terça-feira, 28 de maio de 2024

PROGRAMA DE 28/05/25

1 – Joana Espadinha – Vergonha na cara
2 – Mila Dores – Não te ponhas a jeito
3 – Cara de Espelho – Dr. coisinho
4 – A Cantadeira – Da minha pele
5 – Luta Livre – O povo é que manda
6 – António Zambujo e Yamadu Costa – Rapaz da camisola verde
7 – Sétima Legião – O canto e o gelo
8 – Galeria Incerteza - Dançar na pista do choro

9 – José Tornada – Haiku
10 – Joseph K – And also the sun
11 – Rodrigo Leão – Amat (c/ Rosa Leão)
12 – Carlos Maria Trindade – Vitral submerso
13 – Francisco Sasseti - Filipa’s dream
14 – Sul – Daydreaming
15 - Júlio Resende – Mano a mano – agora somos irmãos

"O LADO DE DENTRO" DE MARIANA CORREIA E JOANA RICARDO














Duas mulheres. Cantam o que gostam, em português. Escolhem o lado mais feminino de cada canção e revêem-se nele.

'Não cantam por bem cantar'. Cantam pela liberdade de estar em partilha aberta, transparente, onde o choro e o riso, as suas raízes e viagens, os seus sonhos e desencontros, o rio e o mar, a planície e a montanha se oferecem em conjunto. Cantando mostram o seu Lado de Dentro, histórias vindas do seu interior para quem sente e para quem se quer juntar a cantar.

Entre a música tradicional, o cancioneiro português e temas originais, O Lado de Dentro é ainda um momento de comunhão entre duas amigas de olhar cúmplice.

Interpretação Mariana Correia | Joana Ricardo
Cenografia Márcio Pereira
Produção O Lado de Dentro | Do Imaginário Associação Cultural | 2024

 


ATR APRESENTA





















Este sábado (1 de Junho) a ATR e amigos juntam-se na Casa do Comum do Bairro Alto para o Kaüzpellafestz, homenagem a João Capela, músico, artista, escritor, activista e terapeuta do ruído (e membro dos dSCi e Da Monstra, entre outros) que nos deixou em Fevereiro de 2014! O evento, que irá decorrer a partir das 17h, contará com actuações de Da Monstra, dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS, Joana Guerra, Gil Dionísio, Peter Wood e Pedro e Diana e com dj set dos Kafunfo noSoundsystem, o colectivo de DJs da ATR! (+ info em baixo e aqui)

E por ocasião do seu 17º aniversário os dSCi acabam de lançar "Ɛ", a continuação da compilação "3", que inclui temas que foram editados noutras compilações ao longo dos anos e cujo artwork é da autoria de Lucas Almeida!

Entretanto saiu também “blow my mind until light becomes sound”, álbum a solo do membro dos dSCi Matthieu Ehrlacher gravado ao vivo no Maus Hábitos (Porto) em Novembro do ano passado, que foi misturado e masterizado por Pedro Ferreira e que tem artwork e vídeo de Rodrigo Pedreira!

E entretanto continua a decorrer a campanha de angariação de fundos para a compra do espaço do Disgraça, centro social anarquista onde a ATR tem tido o prazer de organizar dezenas de eventos ao longo dos anos! (+ info e contribuições aqui)

1 de Junho | sábado | a partir das 17h

Da Monstra (pt)

dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (pt)

Joana Guerra (pt)

Gil Dionísio (pt)

Peter Wood (pt)

Pedro e Diana (pt)

Kafunfo noSoundsystem (dj set)

Kaüzpellafestz

Casa do Comum do Bairro Alto

Rua da Rosa, 285 - Lisboaentrada: contribuições 3 ruídos

BARCELOS VÊ NASCER NOVO PROJETO





















O ano de 2024 traz uma nova banda composta por músicos veteranos barcelenses, oriundos de bandas e projetos como The Partisan Seed, Tresor & Bosxh, RATERE, Johnny Sem Dente & Os Jatfodo, entre outros. MANITO MASSALA é Filipe Miranda, Tiago Rosendo, Leão Amaral e Óscar Sousa. Em breve, teremos um EP e já existem as primeiras datas de concertos entre Portugal e Espanha.

O primeiro tema de avanço é este 'Mujica'. Uma edição Honeysound, com download gratuito no Bandcamp.

www.manitomassala.bandcamp.com
www.goodplanet.org/HUMAN
www.honeysound.com

 

TIO CARRAÇA EDITA EP

 



















É fácil perceber porque é que a música "Eu Vou Prá Costa" cheira a Verão... tudo começa claramente no próprio título, e depois as palavras cantadas pelo "Tio Carraça" (um dos nomes artísticos de Tiago Rocha) transportam-nos imediatamente para os dias de Sol e calor, onde o único desejo é darmos um mergulho refrescante na praia. E que melhores praias para isso do que aquelas na nossa bela Costa da Caparica?
Uma música alegre e com um ritmo que não deixa ninguém parado, "Eu Vou Prá Costa" nasceu de um sonho que Tiago teve onde se via num festival de Verão a assistir à actuação duma banda de adolescentes a cantar o que viria então a ser o refrão da "Eu Vou Prá Costa".

Acordou de madrugada e rapidamente começou a gravar ideias no seu telemóvel para melodias, acordes e letra, tudo ainda deitado na cama, no escuro. Não parou até ser de manhã. De "rascunho" a ideia final foi depois um "piscar de olhos": 2 dias.


"Eu Vou Prá Costa" já está disponível em todas as plataformas digitais de música, incluindo o YouTube. Vai a www.tiocarraca.alltiago.com para ouvires e também teres acesso à letra completa da música.

TIAGO SOUSA AO VIVO

 













VIC Aveiro Arts House
30.05
21h 8€RESSONÂNCIA #56
// LAGOSS (Canary Islands)
// Tiago SOUSA (Portugal)
Doors open: 9:30pm
Ticket: 8€


Serralves em Festa
01.06
Palco Azinheiras
// LAGOSS (Canary Islands) 22h
// Serpente (Portugal) 20h
// Rita Silva (Portugal) 18h
// Tiago SOUSA (Portugal) 15.30h

NUNCA TE ESQUEÇO, MEU AMOR' É O NOVO SINGLE DE INÊS MONSTRO





















A cantora e compositora Inês Monstro editou o novo single 'Nunca Te Esqueço, Meu Amor', já disponível em todas as plataformas digitais. Com letra da sua autoria e música coescrita pela artista com Rita Onofre e Choro, o produtor do tema, esta é uma versão alargada e com novos versos do tema Pop, originalmente incluído no álbum "Brilho", editado no final de 2023.

"Escrevi esta canção numa noite, quando estava no meu quarto, e falo sobre um amor desmedido por alguém, tão grande ao ponto de acreditar que se pode morrer de amor ou de desgosto quando nos sentimos abandonados. É uma música que aborda a devoção, não só a uma relação amorosa mas, também, ao que se quer fazer no resto da vida", afirma Inês Monstro. “Escolhi estender esta música porque, sempre que a canto ao vivo, é uma das faixas do álbum que mais gosto de cantar. Então, após seis meses do "Brilho", decidi que seria um bom momento para dar uma nova roupagem a este tema”, confessa ainda a artista.

‘Nunca Te Esqueço, Meu Amor’ é acompanhada por um videoclipe realizado por Vasco Souto, inspirado pela estética cinematográfica de Pedro Almodóvar, uma das maiores influências visuais da artista. O visual conta ainda com a participação especial dos guitarristas Alex Sweeney e Eugénia Contente.

Eleito um dos Melhores Álbuns de 2023 pela Blitz/Expresso, "Brilho" marca a estreia discográfica da cantora, compositora e atriz Inês Monstro. Totalmente escrito e composto pela artista com as colaborações de Rita Onofre, na composição e letras, Matheus Paraizo, na faixa 'Perto', e com produção de Choro, o disco é uma coleção de canções com ritmos fortes e disruptivos apoiados em guitarras e percussões marcantes que cruzam as sonoridades Pop, Hyperpop, Eletrónica e Urbana.

Além de 'Nunca Te Esqueço, Meu Amor', "Brilho" inclui os singles 'Porque Te Quero', com rotação na Rádio Comercial, 'Tanto Tempo', 'Hipnose', em rotação na Antena 3, e 'Sina’. A par da componente musical, Inês Monstro liderou a direção criativa de todos os videoclipes e dos espetáculos ao vivo, que já passaram por salas como o Musicbox ou festivais como o Super Bock em Stock 2023. A cantora e compositora vai atuar no próximo dia 22 de junho no Rock In Rio Lisboa 2024, no Super Bock Digital Stage, ao lado dos guitarristas Alex Sweeney e NED FLANGER e das bailarinas Sasha Costa e Meg Reis.

Depois do sucesso do álbum de estreia, Inês Monstro prepara agora novos temas originais e mais datas de concertos ao vivo, a anunciar em breve.

MEA JAZZ & BLUES











Falta um mês para o início do Meajazz & Blues! A sétima edição do festival oferece um cartaz de luxo, numa curadoria pensada ao pormenor e com uma perfeita junção de artistas que seguem uma linha mais tradicional e outros que apostam na inovação, partindo da raiz do jazz e do blues.

No dia 28 de junho, atuam Azar Azar e Budda Power Blues. Azar Azar, nome artístico de Sérgio Alves, promete trazer ao palco todo o seu trajeto musical, do Hip Hop ao House, do Techno ao Broken Beat. É certo que é no Jazz Funk que as suas composições estão ancoradas, mas, ao longo dos oito temas do seu LP de estreia, a inspiração de figuras tutelares como Roy Ayers, George Duke ou Donald Byrd cruza-se com a presença de uma caleidoscópica variedade de géneros que têm alimentado as pistas de dança de Detroit, Nova Iorque ou Londres, para dar corpo a uma música autónoma, intensa, estimulante e personalizada.

Os Budda Power Blues são uma banda de blues nacional que acaba de completar 20 anos de carreira. A intenção não é só revisitar as principais salas por onde a banda passou ao longo destes 20 anos, mas também abrir a porta a novas salas que marcarão a década seguinte de vida do trio. Com 12 álbuns discográficos editados e centenas de concertos, os Budda Power Blues são a mais consagrada e respeitada banda de blues nacional. Neste concerto estará presente o novíssimo disco de inéditos, com edição limitada em vinil, intitulado "Walking Shoes & Thinking Hat".

No dia 29 de junho, sobem ao palco Martin Harley e Maria João & Carlos Bica Quarteto. Martin Harley é um artista realmente singular. Várias vezes nomeado no Reino Unido nas categorias de melhor artista acústico, melhor guitarrista e melhor performance de blues acústico, Martin Harley regressa uma vez mais a Portugal para mostrar no Meajazz & Blues a razão pela qual é considerado um dos melhores do mundo no estilo Slide Guitar.

Dois dos nomes fundamentais do jazz em Portugal, Maria João e Carlos Bica, trazem ao Meajazz & Blues o concerto que testemunha a amizade e a cumplicidade musical que os une e que teve o seu início na década de 1980, ficando registada em dois discos: "Conversa" (1986) e "Sol" (1991). Acompanhados por João Farinha (piano e teclados) e Gonçalo Neto (guitarra), promete-se um concerto de emoções, de espaço para canções que são do mundo, deles e nossas.

O Meajazz & Blues resulta numa parceria entre a Câmara Municipal da Mealhada e a Luckyman Agency, irá decorrer nos dias 28 e 29 de junho no Lago do Luso e é uma iniciativa de entrada livre.

CORSAGE NA BOTA

 











Era um dia especial o 25 de outubro de 2023. Os Corsage iam partilhar o palco com os P.I.L. e isso por si só já era o suficiente para crescerem as borboletas na barriga. Sem que nada o pudesse prever, o José Pacheco fez a surpresa de gravar o concerto inteiro no seu gravador portátil, um SONY PCM-D100. Perante a qualidade surpreendente da gravação, decidiu-se masterizá-lo e torná-lo público. Nasceu assim a Bisarma, que já está online nas plataformas digitais. A apresentação ao vivo será a 1 de junho na B.O.T.A. Estão todos convidados.

A 1ª parte está a cargo dos Natural Magic, que farão a sua estreia absoluta.

Entrada: 8 botas sem cd
12 botas com cd

segunda-feira, 27 de maio de 2024

PROGRAMA DE 27/05/24

1 - Tracy Vandal & John Mercy - Still as the night
2 - Blind Zero - I only miss you when i'm breathing
3 - Mekong - Ice cold
4 - Isabel Rato - Liberdade
5 - Maria João & Carlos Bica Quarteto - What a wonderful world
6 - Galeria Incerteza - Dançar na pista de choro
7 - Sétima Legião - Porta do sol
8 - In.dia - Valsa brilhante
entrevista Hugo Gamboias e Flak
9 - Flak & Cachupa Psicadélica - Liberdade é cara
10 - Nico Paulo - Amor, amor, amor

NO SALÃO BRAZIL

 













31 de maio | 22h00
Desidério Lázaro Trio

Ao décimo álbum de originais, o saxofonista Desidério Lázaro continua a acrescentar pontos a um percurso notável. E em boa hora retoma o formato de trio e o xadrez instrumental clássico, com saxofone, contrabaixo e bateria, o que fizera no passado em “Rotina Impermanente”, o registo de estreia, lançado no já longínquo ano de 2010 pela JACC Records (num trio com Mário Franco e Luís Candeias) e “Cérebro: Estado Zero”, três anos depois, com os mesmos comparsas de aventura. Pelo meio ficara “Samsara”, de 2012, no arranque da Sintoma Records, editora fundada por Lázaro e outros músicos. “MicrUs”, o novo registo, marca também o regresso do selo, o que é de saudar. Como vem a ser habitual nos discos de Lázaro, há sempre um conceito filosófico por detrás da música, resultado de reflexões pessoais sobre a condição humana e as emoções que esta espoleta.

Desidério Lázaro - saxofone / André Rosinha - contrabaixo / João Sousa - bateria

Abertura de portas: 21h30
Bilhetes: 8€ (BOL, lojas parcerias e, no próprio dia, na bilheteira do Salão) / 7€ (descontos: > 65, estudante, profissional das artes e da cultura)
COMPRAR BILHETES AQUI

BÁRBARA TINOCO LANÇA NOVO SINGLE "ELA NÃO SABE, POIS NÃO?"

 



















Bárbara Tinoco lança esta sexta feira o novo single "Ela Não Sabe, Pois Não?", ma canção inédita composta por Bárbara Tinoco e Feodor Bivol, que faz parte do tão aguardado disco "Bichinho Deluxe". Este novo trabalho tem data de lançamento também esta sexta-feira, dia 31 de maio e conta com novas versões com cordas dos temas "Não és tu, sou eu" e "Linha de Sintra" entre outras novidades.

"Esta canção é muito “Bárbara Tinoco”. Pelo menos foi o que me disseram.
“Ela não sabe, pois não?”, por todos os motivos óbvios. Por todos os motivos não óbvios.
Esta canção é sobre perder um amigo. Não…
Esta canção é sobre falar telepaticamente. Não?
Esta canção é sobre um casamento. Não!
Esta canção é sobre perder-te." , partilha Bárbara Tinoco.

Bárbara Tinoco, é já uma das artistas portuguesa mais bem sucedida de sempre. Conta já com os impressionantes 19 galardões de platina, em pouco menos de cinco anos de carreira, com os temas: "Sei Lá"; "Antes dela dizer que sim"; "Outras Línguas"; "Chamada Não Atendidas"; "Despedida de Solteira"; "Cidade (com Bárbara Bandeira)"; "Planeta (com Bispo)"; "A Fugir de Ser"; e um galardão de ouro com o tema "Ao Teu Ouvido (com Buba Espinho)".

Tem agendado para o dia 12 de outubro um concerto na maior sala do País, na MEO Arena, que se encontra praticamente esgotado, quando ainda faltam cerca de cinco meses para o espetáculo. Bispo e Buba Espinho, com quem editou dois singles de sucesso “Planeta” e “Ao teu ouvido”, vão partilhar palco com a artista neste espetáculo que se espera histórico e um dos mais importantes marcos da sua carreira.

Depois da bem-sucedida digressão de apresentação do seu segundo álbum de estúdio, intitulado "Bichinho", a artista portuguesa Bárbara Tinoco prepara um 2024 ainda mais desafiante. A digressão conta com novas datas confirmadas, com passagem por várias cidades nacionais, tendo o seu grande momento de destaque na maior sala do País, dia 12 de outubro.

Recorde-se que no passado dia 14 de fevereiro a cantora e compositora deu início a um novo desafio, com a estreia de "A Madrugada que Eu Esperava", o musical que junta Bárbara Tinoco e Carolina Deslandes em palco como atrizes principais e na autoria da música. A idealização e partilha em palco e na composição da música é um testemunho da sua multifacetada criatividade e do seu compromisso constante em explorar novas formas de expressão artística. O musical tem passagem agendada para os dias 30 e 31 de maio no Coliseu do Porto AGEAS.

06 de julho - A Anunciar
13 de julho — A Anunciar
20 de julho — Condeixa - Festas de Santa Cristina
25 de julho - A Anunciar
26 de julho — A Anunciar
27 de julho — A Anunciar
02 de agosto – Cantanhede - Expofacic
10 de agosto — Portimão - Festival Mar-Me-Quer
11 de agosto — A Anunciar
12 de agosto — Santa Cruz da Graciosa - Graciosa Sound Fest
14 de agosto — A Anunciar
16 de agosto – Mortágua - Festas de Mortágua
17 de agosto — A Anunciar
18 de agosto - A Anunciar
23 de agosto - A Anunciar
24 de agosto — Penafiel - Agrival
11 de setembro - A Anunciar
21 de setembro — A Anunciar
23 de setembro - A Anunciar
28 de setembro – Vila Real de Santo António - Centro Cultural António Aleixo
12 de outubro — MEO Arena, Lisboa
17 de outubro — Porto - Coliseu — part. concerto Joana Almeirante
09 de novembro - A Anunciar
19 de dezembro — Coimbra - Convento São Francisco

TOTA APRESENTA DISCO DE ESTREIA





















O compositor e cantautor TOTA tem-se tornado conhecido de um público cada vez mais alargado devido à sua colaboração com vários artistas e músicos do panorama nacional. 2023 marcou o lançamento do seu primeiro LP, "Tota" que será agora apresentado, dia 28 de Junho, no Plano B.

Numa linha ténue entre pop e experimental, TOTA inaugura o seu som mesclando a cultura do sample a influências da canção portuguesa, mpb, rock, jazz e música de vanguarda, preservando a sua identidade única.

Em formato banda, com espaço também para momentos enquanto solista, TOTA navega pelo seu primeiro longa-duração, podendo naturalmente atracar numa série de temas do seu vasto repertório, a grande maioria ainda inéditos.

Os bilhetes para este espetáculo já estão à venda em ticketline.pt e locais habituais pelo preço único de 10€. 

FESTIVAL SOUTO ROCK A CAMINHO
















O festival Souto Rock está de regresso a Barcelos, em 12 e 13 de julho, para a 18.ª edição. Maquina, Sunflowers e Hetta atuam no Largo do Souto, na freguesia de Roriz, e a entrada é livre.

A primeira noite abre, às 22:00, com uma das mais recentes bandas de Barcelos, Nada Ético. Também Os Overdoses, fundados por João Pimenta (10.000 Russos e Green Machine), fazem a sua estreia no festival para apresentar o disco de estreia “All Killers! No Fellers”, editado em 2024.

Com música nova, os Sunflowers prometem incendiar o Largo do Souto. A banda do Porto apresenta “A strange feeling of existential angst” (2023). Para fechar o palco principal, o techno-punk dos Maquina vai fazer as delícias dos amantes das pistas de dança.

A noite de sexta-feira fecha com dj set de Dedos Bionicos + Lovers&Lollypops, no Plátano Koberto.

Já no sábado, 13 de julho, Them Flying Monkeys serão os responsáveis por abrir o palco principal, seguindo-se a eletricidade dos Dead Club e o regresso dos 800 Gondomar. A banda do Porto, que atuou em 2017 no festival, está de regresso a Roriz com o novo álbum “São Gunão” (2024), lançado após uma pausa de alguns anos.

O Largo do Souto encerra com Hetta, banda oriunda do Montijo, que tem sido responsável por colocar o punk hardcore nos principais palcos nacionais.

O fecho do festival está a cargo da dupla local de djs Carlos & Custódio, também na já mítica sala do Plátano Koberto.

Leonel Miranda, da organização, explica que, como é habitual, procuraram as “novidades da música alternativa nacional” e, por isso, há “muita música nova”.

“Estarão reunidas em Roriz algumas das mais entusiasmantes bandas de rock nacionais do momento e com certeza que voltaremos a ter uma boa e grande festa”, vinca o promotor.

O Souto Rock é um festival organizado pela Associação Cultural e Recreativa de Roriz desde 2005, que junta nomes emergentes da música nacional num ambiente de convívio típico das festas do Minho. Conta com o apoio do Município de Barcelos e Junta de Freguesia de Roriz.

Todos os espetáculos do Souto Rock 2024 são de entrada livre e o campismo é gratuito.

Sexta-feira, 12 de julho

Nada Ético
Os Overdoses
Sunflowers
Maquina
Dedos Biónicos + Lovers&Lollypops (dj set)

Sábado, 13 de julho

Them Flying Monkeys
Dead Club
800 Gondomar
Hetta
Carlos & Custódio (dj set)

NOVO DISCO DE JOÃO FARINHA





















João Farinha apresenta o novo álbum "A Conta Que Deus Fez", produzido por Tiago Machado, e recorda também alguns dos grandes temas que marcaram os seus discos anteriores. Partilhará o palco com amigos que têm estado ao seu lado em concertos por todo o país e pelo Mundo, como Hugo Gamboias, Ricardo Mingatos, Ricardo Melo, José Rebola, Luís Pedro Madeira e as cordas dos Arcos D'Almedina. Não faltarão igualmente convidados especiais nas vozes, enriquecendo o que será certamente mais um grande momento numa carreira com mais de 25 anos.

Concertos "A Conta que Deus Fez"
27 Setembro - Coimbra - local a anunciar
06 Outubro - Porto - Casa da Música - Bilhetes Aqui

ZIGURFEST APRESENTA CARTAZ





















O festival de Lamego anuncia agora o cartaz da edição deste ano, que acontecerá entre os dias 24 e 27 de Julho.

A 13ª edição do ZigurFest pretende ser livre como nunca, resistente como sempre e emocional como só ele sabe.

O Zigurfest vai reforçar a estreita relação com o seu vasto território (e as suas pessoas, conhecimentos, heranças e patrimónios) com as residências de criação e investigação de Maria R Soares com a comunidade local, Tiago Sousa com o Coro da Santa Casa da Misericórdia, Bá Álvares e Eloísa Micaelo com a Associação Portas Prá Vida (numa continuação dos trabalhos iniciados em 2023) e Ruca Bourbon em estreita colaboração com a Associação Desportiva de Avões, local em que se estreia este ano. Será ainda inaugurado um palco no Bairro da Ponte e à beira-rio para receber ladoazul e João Grilo + Suzana; regressa ao Horto do Castelo com os Cat Soup e Moira; recebe Riça, bbb hairdryer, Marquise e DJ Lynce na Alameda; passa pelo Centro Cívico com Garoa e Cíntia & Rezmorah; celebram a liberdade na Olaria com Monch Monch e Papié Maché e exultam à dança no Museu com O Triunfo dos Acéfalos e Zancudo Berraco.

Do hip-hop ao rock, da música experimental aos refrões orelhudos, ora ariscos ora melosos, celebra-se a liberdade, a diversidade e a total ausência de espartilhos. O Zigurfest faz esta celebração com parceiros locais que são cada vez mais importantes para o presente e futuro do festival: a Associação Portas Prá Vida e a criatividade dos seus utentes, a Rádio Clube de Lamego e o seu vasto auditório, e a escola LGP Movimento que vai emprestar o seu know-how à interpretação em língua gestual portuguesa do concerto de Riça e a outros momentos do festival.

Para António Silva, da Associação Zigur, "a arte que ganha forma como reacção directa ao quotidiano faz mais sentido do que nunca. Com o tumulto a urdir ao longe, resta-nos a arte como um lugar de liberdade, criatividade, reflexão e questionamento - livre de julgamentos e juízos de valor. E, porque a arte gera empatia, porque é universal, e porque, no final de contas, é muitas vezes o único lugar onde nos permitimos ser nós mesmos, este também deve ser um lugar onde é permitido haver dor, raiva ou melancolia. É precisamente no epicentro de todas estas emoções e lugares nas suas multitudes que acontece esta edição."

As inscrições para o campismo gratuito já podem ser feitas em www.zigurfest.com. A programação paralela (que incluirá conversas e workshops) será anunciada nos próximos dias. PROGRAMAÇÃO 2024

BLIND ZERO EDITAM “COURAGE AND DOOM” E COMEMORAM 30 ANOS DE CARREIRA















No ano em que comemoram o 30.º aniversário, os Blind Zero editam um novo álbum, “Courage and Doom”, dia 31 de maio, do qual já são conhecidos os singles “Running Back to You” e “I Only Miss You When I’m Breathing” - disponível, esta segunda-feira, nas plataformas digitais.

Composto durante os tempos de privação que o mundo viveu, o nono disco da banda regista “alguns momentos de dor, angústia e sobrevivência nunca antes vividos. Tempos que condenaram este disco a ser o resultado de somas e dos impulsos exteriores que ocuparam e permanecem, ainda, como usurpadores do mundo interior e até da nossa intimidade. Atos irrefutáveis como a morte ou a perda de chão”, refere Miguel Guedes.

“Courage and Doom” percorre diversos estados de espírito, mas não procura sínteses. “Também o lado luminoso de poder sobrevoar para olhar tempos únicos em que novas relações se criam após sentido deserto. Há uma ânsia luminosa de reencontro que percorre o disco, e que tenta fazê-lo afastar-se da condenação em que foi escrito e gravado. A redenção parece ter-se transformado num pecado capital, mas é muito desejada”, descreve Miguel Guedes que, acrescenta: “O disco começou a ser pensado antes da nossa vida mudar, tal como a conhecíamos, e acabou de ser gravado numa fase de reencontros possíveis e na angústia de uma guerra a entrar pela porta do lado.”

Depois de “Often Trees”, um disco mais orgânico que vive da simbiose e recorte dos instrumentos do coletivo, “Courage and Doom” começa com uma meticulosa exploração individual de sons e ambientes atmosféricos, com sintetizadores e programações a definirem paisagens sónicas para, posteriormente, serem transmutadas por rendilhados de instrumentos convencionais. Este novo ponto de partida, menos convencional, faz com que o plano de fundo seja o alicerce de toda a construção musical, tendo em consideração a sua influência e envolvência.

Gravado e produzido por Nuxo Espinheira, “Courage and Doom” foi também masterizado por Christian Wright (Arcade Fire, Bjork, LCD Soundsystem, Massive Attack, Radiohead, The National) em Abbey Road, e misturado por Nelson Carvalho e João Bessa.

A comemorar 30 anos de carreira, os Blind Zero mostram vitalidade em “Courage and Doom”. Um disco intemporal, apesar do seu ponto de partida, onde Miguel Guedes (voz e guitarra), Nuxo Espinheira (baixo, teclado e voz), Vasco Espinheira (guitarra) e Pedro Guedes (bateria) demonstram maturidade e lealdade à linguagem musical com que se deram a conhecer em 1994. Ao vivo, as músicas ganham ainda mais leituras e isso estará bem patente no concerto de apresentação de “Courage and Doom” agendado para dia 30 de maio, na Casa da Música do Porto. Uma dupla celebração, onde os Blind Zero vão comemorar três décadas, revendo o passado, olhando o presente com um novo álbum, projetando o futuro.

ESTEOESTE DE VOLTA A BRAGA

 



















O Festival ESTEOESTE está de volta à cidade de Braga, com dois dias repletos de música e diversão no Parque da Ponte, para celebrar a cultura e a comunidade da cidade. Palas, Quadra e Mazda Fields são os primeiros nomes anunciados para a 2ª edição do festival bracarense, que acontece nos dias 9 e 10 de agosto.

Uma das grandes novidades para esta edição é a adição de um artista internacional ao cartaz que é maioritariamente composto por bandas e artistas de Braga. A programação inclui concertos, DJ sets, atividades infanto-juvenis, foodmarket e um mercado de criadores, com mais artistas a serem confirmados nas próximas semanas.

A entrada é gratuita e aberta a todes! Para mais detalhes sobre o cartaz e atividades, consultar o website esteoeste.world ou o instagram do festival.

+info sobre os artistas

Palas:

Fundador das bandas Smix Smox Smux e Máquina del Amor, Filipe Palas é uma cara bem conhecida da praça musical de Braga. Após vários anos como agitador da cena cultural da cidade, estreou-se a solo com o EP 'Dente de Leão' (2018), seguindo-se o single 'Causa Perdida' (2019), em colaboração com Graciela Coelho (Dear Telephone).

Com a pandemia, Palas começou a explorar um lado mais íntimo e pessoal na sua música e, deste contexto mais introspectivo e em pleno confinamento, surgiu o single 'Sou Quem Sou' (2020). No início de 2023, surgiu o anúncio de um novo trabalho nascido deste tempo de interregno. Formado por seis temas, 'Tons de Pele' foi-se revelando, de forma pouco ortodoxa, ao longo dos primeiros meses do ano.

Canção a canção, Palas foi desvendando cada capítulo desta nova história, acompanhando cada lançamento com um videoclipe realizado por Paulo Cunha Martins.

Com a participação de Sérgio Freitas (Serge Fritz, Sensible Soccers, PZ) e Luís Barros (Alek Rein, The Burnt Pines, Filipe Sambado, Les Saint Armand), o resultado final foi um vídeo-álbum em que as diferentes faixas representam diferentes estados de alma.

QUADRA:

Os QUADRA são uma banda de Braga formada por Sérgio Alves (baixo), Gonçalo Carneiro (guitarra), Hugo Couto (bateria), Sílvio Ren (guitarra) e Lucas Palmeira (sintetizadores). Em 2018 editaram o seu primeiro disco de estúdio, “Cacau”, no ano seguinte o “Chili”,com o apoio do gnration, e regressaram em 2023 com o Selva. Este novo trabalho representa a diversidade de estilos e intensidade da banda e conta com participações do Miguel Santos (Omie Wise) nos temas Tropicália e na Sahara,

Gonçalo Ferreira (Travo) no segundo single Solar Explosion, Ronaldo Fonseca (Peixe- avião) na Tigre de Papel e Giliano Boucinha (Paraguaii e Tyroliro) na faixa Oculto.

Os QUADRA encontram-se local quente e exótico onde a convergência de estilos é o combustível perfeito de uma sonoridade intensa, vibrante, e capaz de transformar qualquer ouvinte num inesperado bailarino.

Mazda Fields:

Rodrigo Campos, também conhecido como Mazda Fields, descobriu sua paixão pela produção musical durante a quarentena, expressando emoções e explorando um novo universo artístico através da criação de beats. Atualmente membro do coletivo wav.IN, lançou em 2022 o EP "absent" e no final do ano passado apresentou o seu primeiro álbum de estúdio “.IN”. Recentemente, Mazda Fields tem se concentrado na produção musical e no DJing, continuando sua evolução criativa. Paralelamente, tem se apresentado ao vivo em vários locais no norte do país.

FREDDY LOCKS ANTECIPA DISCO DE CELEBRAÇÃO DE 20 ANOS DE CARREIRA COM NOVO SINGLE “PURE SMILE”


12/07/2024 - La Cham (GER) 
13/07/2024 - Gemmi Taverne (CH)
14/07/2024 - Kandersteg (CH)
15/07/2024 - Tollwood Festival (GER)
30/08/2024 - Arrendas Folk Fest (PT)
31/08/2024 - Vendas Novas (PT)

Freddy Locks comemora 20 anos de carreira em 2024 com um lançamento especial, o álbum Infinite Roots, uma regravação original dos seus maiores sucessos. “Bring up the Feeling”, “Pure smile”, “Living inna city”, “Iration”, “Earth”, “Healing of the Nation”, “Fazuma”, “Freedom is my god”, “Don't lose you” e “So Nice” são os 10 temas escolhidos por Fred Oliveira para assinalar a data.

O disco é co-produzido pelos incríveis produtores de Reggae que há muito partilham palco com Freddy Locks, Mighty Drop e Dynamike, em colaboração com o produtor holandês Jori Collignon (COLLIGNON/ Skip & Die).

O novo single "Pure Smile (Infinite Roots)" transporta uma mensagem tão simples quanto universal: o poder de um sorriso puro. Com melodias soul e ritmos envolventes, Freddy Locks traz as vibrações desta expressão brilhante. Canta sobre empatia e a luz que irradia dos nossos olhos quando compartilhamos um sorriso verdadeiro, enquanto as harmonias capturam a essência do que chamamos de Amor, uma força que muitas vezes é melhor expressa sem palavras.

"Pure Smile" é um verdadeiro clássico no repertório de Freddy Locks. Remonta ao verão de Lisboa de 2003: um momento especial para o reggae português. Foi então, que dois artistas visionários, Asher Guardian e Freddy Locks, produziram RootsRockStruggeling, o álbum de estreia de Freddy. “Pure Smile” é uma das faixas desse álbum.

Quando Fred Oliveira iniciou a sua jornada musical, encontrou a sua voz nestas letras poderosas. Levando-as consigo desde o início, apoiaram-no através dos altos e baixos da vida. Agora, está aqui a nova versão, “Pure Smile (Infinite Roots)”, que reúne 20 anos de vida, amor e desamor.

Desde o seu álbum de estreia até agora, os lançamentos de Freddy Locks são uma declaração de unidade e harmonia. Cada faixa, imbuída da essência do reggae, fala das lutas e triunfos do espírito humano. "Pure Smile (Infinite Roots)" destaca-se como um farol de esperança e conexão.

Para celebrar estes 20 anos, e depois de fechar o ano de 2023 com uma passagem pelo festival Le Guess Who? U? (NL), Freddy Locks regressa à estrada com um novo álbum pronto para espalhar as suas vibrações positivas por todo o país.

Para celebrar os 20 anos de carreira, Freddy regressa à estrada para espalhar suas vibrações positivas por toda a Europa: 12 de julho em La Cham (GER), 13 de julho na Gemmi Taverne (CH), 14 de julho em Kandersteg (CH), 15 de julho no Tollwood Festival (GER), 30 de agosto no Arrendas Folk Fest (PT) e 31 de agosto em Vendas Novas (PT).

Acompanhado pela talentosa banda Groove Missions, Freddy Locks rapidamente se destacou como um dos artistas mais promissores, sendo selecionado entre 13 artistas para tocar no 13º aniversário da Antena 3 (2007). A sua digressão subsequente, que durou até o final de 2008, incluiu performances memoráveis no Festival Med e no Festival Mestiço na Casa da Música, compartilhando o palco com nomes consagrados da música global como Amadou & Mariam, Danny Silva, Timbila Muzimba, Azagaia, Maytals, Lee Scratch Perry, Gladiators, Fat Freddys Drop, Alborosie entre outros.

Freddy Locks é um artista no cenário da música reggae, conhecido pela sua paixão pela música africana e pelas suas poderosas mensagens. Com uma carreira que se estende por duas décadas, Freddy Locks continua a cativar audiências em todo o mundo com sua autenticidade e talento inegável.

Infinite Roots, a editar dia 7 de junho, promete marcar um verão sem tempo e de muitas liberdades.

Biografia Frederico Oliveira

Nascido em 1977, Frederico Oliveira pertence a uma geração de músicos que surgiram de Alvalade, um bairro da cidade de Lisboa que fez história na cena musical do punk-rock em Portugal. Na juventude esteve ligado aos movimentos anarquistas e de ocupação em Espanha e em Portugal. No verão de 95 teve algumas experiências que mudaram sua vida. Pelas suas palavras: "...Naquele verão, encontrei minha luz íntima, o segredo da realidade positiva, aquilo que as pessoas chamam de 'Deus' e vive dentro de cada ser vivo. Isso aconteceu depois de sentir as muitas revelações sobre os lugares que visitei, as pessoas que conheci e... a música reggae".

Iniciando-se no Metropolitano de Lisboa, a carreira de Freddy Locks descolou tocando concertos para a abertura dos espetáculos das lendas do reggae Sly & Robbie. Tocou nos festivais de “global music” mais importantes da atualidade, no festival neerlandês Le Guess Who?U?, na Casa da Música no Porto, no Festival MED no Algarve e no festival de verão Sudoeste, onde tocou ao lado de Cornell Campbell, Max Romeo e Lee Scratch Perry, e apoiando bandas históricas de roots reggae da Jamaica como The Gladiators, The Congos e The Abyssinians.

Freddy lançou 5 álbuns. O álbum Bring up the feeling, editado pelo primeiro selo indie/reggae português, Gumalaka, foi nomeado o álbum de reggae do ano pela imprensa especializada. O seu single "Bring up the feeling" alcançou a posição #1 na lista da rádio nacional. O single "Earth" teve um impressionante feedback internacional e alcançou mais de 200 programas de rádio e DJs em todo o mundo e "Overstand" fez de Freddy Locks capa da grande revista internacional de reggae "IRIE".

Youtube: https://www.youtube.com/@TheInfiniteroots 

ALA DOS NAMORADOS AO VIVO

 



















É já esta sexta-feira, dia 1 de Junho, que Ala dos Namorados irão actuar no CAE da Figueira da Foz. No concerto serão projectados os 10 sonhos mais inspiradores da ação conjunta com os CTT, que distribuíram postais pelas caixas de correio de todo o país no passado mês de Dezembro.

O videoclipe de “Para Onde Irão” ficará disponível já no dia 3 de Junho, e dele fazem parte esses mesmos 10 sonhos, que foram selecionados de todas as respostas recebidas pela banda, no seguimento dos mais de quatro milhões de postais distribuídos pelos CTT.

A partir deste dia, estarão disponíveis Postais dos Sonhos nas lojas CTT e o videoclipe poderá ser visto nos ecrãs das mesmas.

O concerto no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz começa às 21h30 e os bilhetes podem ser adquiridos na Ticketline.