de março às 22h30, que tocam no Sé La Vie.

Após uma paragem, o palco vai voltar a ouvir os The Poppers, num regresso que se faz com disco novo, declaradamente o melhor da banda, onde coração e tripas se misturam com elegância e pujança. Produzido por Paulo Furtado, “Lucifer” foi gravado em “take directo” e é, antes de ser mais qualquer coisa, um símbolo de perseverança.

EVENTO FACEBOOK

DAILY MISCONCEPTIONS
22 DE ABRIL
LIVRARIA MAVY

THIS PENGUIN CAN FLY
28 DE ABRIL
SÉ LA VIE
Bed Legs anunciados no CANADIAN MUSIC WEEK 2017

18 a 23 de abril

Arranque de ano a todo o gás dos Bed Legs.
Nestas ultimas semanas têm saído muitas notícias sobre a nossa banda rock de Braga, a agenda de concertos em Portugal está já bem preenchida e começamos a receber boas novas do outro lado do atlântico.

Para além da nomeação do tema “New World” para “Best Rock Song” nos International Portugal Music Awards 2017, acaba de sair a confirmação da banda no Canadian Music Week, que decorre de 18 a 23 de abril no Canadá.

MEDVSA LANÇA PRIMEIRO SINGLE














Janela” é o single de estreia dos MEDVSA e está disponível, a partir de hoje, na plataforma Bandcamp. Produzido por Miguel Ferrador, o tema apresenta a sonoridade da banda que se faz pelos caminhos rock e pop da música indie.

Com o lançamento do single os MEDVSA antecipam a chegada do seu primeiro ep, “Inércia”, prevista para 25 de Março.

XINOBI COM NOVIDADES









Novo álbum chega às loja no dia seguinte, sexta-feira, dia 24 de Março e tem como primeiro single "Far Away Place"
 
Acontece já esta quinta-feira, dia 23 de Março a apresentação de "On The Quiet", o novo disco de XINOBI. Uma história sobre a transição de muitos artistas do punk rock e skateboarding para house-music e sobre como a música de dança pode ser um campo de consciencialização social.

Um álbum enraizado no agora! Música electrónica, emocional, dançável. House atmosférico ornamentado com vozes melódicas e spoken word, preenchido com letras incomuns no mundo da música de dança.

A noite continuará com a actuação poderosa do sueco The Field e termina da melhor maneira com um DJ set de BMX (BANDIDO$ + Xinobi).
Os primeiros 100 bilhetes têm incluído o CD "On The Quiet" em exclusivo e em primeira mão, apresentando o bilhete à entrada no MUSICBOX LISBOA, no dia do concerto.


Os bilhetes já estão à venda na FNAC e locais habituais com o preço único de 15€.
Xinobi é Bruno Cardoso, um rapaz que cresceu obcecado com música e que faz parte da geração que aprendeu e desenvolveu o seu trabalho por si próprio. Tornou-se universalmente conhecido depois de músicas como "BMX" ou "Day Off" se espalharem e se tornarem tão populares que elevaram Xinobi a outros níveis.

As influências de Xinobi são tão diversas como a sua discografia e consequentemente as suas produções são ecléticas e frescas, algo dificil, quando se surpreende sempre que se lança música nova. Podemos sempre defini-lo como Disco/House/Electro/Techno mas a verdade é que apesar de versatilidade, existe sempre uma imagem de marca nos seus sons e essa versatilidade é visível também nas suas atuações. Podemos viajar pelo funk até a uma sonoridade mais profunda sem perder a consistência, sendo algo que resulta no calor de Miami ou nas noites frias de Berlim.
Depois de lançar o EP "The Best of Me" (pela editora de Kris Menace, Work it Baby) ganhou reconhecimento junto da critica e dos seus pares começando a criar um culto underground bastante mais amplo. A canção com homónima foi inclusivamente citada como uma das melhores de 2011 em vários tops.

Depois de vários projectos com Discotexas e de mais um grande sucesso com "1975" que teve em "Mom and Dad" um dos temas de 2014, chega em 2017 "On The Quiet" que fará novamente mexer as pistas de dança.

NO SALÃO BRAZIL









STAUB QUARTET
24 Mar, Sex, 22h30

Miguel Mira . violoncelo
Carlos "Zíngaro" . violino
Hernani Faustino . contrabaixo
Marcelo dos Reis . guitarra acústica

O STAUB Quartet, formado por Carlos “Zíngaro” (violino), Hernâni Faustino (contrabaixo), Miguel Mira (violoncelo) e Marcelo dos Reis (guitarra clássica), apresentam em 1ª mão, o disco "House Full of Colors" recentemente editado pela JACC Records (a editora do Jazz ao Centro Clube cuja casa é o Salão Brazil).

A música do quarteto é livremente improvisada, e faz uso dos ricos percursos dos seus integrantes. Se Carlos “Zíngaro” é uma referência incontornável da música criativa portuguesa, com uma carreira que cruza décadas e uma atividade global , Hernâni Faustino tem ganho notoriedade com o seu RED Trio, e Miguel Mira no "Motion Trio". Por sua vez, Marcelo dos Reis tem ganho um destaque ímpar na música criativa, sendo o seu trabalho amplamente reconhecido dentro e fora de portas.

A música define-se com pontilhismos e densidades variadas, e percorre um grande espectro de dinâmicas, fazendo a música crescer e extrapolar-se, alimentando continuamente o fogo, o que resulta num magnífico exemplo da arte da improvisação. Muitas das vezes, como se a música estivesse escrita no papel.

BRUNO PERNADAS
25 Mar, Sáb, 22h30

BRUNO PERNADAS "Worst Summer Ever"
Motivado pela constante procura de uma sonoridade que combina diversos estilos, timbres e relações harmónicas, ‘Worst Summer Ever’, o novo projeto de Bruno Pernadas, pretende reinventar uma linguagem musical em que a estrutura possibilita a total liberdade na diversidade rítmica, emotiva e interpretativa de cada elemento do grupo: Bruno Pernadas, na guitarra, samplers e composição; Sérgio Rodrigues ao piano; Francisco Brito no contrabaixo; Bruno Pedroso na bateria; Desidério Lázaro no saxofone tenor e soprano e João Mortágua no saxofone alto e soprano.

Bilhete: 8€ (no próprio dia e na bilheteira online)
7€ (nas lojas parceiras)

DUQUESA AO VIVO














Nuno Rodrigues, mais conhecido por Duquesa, parte do seu “Norte Litoral” para atracar no Passos Manuel e no MusicBox e apresentar o seu mais recente álbum.
Começou a época do “Norte Litoral”, onde a nortada se faz sentir em negrume musical, fragilidade pop, e ganchos de se firmar na memória. “Norte Litoral” é o novo álbum de Duquesa, que o apresenta em concerto no Porto e em Lisboa, nos dias 23 e 24 de Março respectivamente.

Depois do primeiro concerto de apresentação, no gnration de Braga no seu Minho verde, Nuno Rodrigues leva o seu alter ego Duquesa em concerto, com pompa circunstância e banda completa - a mesma que gravou o seu mais recente registo — para firmar o seu esforço bilingue mais fundo nas nossas memórias.

A 23 de Março, Duquesa apresenta “Norte Litoral” no Passos Manuel do Porto, com entradas a 10€ (numa promoção disco-bilhete da FNAC), e a 24 de Março no MusicBox Lisboa, com entradas a 8€.

“Norte Litoral” é uma edição conjunta da Lovers & Lollypops, Cultura FNAC e CTL, editado a 6 de Fevereiro.

BRUNO CORREIA EDITA EP




















Bruno Correia, vencedor do programa Rising Star com novo EP a 21 de Março e com uma convidada muito especial: Adelaide Ferreira

Após vencer o programa Rising Star, Bruno Correia, uma das melhores vozes de Portugal está de volta com um projecto inesperado. Junta-se à sua ídolo e inspiração de sempre, a incontornável Adelaide Ferreira, num dueto composto pelo próprio que promete apresentar uma conversa entre um humano e um anjo.

O EP "Vê" é dedicado à sua irmã Judite, que faleceu vítima de cancro. Como homenagem à sua irmã, este tema é revelado hoje, dia 21 de Março , data em que faria anos.

Para Bruno Correia é também um sonho de criança cantar com Adelaide Ferreira, a sua maior referência vocal em Portugal. Várias vezes interpretou temas da mesma, iniciando o seu percurso no Rising Star com o tema “Papel Principal”. Desta forma, Bruno Correia homenageia também a sua Diva Portuguesa .

O EP "Vê”, no seu lado mais místico, acaba por ser uma forma de comunicação entre Bruno e sua irmã, assim como Adelaide Ferreira e o seu "irmão" também já falecido.

Este tema foi escrito por Bruno Correia, com arranjos e direcção musical de José Castanheira e letra de Nuno Michaelsson.

O dueto estará incluído num EP com 3 temas que estará à venda exclusivamente para fãs nas plataformas digitais e encomendas por e-mail.

https://www.facebook.com/BrunoCorreiaPaginaOficial/

NO PLANO B

D'ALMA PRESTAM TRIBUTO A ARISTIDES DE SOUSA MENDES




















O D’Alma editaram em 2016 o álbum “Caminho D’Alma”, e teve como principal objetivo perpetuar grandes poetas: Florbela Espanca, José Saramago, Ricardo Reis e Álvaro de Campos (Fernando Pessoa), Miguel Torga, Rita Margaret, António Aleixo, António Carlos Santos, Sofia de Mello Breyner Andresen, Ester Cid e Joaquim C. Silva, Machado de Assis, Cristina Lebre, Isabel Ferreira e Etelvina Diogo.

Os D’Alma fazem agora um Tributo ao diplomata português Aristides de Sousa Mendes.

Nas palavras dos D’Alma: “Este diplomata português teve nas suas atitudes a sensibilidade de vida, na qual os D'Alma encontraram uma musicalidade, prestando-lhe uma homenagem”.

EM CONTRASTE DE VOLTA












Depois de nos terem apresentado a sua receita certeira de kizomba mergulhada na melhor tradição baladeira com elementos da música popular portuguesa - presente em canções como “Serás Tu” ou “Consciência Pesada” - é agora tempo de desacelerarmos os compassos e conhecer os Em Contraste na sua acepção mais terna e melosa.

Em “Volta” a dupla mostra-se arrependida, pedindo o perdão à cara metade que deixaram escapar por entre as complicadas teias dos relacionamentos amorosos. O tema é já o segundo avanço do EP de estreia homónimo dos Em Contraste, já disponível para escuta nas principais plataformas digitais.
Em Contraste é uma banda musical de kizombas/baladas composta por dois elementos. Um Angolano, Mauro Carvalho, nascido em Luanda, e um Português, João Figueiredo, nascido em Lisboa.

Como melhores amigos de longa data e jovens que cresceram rodeados de música sempre presente no seu dia-a- dia, fazendo parte dum coro de igreja e tendo diversas aulas de música, decidiram juntar as suas qualidades e diferentes sonoridades e características, misturando uma vertente mais mexida e gingona, tipicamente africana, com uma vertente mais baladeira e popular ao bom jeito português, formando oficialmente o grupo há cerca de  anos quando foram lançadas as primeiras músicas oficiais: "Vai Aquecer" (ainda hoje a mais conhecida) e "Fantasmas do Passado", uma kizomba e uma balada. A kizomba foi então adoptada como estilo predominante do grupo e foram lançadas outras músicas no mesmo registo, "Chacheiro" e "Consciência Pesada".
O grupo tem tido diversas actuações em palco, principalmente no Norte de Portugal (Paços de Ferreira e Porto), para além de Lisboa, de onde são residentes os integrantes. Mais recentemente foram convidados do programa “Bem-Vindos” da RTP África. No final de 2016 editaram o seu EP de estreia homónimo com o selo da Music For All.
O objectivo do grupo é, como diz o nome, "Em Contraste", ser diferente, imprimir algo de genuinamente único nas suas músicas e, sem dúvida, primar pela diferença, ou seja contrastar.

NORTON E OS 25 ANOS DO SANTOS DA CASA

















O Santos da Casa, programa de música portuguesa da Rádio Universidade de Coimbra, que vai para o ar todos os dias entre as 19 e as 20h, em 107.9 ou www.ruc.fm, festeja em 2017 as suas bodas de prata. Tal como Amália Rodrigues também nós não sabemos qual o dia do nosso nascimento. Porque a RUC faz anos a 1 de março, a dupla que “aguenta” os Santos da Casa (Fausto da Silva e Nuno Ávila), convencionou ser esse o dia do nascimento do programa.

Para assinalar tão garbosa data os dois santos convidaram alguns amigos, que com o seu talento e veia artística têm nos últimos anos dado um contributo gigante à música portuguesa, para escreverem umas singelas linhas, relatando a sua relação com o programa da RUC. E como quase todos eles são mais santos que os santos, a acompanhar enviaram imagens santificadas. Durante os próximos tempos vamos andar babados

De Castelo Branco, chegam hoje as palavras dos Norton, envoltas em pop.

"É uma honra celebrar os 25 anos do Santos da Casa convosco. Ainda por cima, numa altura em que os Norton comemoram 15 anos de carreira. Ficamos orgulhosos em saber que crescemos convosco. Que já nos apoiavam nas vossas emissões, quando ainda escrevíamos as primeiras canções e nos estreávamos em palco com as nossas primeiras bandas. Nessa altura nem imaginávamos que uma rádio em Coimbra, a grande RUC, passava a música que andávamos a compor e a registar discretamente na sala de ensaios que ainda partilhamos em Castelo Branco.

Quando os Norton apareceram, as portas do Santos da Casa já estavam abertas. E a cada oportunidade em Coimbra, foi sempre um prazer estar convosco em pessoa e conhecer os vossos estúdios. Por isso, a nossa chegada ao mundo estará para sempre associada ao programa e às frequências da RUC, que também está de parabéns por mais um aniversário.

Um quarto de século antenados na música portuguesa é obra, Fausto e Nuno. Muito obrigado por tudo. Que continuemos a caminhar sempre juntos.

Um grande abraço!

Manuel, Pedro, Rodolfo e Leonel"

Norton