segunda-feira, 18 de junho de 2018

PROGRAMA DE 18/06/18

1 – Rua Direita – Mariana
2 – 800 Gondomar – Eclipse
3 – Linda Martini – É só uma canção
4 – PAUS – Faca cega
5 – Galgo – Bambaré
6 – Quadra – Mapa de fuga
7 – Slow J (c/ Papillon e Plutónio) - Não pares
8 – Raze - Não me tires o mic

9 – Cows Caos – Tranquilo
10 – Moon Preachers – Confusion beat
11 – Fugly – Take you home tonight
12 – Sunflowers – Castle spell
13 – The Parkinsons – See no evil
14 – Bed Legs – Spillin’ blood
15 – The CityZens – Hell’s kitchen
16 - Keep Razors Sharp - Always anf forever
 

MÚSICA PORTUGUESA NO CENTRAL PARK




















Os músicos portugueses Mariza, Noiserv e Renato Diz atuam no sábado no Central Park, em Nova Iorque, Estados Unidos da América (EUA), num espetáculo integrado na programação SummerStage da Fundação City Parks.

O espetáculo de “cinco horas, de celebração de Portugal e da música portuguesa no carismático Central Park”, é de acesso gratuito, de acordo com o Arte Institute, organização sem fins lucrativos sediada em Nova Iorque dedicada à promoção da Cultura portuguesa, num comunicado hoje divulgado.

Esta é a segunda vez que a programação SummerStage inclui um dia dedicado à música portuguesa em parceria com o Arte Institute. A primeira foi no ano passado e contou com atuações dos The Gift, Dead Combo e Sofia Ribeiro.

A organização, no ‘site’ do SummerStage, refere-se à fadista Mariza como “uma das mais proeminentes artistas a popularizar o Fado, um género que combina narrativas cheias de alma com guitarra acústica”, e a Noiserv, “que toca uma variedade de instrumentos tradicionais e curiosos”, como “‘homem-orquestra’”.

No sábado irá ainda atuar o pianista, compositor e produtor Renato Diz, que vive em Nova Iorque.

Para o Arte Institute o espetáculo de sábado é, “sem dúvida alguma, mais um grande momento para Portugal e para a cultura portuguesa contemporânea”.

O SummerStage, que se realiza desde 1986, inclui mais de 100 espetáculos em 18 parques espalhados pela cidade. Do cartaz deste ano fazem parte artistas como Talib Kweli, Broken Social Scene, Melanie Fiona, Joey Bada$$, Femi Kuti & Positive Force e Baiana System.

JRS // MAG

Lusa/fim

FADO EM CASCAIS














Ricardo Ribeiro e Diana Vilarinho actuam no segundo dia da Segunda edição do Montepio Fado Cascais a 20 de Julho no Parque Palmela
 

DEAD COMBO COM NOVO SINGLE




















“AS QUICA AS YOU CAN”, é o novo single dos DEAD COMBO retirado do disco “ODEON HOTEL”.

O videoclip deste tema é a sequela do vídeo “DEUS ME DÊ GRANA”, realizado por André Tentúgal:

“Quando os Dead Combo me convidaram para filmar este “HOTEL ODEON” foi inevitável eu tentar materializar este espaço e fui em busca dessa imagem, que para mim seria o Hotel. Encontrei-o no centro do Porto e recheado de microcosmos de personagens paradas num tempo, no seu tempo. Filmei a sua solidão e os seus cruzamentos, reais e imaginários.”

O duo lisboeta editou a 13 de Abril, o seu sexto álbum de originais - “ODEON HOTEL” foi gravado em Lisboa, nos Estúdios Namouche, entre Outubro de 2016 e Setembro de 2017. Com produção de Alain Johannes (Queen Of Stone Age, PJ Harvey, Chris Cornell, etc), este novo disco é a síntese perfeita da portugalidade e universalidade existentes na música dos DEAD COMBO. O álbum foi editado em format digital, cd e vinil duplo. Na primeira semana em que esteve nas lojas, foi número 1 do Top Nacional de Vendas.

Composto por treze músicas, o novo disco, contou com a participação de diversos músicos convidados na sua gravação, nomeadamente, Alexandre Frazão na Bateria, Bruno Silva na Viola D’Arco, Mick Trovoada na Percussão e João Cabrita nos Sopros. Alain Johannes, para além de assinar a produção deste disco, também participou na sua gravação. O destaque especial para as participações neste novo disco, vai para o cantor e compositor norte-americano Mark Lanegan, que dá voz a “I Know, I Alone”, um dos mais belos poemas escritos em língua inglesa por Fernando Pessoa.

Pela primeira vez na história da banda, o disco sera editado em todo o mundo.

O novo disco dos DEAD COMBO está a ser apresentado em Portugal, numa Tour que teve início em Abril e que se estenderá até 2019.

Ao vivo, a banda apresentar-se-á com uma formação inédita com músicos convidados:

Tó Trips – Guitarras
Pedro Gonçalves – Guitarras, Contrabaixo, Melódica, Pianinho
Alexandre Frazão – Bateria, Voz
Gui – Sopros, Mellotron, Voz
António Quintino – Contrabaixo, Guitarras, Mellotron

JUNHO

21 Junho - Leíria - Festival A Porta (Teatro José Lúcio da Silva)
28 Junho - Alemanha (Fusion Festival)

JULHO

14 Julho - Barcelos (Convento de Vilar de Frades)
17 Julho - Cascais (EDP CoolJazz)
20 Julho - Amarante (Festival Mimo)
22 Julho - Idanha-a-Nova (Boom Festival)
25 Julho - Suiça - Zurique (Rote Fabrik)
27 Julho - Suiça - Martigny (Palp Festival)
28 Julho - Ponte da Barca (Festival Folk Celta)

AGOSTO

3 Agosto – FICA VOUGA (Sever do Vouga)
12 Agosto - Festival Bons Sons
15 a 18 Agosto - Vodafone Paredes de Coura
31 Agosto – Faro (Festival F)

SETEMBRO

1 Setembro – Braga (Noite Branca)
15 Setembro – Viana do Castelo (Viana Bate Forte)
28 Setembro – Fundão (A Moagem)
29 Setembro – Entroncamento (Steampunk Festival)

OUTUBRO

5 Outubro - Moita (Fórum Cultural José Manuel Figueiredo
24 Outubro - Porto (Casa da Música)

NOVEMBRO
9 Novembro - Vila Real (Teatro Municipal)
17 Novembro - Santa Maria da Feira (Cine-teatro António Lamoso)
20 Novembro – Brasil - São Paulo (Festival Mimo)
24 Novembro – Brasil - Olinda (Festival Mimo)
29 Novembro – México – Feira do Livro Guadalajara

DEZEMBRO

8 Dezembro – Viseu (Vinhos D’Inverno)

Bilhetes à Venda nas Bilheteiras das Salas e em ticketline.sapo.pt e www.bol.pt | Ligue 1820 (24h).

REDES SOCIAIS:

FACEBOOK: www.facebook.com/deadcombo/
INSTAGRAM: www.instagram.com/deadcombo/
 

X-WIFE EM TOUR




















CONCERTOS DE APRESENTAÇÃO DO NOVO DISCO DURANTE O VERÃO

22 de Junho - Festas da Vila - Maceira
28 de Julho - Escadas da Baía - Espinho
03 de Agosto - Cais à Noite - Ílhavo
16 de Agosto - Vodafone Paredes de Coura
01 de Setembro - Banhos Velhos - Caldas das Taipas

Os X-Wife editaram a 6 de abril o seu álbum homónimo e apresentam-no agora ao vivo numa digressão nacional durante o verão que inclui um concerto num dos principais Festivais de verão: o Vodafone Paredes de Coura a 16 de agosto.

João Vieira, Fernando Sousa e Rui Maia têm uma identidade muito própria quando trabalham juntos e podemos perceber isso no conjunto de canções que compõem “X-Wife”, disco homónimo acabado de lançar que tem recebido rasgados elogios e críticas muito positivas. 10 canções trabalhadas ao mais ínfimo pormenor que são agora apresentadas nesta digressão de verão ainda com datas a anunciar.

Nestes novos espetáculos o público pode esperar por uma festa de celebração dedicada a "X-Wife", o novo disco, mas sem esquecer alguns dos temas mais importantes e memoráveis da carreira da banda.

A digressão começa já no próximo dia 22 de junho em Maceira, (Leiria) e passa depois por Espinho (Porto), Ílhavo (Aveiro), Paredes de Coura e Caldas das Taipas (Braga).

MOPHO - "SOMBRA"

FUZZIL COM NOVO DISCO




















Os Fuzzil têm o prazer de apresentar a 1 de Julho, "HOLY WOODS BALCONY", um concerto cheio de coisas boas!

Um dia cheio de Sol, muito FUZZ pela floresta, estudantes apanhados de surpresa e um apresentador versátil foram os ingredientes que fizeram acontecer esta belíssima tarde de Rock na varanda da Escola Superior de Artes e Design, nas Caldas da Rainha, no dia 26 de Abril de 2018.

Com dois Ep's lançados e numa fase de preparação do primeiro álbum, os Fuzzil, contam com algumas datas este Verão que os leva pra lá da fronteira:

SANTO TIRSO | 22 de Junho | Carpe Diem
AVEIRO | 23 de Junho | A.C. Mercado Negro
LEIRIA | 11 de Julho | Texas Bar
TBA | 13 de Julho | TBA
ALENQUER | 14 de Julho | Side B Rocks
VISEU | 21 de Julho | Viseu Rock Fest
PONTE DE LIMA | 2 de Agosto | CAE
VIGO | 3 de Agosto | La Frabrica de Chocolate
 

MONDA COM NOVO SINGLE














“Vai de centro ao centro” é o single de apresentação do novo álbum dos Monda. Muito mais que a celebração do cante Alentejano, Monda é uma forma de expressão inspirada pelo coração da planície queviaja por diferentes géneros musicais para mostrar ao mundo as raízes de um país inteiro.

Gravado no Estúdio Vale de Lobo e com lançamento agendado para 27 de Novembro de 2018 (data de elevação do Cante Alentejano a Património Imaterial da Humanidade UNESCO), o novo álbum dos Monda reinterpreta, consolida e depura as pistas lançadas no primeiro trabalho discográfico que, igualmente produzido por Ruben Alves, contou com as participações especiais da fadista Katia Guerreiro, Rui Veloso, Tiago Oliveira e do Grupo de Cantadores de Portel.

 Com uma clara aproximação às novas tendências musicais, misturando a composição tradicional com novos sons e abordagens que alargam o âmbito do projeto, o novo disco conta com um conjunto diversificado de colaborações – a divulgar brevemente - que abraçam igualmente a festa genuína e luminosa praticada pelos Monda e que está claramente integrada no âmbito da World Music.

“Vai de centro ao centro”, baseia-se numa letra e música tradicionais com arranjos e produção dos Monda e Ruben Alves.

MONDA
Voz - Jorge Roque
Teclados/ Hammond - Pedro Zagalo
Contrabaixo - Herlander Medinas

Convidados em “Vai de Centro ao Centro”:
Guitarras - Tiago Oliveira
Percussão - João Ferreira
Piano - Ruben Alves

CALENDÁRIO

24 de Junho, Festival B - Beja, convidados: Gospel Collective
14 de Julho, Museu Aberto - Monsaraz, convidados João Gil e Joana Amendoeira

domingo, 17 de junho de 2018

NOVO DISCO DE INDIGNO

Os barcelenses indignu (lat.) editaram em Maio o disco Umbra dedicado a todos aqueles que pereceram, lutaram e sobreviveram aos incêndios de Pedrogão Grande de há um ano!

O single Nem só das cinzas se renasce com a participação especial de Manel Cruz (Ornatos Violeta, Supernada) é uma sentida homenagem.
 

UIVO ZEBRA EDITAM CASSETE




















Uivo Zebra é o power trio de Hernâni Faustino no baixo eléctrico (RED trio e dezenas de outras formações), Jorge Nuno na guitarra eléctrica (Signs of the Silhouette, Dead Vortex) e João Sousa na bateria (Parpar, Cardíaco, Ácidos).

Desde 2017 que o trabalho de UZ se baseia em usar as tensões que a individualidade traz para um grupo de pessoas. No sentido de reafirmar a alta dinâmica do trio, “Gancho” é um ataque em três partes, o resultado da fuga dos lugares comuns em sincronia com a busca de uma certa febre, um sonho surreal, um pesadelo estupidamente agradável.
Lançado este ano pela editora A Besta [033], em formato cassete (75 cópias), “Gancho” reflete o trabalho de raiz de que os Uivo Zebra foram parte: a gravação autónoma, a mistura de João Sousa com os restantes e a edição dentro do colectivo. O resultado é uma aproximação íntima, despida, ao estado febril que as Zebras procuram desde o primeiro álbum: os urros, os estrídulos, uivos e rasgos sónicos de pratos cortantes.

Edição digital [033] e edição física em cassete [75 cópias], disponível no bandcamp d'A Besta ou em qualquer evento da banda e/ou colectivo.

«The screeching guitar and wild drumming just kicks you right in the face when you press the play button on the new work of Uivo Zebra.»
Fuzzy Sun
 

sábado, 16 de junho de 2018

PROGRAMA DE 16/06/18

1 – The Joy Of Nature – Sombras dos nossos ancestrais
2 – Morte Psíquica – Fado do túnel (c/ Xarah Dion)
3 – Vulto Violeta – Esqueleto
4 – Baleia Baleia Baleia – Quero ser um ecrã
5 – Ermo – Vem nadar ao mar que enterra
6 – mARCIANO - Dádiva de orfeu
7 - Urbanature - Plug and pay
8 – Jill aka Projectojil –  Feel
9 – Henrique Amoroso – Olhos fechados
10 – S. Pedro – Joaquim
11 – Janeiro – Preguiça
12 - Luis Severo – Planície (tudo igual)
13 – Éme – Puxa patinha
14 – Suave – Perdido

PÁS DE PROBLÈME COM NOVO SINGLE













Com o novo álbum "The Shape of Party To Come" anunciado para depois do verāo, os Pás de Problème lançam hoje um novo single: "Trippin' Like Johnny".

A banda responsável por produzir eventos como a "Grande Festa Anual de 4 Horas de Padráda", "Concertos às escuras" e até um "Secret Show" disponibilizam online, para download gratuito, um novo single com imagem e artwork de BINAU, prolífero e promissor artista português.

Pela quarta vez em tour em Inglaterra, os Pás de Problème lançam hoje o single "Trippin' Like Johnny" em Londres, no Hootanannys Brixton. 

www.youtube.com/user/pasdeproblemeband
www.instagram.com/pasdeproblemeband
www.pasdeprobleme.bandcamp.com
www.pas-de-probleme.tumblr.com
www.soundcloud.com/pas-de-probleme


GEE-AITCH - "LET'S START" (RVS REMIX)

sexta-feira, 15 de junho de 2018

PROGRAMA DE 15/06/18

1 - Slow J x Stereossauro - Não pares (com Papillon e Plutónio)
2 - Huggs - Take my hand
3 - Enes - Just like the first time
4 - Athmos Sphere - Madrugada
5 - Hélder Bruno - A valsa entre o breu e a luz
6 - Homem em Catarse - Monchique
7 - Aníbal - Rita e Sara
8 - Jill aka ProjectoJil - Hayflick limit
9 - Urbanature - Plug and pay
10 - The Parkinsons - See no evil
entrevista Gui Garrido (A Porta)
11 - Dead Combo - Deus me dê grana
12 - Telectu - Arepo

GEEK DADDIES EDITAM CLIP















O grande dia chegou! Às 22:01h será o momento do nerd clímax musical.

Estavam já pessoas a escorrer de entusiasmo, a suar de ansiedade, a desfalecer com o nervoso miudinho.

O videoclipe dos Geek Daddies chegou para promover o rock responsável™, o humor parentesco, o amor saudável e a autoflagelação.

Pode ser visto nas principais plataformas de video, inclusive as mais atrevidas (excepto o daily motion, que não conta).

Se ouvir gritos de prazer por volta dessa hora, já sabe do que trata.

O tamanho não importa! Os Geek Daddies, um duo transformado em colectivo, abraçaram as alterações climatéricas e deram imagem ao seu alter ego com um videoclipe de 118 milímetros, perdão, segundos.

Esta banda de Alcobaça há muito que nos habituou ao seu estilo impróprio de rock responsável™ e ao seu humor emanado de criticas sociais.

O seu videoclipe não desilude.

Nele acompanhamos um papá totó, desaforido, em busca de si. Nessa viagem cheia de simbolismo, o pai perde-se, deparando-se com personagens que o (des)orientam.

Os Geek Daddies são isso mesmo. Devaneantes, incertos, existencialistas, mas sempre ligados ao mundo pelo cordão umbilical da sua família.

Querem ser grandes, mas são pequenos. Querem partir, mas não podem. Querem ser rebeldes, mas são mansos. No fundo dizem que não querem saber, mas importam-se com isso.

A música “dont’ know, don’t care”, que acompanha o videoclipe, retrata a perceção de um mundo totó habitado pelos pais do rock.

Apresentam o videoclipe com um concerto no dia 15 de Junho, no Bar Mood em Alcobaça, sito em frente à Biblioteca Municipal, pelas 22:30 horas. Ficando disponível depois em formato digital nas principais plataformas.

A noite será continuada com música a cargo da Gaz Produções, sendo este evento reminiscente da Haçienda local, o Bar Clinic, em que o movimento MadBaça parece querer renascer das cinzas.

Os Geek Daddies desaconselham ainda que o videoclipe seja visto por menores, pessoas sensíveis, e/ou socialites facilmente excitáveis.
 
 

NOVO SINGLE DE GONÇALO GUERRA











 
O jovem cantor e compositor Gonçalo Guerra lança hoje um novo single com letra e música de sua autoria. A produção esteve a cargo, como habitualmente, de Vitor Silva.

Este novo single sucede a “Tudo O Que És” (Dez 2016) e “Nós Ficámos” (Abr 2017) e faz parte também da banda sonora da série televisiva “Jogo Duplo”, transmitida diariamente na TVI, em Prime Time.

Todos estes temas estarão incluídos no seu álbum de estreia, com data de lançamento a ser anunciada em breve.

Gonçalo, de 24 anos, é um artista improvável. Pragmático e exemplar que é, tinha um trajecto já estruturado. Pôs a guitarra de lado, licenciou-se em Engenharia de Energias e preparava já a possibilidade de fazer um mestrado “lá fora” não fosse por um factor imprevisível. Tem uma paixão e um desmedido talento musical.

Foi nessa altura, há cerca de dois anos, que o jovem de Trás-os-Montes, indeciso sobre o seu futuro, decidiu visitar o irmão a Londres e ali no chão da sua cozinha rascunhou o seu primeiro tema. E, de repente, tudo fez sentido.

Para Gonçalo, compor é aceitar e nutrir essa imprevisibilidade. Levanta-se da cama e deixa-se levar pelos seus próprios pensamentos. Uma disciplina que rapidamente se tornou no seu modus operandi. Desde então, já são mais de 30 canções que escreveu desde que decidiu voltar a pegar na guitarra.

 Determinado em perseguir o seu sonho, saiu da terra que o viu crescer e mudou-se para o Porto, embora continue a dizer compenetrado, “Sou transmontano”. Pode soar trivial, mas não é. Foi ali em Pedras Salgadas que teve o primeiro contacto com a música, onde pegou na sua primeira guitarra acústica e viu uma loop station a ser utilizada por um artista nas festas da vila. Ocasiões de infância que deixaram a sua marca na parte de trás da nuca.

 Já crescido, foi no Porto onde gravou a sua primeira maquete, juntamente com o prolífero produtor Cláudio Tavares, nos Estúdios Sá da Bandeira. Esta nova etapa na sua carreira permitiu a Gonçalo aprender e crescer como artista. Deixou de ser o rapaz que gravava as suas composições numa mesa de mistura com entrada USB que tinha no quarto. Ouvinte assíduo de Miguel Araújo e Os Azeitonas, duas das suas referências musicais, decidiu estabelecer contacto com a Warner Music Portugal, que acabou por juntá-lo ao produtor Vítor Silva, com quem criou muito rapidamente uma profunda amizade e cumplicidade.

Juntos conseguiram superar um novo desafio. Pegar no material que Gonçalo juntou ao longo dos últimos dois anos e engradecer tanto a sua mensagem como a sua mestria na guitarra e loop station.
Contudo, a sua essência mantém-se intocada. Consegue-se ouvir em cada tema a vulnerabilidade e timidez que fazem parte da sua personalidade e que tornam os seus canções pop tão honestas e contagiantes.

O primeiro resultado dessa parceria foi o single “Tudo o que és”, uma carta aberta que mostra a sua gratidão pelos pequenos gestos que dão significado a uma relação e as subtilezas amorosas que tão poucas vezes são retratadas em canção. Seguiu-se “Nós Ficámos”, em Abril de 2017.

Um artista que, em tão pouco, revelou um enorme potencial e que agora, mais que nunca, mostra-se convicto dos seus objectivos: Transmitir a sua impressão e subsequentemente chegar ao maior número de pessoas possível, uma música de cada vez.
 

THE GIFT NA RÚSSIA




















DIA 16 DE JUNHO | SÃO PETERSBURGO
DIA 19 DE JUNHO | MOSCOVO

Um dia depois do grande jogo de estreia de Portugal contra Espanha, os Gift têm o primeiro de dois concertos do disco "ALTAR" na Rússia. Não é por acaso que estas datas coincidem com o Mundial de Futebol 2018, os Gift, historicamente, acompanham a seleção portuguesa e aproveitam para celebrar 1 ano de "ALTAR" junto dos seus fãs internacionais.

Estes concertos acontecem nas duas maiores cidades da Rússia. A 16 de junho The Gift apresentam-se ao vivo num concerto em São Petersburgo no Museu de Arte Contemporânea (ERARTA). Já a 19 de junho a banda viaja para Moscovo para apresentar ALTAR ao vivo no Club Sixteen Tones, um dos clubes de referência da capital russa.

A primeira parte de ambos os espetáculos é assegurada por IAN, cantautora nascida e criada em Moscovo, Rússia, mas a viver atualmente em Portugal que estreou o seu primeiro EP nos concertos The Gift de março nos Coliseus de Lisboa e do Porto. A sua música mistura elementos de pop, trip-hop e eletrónica com forte presença de instrumentos clássicos como piano acústico e violino. A voz é também uma constante na música de IAN.

"ALTAR" tem percorrido o mundo e foi dado a conhecer a públicos na Holanda (Eurosonic Noorderslag, Amesterdão), nos EUA (SXSW e SummerStage em Nova Iorque), na Alemanha (Berlim), no Reino Unido (Great Escape, Bush Hall e Union Chapel, Londres), em Espanha, Brasil e muitos outros territórios. Agora é a primeira vez que os Gift se apresentam ao vivo na Rússia, país que em 2018 acolhe o Mundial de Futebol.

Mais informação sobre estes espetáculos disponível aqui.
 

SENZA AO VIVO


quinta-feira, 14 de junho de 2018

PROGRAMA DE 14/06/18

1 - David Fonseca - Heroes (com Rita Redshoes)
2 - Ian - Weird
3 - Best Youth - Nightfalls
4 - Pongo - Kuzola
5 - Dino D'Santiago - Nova Lisboa
6 - Jill aka ProjectoJil - Sunflower
7 - Urbanature - Plug and pay
8 - Caio - Pedrogão
entrevista João Santos (Caio)
9 - Caio - Mundo incerto (ao vivo no estúdio)
10 - Fogo Fogo - Nha cutelo


CAPTAIN BOY À VARANDA




















Depois de já ter passado pelas Caldas da Rainha, Guarda, Léon, Madrid, Setúbal, entre outras, o Puto Capitão marca presença no próximo sábado, 16 de Junho, em Mondim de Basto, nos Concertos à Varanda.

Tendo a versatilidade de se poder apresentar com banda ou com uma formação mais reduzida de duas guitarras e voz, o Captain Boy tem a possibilidade de apresentar o seu espectáculo em locais menos comuns. Para além dos palcos dos festivais e teatros por onde já passou, o Puto da voz rouca já tocou em monumentos abandonados, em praças e agora sobe a uma varanda para apresentar o seu último disco "1", editado em 2017.